13

Há alguma maneira de impedir que um dos atributos de um objeto seja serializado?

Tome como exemplo o objeto abaixo. Se eu não quiser que propriedade2 seja serializado, como eu poderia implementar isso?

var obj = {
  propriedade1 : 'teste 1',
  propriedade2 : {
    subpropriedade1 : 'teste 2 - 1',
    subpropriedade2 : 'teste 2 - 2'
  },
  propriedade3 : 'teste 3',
  propriedade4 : {
    propriedade1 : 'teste 4 - 1'
  }
}

var obj2 = new Object();
obj2.propriedade1 = 'teste 1';
var prop2 = new Object();
prop2.subpropriedade1 = 'teste 2 - 1';
prop2.subpropriedade2 = 'teste 2 - 2';
obj2.propriedade2 = prop2;
obj2.propriedade3 = 'teste 3';
var prop4 = new Object();
prop4.propriedade1 = 'teste 4 - 1';
obj2.propriedade4 = prop4;

console.log(JSON.stringify(obj));
console.log(JSON.stringify(obj2));

  • Queres evitar que algumas propriedades sejam passadas para o JSON? e sabes de antemão quais elas são? – Sergio 29/09/17 às 19:46
  • @Sergio, no caso, eu sei quais eu não quero, portanto, exceto essas que não quero, todas devem ser serializadas – Artur o Templário 29/09/17 às 19:52
  • 1
    Pergunta interessante e 3 respostas interessantes! Todos ganham :) – Sergio 29/09/17 às 21:13
11

Uma outra maneira é criar uma propriedade não enumerável. Propriedades não enumeráveis não são acessadas em laços for..in, nem são incluídas na geração de JSON.

Exemplo:

var o = {};
Object.defineProperty(o, 'teste', { enumerable: false, writable: true });
o.teste = 10;
console.log(o.teste);          // 10
console.log(JSON.stringify(o)) // "{}"

  • Esta solução pode ter algum efeito colateral caso o valor da propriedade seja enumerável por natureza? Por exemplo, se o valor da propriedade for uma lista, você estaria definindo a lista como não enumerável? Isso pode afetar outras estruturas no código, tal como um laço que itera sobre esse valor? – Anderson Carlos Woss 29/09/17 às 22:54
  • Creio que não, cada propriedade tem seus próprios property descriptors, e eles determinam os atributos da propriedade em relação ao objeto a que ela pertence. Nesse meu exemplo, se teste fosse um objeto, você poderia enumerar as chaves dele com for..in. Mas nunca encontraria esse objeto ao enumerar as propriedades do objeto o. Não sei se estou sendo claro... – bfavaretto 29/09/17 às 23:16
  • Sim, foi claro, mas mesmo assim é um cuidado a ser tomado, pois altera o comportamento do objeto. De qualquer forma, conhecimento a mais agregado. – Anderson Carlos Woss 29/09/17 às 23:21
  • Genial! Não fazia ideia que isso existia – Artur o Templário 2/10/17 às 12:14
9

Ainda não consigo comentar, então apenas acrescentando a resposta do @AndersonCarlosWoss. Uma terceira opção, é o próprio objeto decidir quais propriedades ele deseja serializar:

var obj = {
  prop1: "String",
  prop2: 1,
  prop3: true,
  toJSON: function(){
    return {
      prop1: this.prop1,
      prop2: this.prop2
    };
  }
};

console.log(JSON.stringify(obj));

  • Gostei, não sabia que isso funcionava. Li que não é padrão (realmente toJSON não está em Object.prototype), mas a especificação mais recente fala de ver se existe um método com esse nome ao tentar serializar qualquer coisa. – bfavaretto 29/09/17 às 21:05
  • 1
    @bfavaretto, exatamente, toJSON não faz parte de Object.prototype, ele é uma propriedade procurada no momento da serialização, onde alem do nome tbm é verificado o se o tipo é uma function e assim esta é chamada para a serialização customizada. doc – L. Albano 29/09/17 às 21:34
  • Esperando você terminar para eu dar meu julgamento final – Jefferson Quesado 30/09/17 às 0:01
  • Muito bom, +1 também – Artur o Templário 2/10/17 às 12:15
8

