3

Estou muito confuso. Fico me perguntando se é melhor usar o padrão e os setters para atribuir um valor pra o atributo, ou se é melhor atribuir os valores aos atributos via os construtores parametrizados e usar os setters para mudar os estados deles.

4

A finalidade do construtor é, como o nome diz, construir o objeto. Assim sendo, quando o contrutor retornar, o objeto que for fornecido já deveria estar pronto para uso.

Um objeto está devidamente construído quando todos os seus atributos estão setados para um valor que representa aquilo que o objeto é.

Entretanto, quando usa-se um construtor vazio, esse fornece um esqueleto de um objeto que no estado que está não é utilizável, e então usa-se um monte de setters para consertar-se esse esqueleto. A responsabilidade de construir-se o objeto deveria ser do construtor, mas se ele não fizer isso, essa responsabilidade acabará tendo que ser realizada em algum outro lugar, violando o princípio da responsabilidade única.

O resultado disso é uma forma de acoplamento sequencial. Ou seja, o objeto só é utilizável se determinados métodos forem chamados nele.

Deixar o construtor retornar um objeto incompleto a ser consertado depois chamando-se um monte de setters é um anti-padrão. Evite fazer isso. Objetos construídos assim são mais difíceis de se manter consistentes, vez que o construtor já os fabrica inconsistentes. Isso significa que há maiores possibilidades de bugs e torna-se mais difícil ler, escrever, entender e alterar o código se necessário.

Além disso, o fato de o construtor abrir mão de construir adequadamente o objeto, praticamente obriga o programador a colocar setters para tudo, mesmo para aquilo que deveriam ser dados e comportamentos internos do objeto, levando a uma violação do encapsulamento.

  • Então o certo é construir um objeto com o construtor parametrizado. Pois, o padrão faz um objeto inconsistente, que joga a responsabilidade de atribuir valores a ao objeto nos setter. Estou certo? – Gilmar Santos 14/10/17 às 4:59
  • 1
    @GilmarSantos Exato. – Victor Stafusa 14/10/17 às 5:02
  • Só usarei os setters caso um atributo mude de estado durante a execução do código? – Gilmar Santos 14/10/17 às 5:04
  • 1
    @GilmarSantos Sim. A ideia é que o setter faça uma mutação no objeto, idealmente de um estado consistente para outro estado consistente. Se o setter for chamado de forma inadequada tentando tornar o objeto inconsistente, lança-se uma exceção. Assim como fazer o objeto nascer inconsistente para ser consertado depois é ruim, permitir que o setter torne-o inconsistente também é. Além disso, você só publica setters para aquilo que faça sentido sofrer mutação. – Victor Stafusa 14/10/17 às 5:09
  • 2
    É interessante notar que, em Java, criar um construtor não-padrão (com parâmetros) desabilita o construtor padrão automático. Isso é legal porque reforça essa ideia de não deixar o objeto ser criado inconsistente. – Pablo Almeida 14/10/17 às 6:08

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.