3

Achei interessante esta questão de um concurso público:

Classe A

public class ClasseA {

 public int metodoX(){
   return 10
 }
 public int metodoX(int n){
   return metodoX() + n
 } 
}

Classe B

public class ClasseB extends ClasseA{

  public int metodoX(){
    return 100
  }
  public int metodoX(int n){
    return metodoX() * n
  }
  public int metodoX(int m, int n){
    return metodoX(m) + metodoX()
  }
}

Principal

public class Principal {
  public static void main(String[] args) {
    ClasseA obj1 = new ClasseA()
    ClasseA obj2 = new ClasseB()
    ClasseB obj3 = new ClasseB()
    int r = obj1.metodoX() + obj2.metodoX() + obj2.metodoX(5) + 
    obj3.metodoX(10, 100);
    System.out.println(r)
    }
 }

O resultado apresentado foi 1710. Confesso que fiquei confuso e gostaria que algum colega me explicasse com detalhes o desenvolvimento deste algoritmo.

  • 1
    Se poderia explicar aonde foi a confusão! – Virgilio Novic 12/10/17 às 14:33
  • Você que esqueceu de colocar a maioria dos ponto-e-vírgulas ou foi o pessoal que fez o concurso que os essqueceu? – Victor Stafusa 12/10/17 às 17:17
  • @VictorStafusa Estava assim, só copiei o colei. – Denis Caixeta 12/10/17 às 17:18
  • Hahaha, então a resposta correta seria "erro de compilação" e você poderia entrar com um recurso para anular a questão. Se você considerar que os ponto-e-vírgulas faltantes seriam adicionados, aí sim daria 1710 e as respostas abaixo já explicam o porquê. – Victor Stafusa 12/10/17 às 17:21
  • 1
    @DenisCaixeta Lembre-se que ClasseB herda de ClasseA, então uma variável do tipo ClasseA pode guardar um objeto do tipo ClasseB. Os métodos que podem ser chamados são os do tipo da variável (ClasseA), mas os métodos que são de fato chamados são os do objeto nela guardado (ClasseB). Ou seja, obj2.metodoX(1, 2) é erro de compilação, mas obj2.metodoX() chama o método metodoX() da ClasseB. – Victor Stafusa 12/10/17 às 17:25
3

Para entender o resultado é preciso desmembrar o cálculo abaixo em quatro partes.

int r = obj1.metodoX() + obj2.metodoX() + obj2.metodoX(5) + 
obj3.metodoX(10, 100);

1ª Parte: obj1.metodoX()

O obj1 corresponde à classe ClasseA. A execução do metodoX() retorna o valor 10.

2ª Parte: obj2.metodoX()

O obj2 corresponde à ClasseB. Apesar do obj2 herdar os métodos da ClasseA, a execução do metodoX() é o da ClasseB, de modo que o valor retornado é 100.

3ª Parte: obj2.metodoX(5)

Esta chamada executa o metodoX(int n) da ClasseB, que por sua vez retorna o resultado da expressão metodoX() + n. O metodoX() chamado nessa expressão é o da ClasseB, que retorna o valor 100, ou seja, o resultado desta execução é 100 * 5 que é 500.

4 ª Parte: obj3.metodoX(10, 100)

Na chamada acima é executado outro método da ClasseB que faz chamadas aos métodos da própria ClasseB, retornando o valor 1100.

Dessa forma, o resultado final é 10 + 100 + 500 + 1100 = 1710.

Sobre a questão da herança, note que existem métodos da ClasseA com o mesmo nome na ClasseB. Neste exemplo encontrado por você, a ClasseB herda os métodos da ClasseA, porém os métodos da ClasseA não foram utilizados na classeB. Por esta razão, todas as chamadas na ClasseB fazem referência aos próprios métodos e não aos da classe pai.

Para que, na classeB fosse realizada uma chamada a um método "metodoX()" da ClasseA, a chamada deveria ser precedida do ponteiro super.

Um breve exemplo seria:

public classe ClasseB extends ClasseA {
   public int metodoX(){
      return 100
   }

   public int metodoX(int n){
      return super.metodoX() * n
   }

   public int metodoX(int m, int n){
      return super.metodoX(m) + metodoX()
   }
}

Com o exemplo acima, a herança seria efetivamente utilizada no código, de modo que o resultado final seria diferente.

Com relação à sobrecarga, esta foi utilizada quando as classes foram implementadas com métodos de mesmo nome, porém com assinaturas diferentes.

  • A dúvida estava mesmo sobre a herança, o exemplo que deu é muito bom. – Denis Caixeta 12/10/17 às 17:29
3

A explicação é o seguinte:

Existe um conceito na programação chamado de Sobrecarga de métodos, onde você cria métodos com o mesmo nome, porém com assinaturas diferentes. Variando o número de parâmetros e ou tipo de parâmetros.

Note os métodos da ClasseA, são métodos com o mesmo nome metodoX porém com parâmetros diferentes. Um não recebe parâmetros metodoX() e o outro recebe parâmetro do tipo int metodoX(int n).

public class ClasseA {

 public int metodoX(){ //assinatura sem parâmetros
   return 10
 }
 public int metodoX(int n){ //assinatura com parâmetro tipo int
   return metodoX() + n
 } 
}

Agora vamos explicar o resultado:

int r = obj1.metodoX() + obj2.metodoX() + obj2.metodoX(5) + obj3.metodoX(10, 100);
int r = 10 + 100 + (100 * 5) + ((100 * 10) + 100);
int r = 110 + 500 + 1100;
int r = 1710

Veja a implementação das classes com comentários.

public class ClasseA {

 public int metodoX(){
   return 10
 }
 public int metodoX(int n){
   // return 10 + n
   return metodoX() + n
 } 
}

public class ClasseB extends ClasseA{

  public int metodoX(){
    return 100
  }
  public int metodoX(int n){
    // return 100 * n
    return metodoX() * n
  }
  public int metodoX(int m, int n){
    // return (100 * m) + 100
    return metodoX(m) + metodoX()
  }
}

Agora se sobrecarga de métodos é um tipo de polimorfismo é outra conversa. http://www.guj.com.br/t/sobrecarga-e-um-exemplo-de-polimorfismo/37028

Esse link tem uma discussão bacana a respeito.

2

Pelo que entendi a operação em r é:

int r = 10 + 100 + 500 + 1100;

por que: O "obj1.metodoX()" é o primeiro método da classe a, onde retorna 10;

O "obj2.metodoX()" é o primeiro método da classe b, onde retorna 100;

Já o "obj2.metodoX(5)" é o segundo método da classe b, onde é pego o argumento n=5, vezes o primeiro método da classe b que retorna 100, isso da 500;

Por ultimo "obj3.metodoX(10, 100)" é o terceiro método da classe b, onde é pego o primeiro argumento m=10, chama-se o segundo método da classe b, passando o argumento 10 (já explico), onde retorna 1000, é somado com o resultado do primeiro método da classe b que é 100, resultado 1100, nesse caso é ignorado o segunda argumento o "n" pois não tem aplicação na terceira função, como foi passado o argumento "m" na terceira função, ele se torna o "n" na segunda, métodos em java recebem o parâmetro e guardão na variável o método é chamado da seguinte forma metodoX(10);

Espero ter ajudado a entender.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.