-4

Como eu poderia calcular a soma dos números em um intervalo de 1 a 500 no qual os números somados desse intervalo devem ser ímpares e múltiplo de três?

Eu só consegui fazer o intervalo até agora:

for c in range(3, 500, 3):
    if c % 2 != 0:
  • o problema aí "agora" não é somar é descobrir quais são primos, tente desenvolver um algorítimo que descubra se é um número ímpar, ai se vai montando seu código... – MagicHat 23/10/17 às 20:04
  • Acho que consegui, e agora? – Lucas Souza 23/10/17 às 20:13
  • 1
    @MagicHat Este problema não tem nada a ver com números primos. – Victor Stafusa 23/10/17 às 20:22
  • 2
    Você pode somar os números de 6 em 6. Veja bem: 3, 9, 15, 21, 27... – Victor Stafusa 23/10/17 às 20:22
  • 2
    Acho que já tá bom de negativos, afinal o AP editou e tornou um aquestão válida. Alias 1 negativo creio ser suficiente para indicar que algo está errado, esse post não justifica negativos em massa. – MagicHat 23/10/17 às 20:35
7

Essa pergunta parece ser bastante um exercício comum em iniciação à programação e responderei como tal. Já fui monitor da disciplina de algoritmos na universidade e sempre notei que os alunos tem uma saciedade em resolver o problema sem ao menos analisá-lo.

Solução 1

A primeira solução que eu vejo e, com certeza, a mais simples, é analisar o problema matematicamente, já que é... um problema de matemática. A soma de todos os números, dentro do intervalo 1 a 500, ímpares e múltiplos de 3 são:

 S = 3 + 9 + 15 + 21 + ... + 495

É fácil perceber que um número é sempre o anterior somado em 6 (como cantado nos comentários pelo Victor). Isso claramente forma a soma de uma progressão aritmética, do qual pode ser formulada:

S = (N/2)*(a_1 + a_N)
  = (N/2)*(3 + 495)

Sendo N o número de elementos somados. Para calcular, bastaríamos analisar a expressão do termo geral da progressão:

a_n = a_1 + (n-1)*r

Sabendo que 495 é o último elemento, a_N, 3 é o primeiro, a_1, e a razão é 6, r, temos:

N = (a_N - a_1)/6 + 1
  = (495 - 3)/6 + 1
  = 83

Assim sabemos que há 83 elementos sendo somados. Voltando a fórmula da soma:

S = (N/2)*(a_1 + a_N)
  = (83/2)*(3 + 495)
  = 20667

Portanto, a primeira solução, seria fazer:

a_1 = 3
a_N = 495
r = 6

N = (a_N - a_1)/r + 1
S = N/2 * (a_1 + a_N)

print(S)

Veja funcionando no Ideone | Repl.it

inserir a descrição da imagem aqui

O tempo de cálculo se mantém constante, independente da grandeza de N.

Solução 2

Fazer um laço de repetição entre todos os valores, verificar quais são ímpares e múltiplos de 3 e, quando somar, somar em uma variável:

S = 0
for x in range(1, 500):
    if x % 2 != 0 and x % 3 == 0:
        S = S + x
print(S)

Veja funcionando no Ideone | Repl.it

inserir a descrição da imagem aqui

O tempo de cálculo cresce linearmente conforme o valor de N.

Solução 3

Podemos simplificar a solução acima utilizando compreensão de listas do Python, junto com a função nativa sum:

S = sum(x for x in range(1, 500) if x % 2 != 0 and x % 3 == 0)
print(S)

Veja funcionando no Ideone | Repl.it

inserir a descrição da imagem aqui

O tempo de cálculo cresce linearmente conforme o valor de N.

Solução 4

Podemos simplificar ainda mais a solução acima utilizando o intervalo de 6 em 6 como aplicado na solução matemática e, sabendo que o primeiro valor a ser considerado será o 3, temos:

S = sum(range(3, 500, 6))
print(S)

Veja funcionando no Ideone | Repl.it

inserir a descrição da imagem aqui

O tempo de cálculo cresce linearmente conforme o valor de N.

Por quê a análise matemática seria importante se a com laço de repetição é mais fácil?

Desempenho. Com um pequeno teste de tempo de execução com o módulo timeit, fiz o tempo necessário para executar 1000 vezes cada solução, imprimindo o tempo gasto:

Tempo gasto para calcular 1000x cada solução:
Solução 1: 0.0003348870013724081
Solução 2: 0.06511368200153811
Solução 3: 0.06661822800015216
Solução 4: 0.0016278160001093056

Se normalizarmos em relação à solução 1, que é a mais rápida, temos:

Solução 1: 1.0
Solução 2: 194.43478467272314
Solução 3: 198.927482186954
Solução 4: 4.8607918295971935

Ou seja, as soluções 2 e 3 levam cerca de 200x o tempo de execução da solução 1, quanto a solução 4 leva cerca de 5x, pelo fato da solução 1 possuir complexidade O(1), isto é, sempre fará o mesmo número de operações, independente do intervalo, e as outras três soluções são O(n), tendo o número de operações aumentado linearmente com o intervalo considerado.

2

Resposta errada, consertei abaixo no edite

Utilizando as dicas no comentário, podes fazer algo assim:

for c in range(3, 500, 3):
    soma = c + c
print(soma)

Veja no Ideone

Edit

Bem observado pelo @Anderson Carlos Woss, a resposta acima está errada e consertada da seguinte forma

cur = [] #declara a lista para receber os ímpares multiplos de 3
for c in range(0, 500,3): # o loop para percorrer a lista gerada pelo range
    if (c % 2 != 0) and (c % 3 == 0): #checa se o valor corrente é primo e multiplo de 3
        cur.append(c) #adiciona a lista
print(sum(cur)) #printa a soma dos itens da lista

Veja no Ideone

  • Acho que tem algo errado na resposta. Tem certeza que é c+c, pois assim soma seria o dobro do último múltiplo de 3 no intervalo, 498. Mesmo que fosse soma += c, ainda estaria considerando os números pares. A dica do Victor para ir de 6 em 6 parece resolver o problema. – Anderson Carlos Woss 24/10/17 às 0:58
  • @AndersonCarlosWoss consertei, veja se agrada. – MagicHat 5/11/17 às 11:27

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.