Para simplificar o entendimento, criarei um exemplo mais próximo da realidade:

const obj = {
    "name": "John Doe",
    "age": 34,
    "parents": [
        {
            "name": "Derp",
            "age": 63,
            "gender": "male"
        }, {
            "name": "Derpina",
            "age": 62,
            "gender": "female"
        }
    ]
};

Supondo que a intenção é serializar o objeto obj ignorando o atributo age. Um detalhe é que não somente o próprio objeto possui o atributo age, como também objetos filhos possuem (nesse caso, os dois objetos em parents). Se a intenção, nesse caso, é de remover todos os atributos age, não importando onde esteja, há duas soluções (outras foram abordadas nas outras respostas):

Primeira solução: passar como segundo parâmetro de JSON.stringify uma lista dos atributos que deseja manter ao serializar o objeto. Porém, essa lista de atributos não deve abordar apenas os atributos do objeto original, mas todos os atributos de todos os objetos relacionados que é desejado manter. Por exemplo, os objetos internos a parents possuem o atributo gender que o objeto principal não possui e mesmo assim tal atributo deve ser listado:

const obj = {
    "name": "John Doe",
    "age": 34,
    "parents": [
        {
            "name": "Derp",
            "age": 63,
            "gender": "male"
        }, {
            "name": "Derpina",
            "age": 62,
            "gender": "female"
        }
    ]
};

console.log(JSON.stringify(obj, ["name", "parents", "gender"]));

Se gender não for listado, o atributo será removido dos objetos internos ao efetuar a serialização.

Segunda solução: também utilizando o segundo parâmetro de JSON.stringify, mas agora definindo uma função que executará a lógica de manter ou não um valor no objeto. A função recebe dois parâmetros: a chave, nome do atributo, e seu respectivo valor. A lógica aqui seria bem simples: se a chave condizer com o atributo que desejamos remover, retornamos o valor undefined, caso contrário, retorna o próprio valor.

const obj = {
    "name": "John Doe",
    "age": 34,
    "parents": [
        {
            "name": "Derp",
            "age": 63,
            "gender": "male"
        }, {
            "name": "Derpina",
            "age": 62,
            "gender": "female"
        }
    ]
};

console.log(JSON.stringify(obj, function (key, value) {
    if (key == "age") {
        return undefined;
    }
    
    return value;
}));

Esta forma é relativamente mais versátil que a primeira, pois ao invés de especificar quais atributos você deseja manter, você especifica quais atributos deseja remover, não importando a estrutura do restante do objeto.

Não modificando objetos internos

Ambas as soluções removem o atributo dos objetos mais internos, então, se a intenção é de mantê-los, removendo o atributo do objeto principal, outras soluções são necessárias.

Função toJSON: como apresentado na resposta do L.Albano, é possível definir uma função toJSON no objeto que será chamada ao serializar o mesmo. O resultado da serialização será, na verdade, a serialização do retorno desta função. L. Albano mostrou como fazer o clone do objeto manualmente, mas é possível fazer de forma dinâmica e, depois, remover o atributo desejado.

const obj = {
    "name": "John Doe",
    "age": 34,
    "parents": [
        {
            "name": "Derp",
            "age": 63,
            "gender": "male"
        }, {
            "name": "Derpina",
            "age": 62,
            "gender": "female"
        }
    ],
    toJSON: function () {
        
        // Clona o objeto:
        const clone = Object.assign({}, this);
        
        // Remove o atributo desejado:
        delete clone["age"];
        
        // Retorna o clone modificado:
        return clone;
    }
};

console.log(JSON.stringify(obj));

Desta forma, apenas o atributo age do objeto principal é removido, enquanto dos objetos internos são mantidos.

Clonar o objeto utilizando Object.assign só é possível a partir do ECMAScript 5 (ES6), porém, se desejável, existem polyfills. Outra técnica de clonar objetos é combinar JSON.parse com JSON.stringify, porém esta técnica não é aplicável neste exemplo pois geraria uma recursão infinita.

  • Apenas uma dúvida, essa sintaxe de função como a que você passou no segundo exemplo está disponível em todos os navegadores? – Artur o Templário 29/09/17 às 19:53
  • Essa solução afeta diretamente objetos internos e pode não funcionar em todos os casos (pois os atributos destes objetos também são filtrados). Estou verificando este problema. – Anderson Carlos Woss 29/09/17 às 19:53
  • @ArturoTemplário quase todos, editarei a resposta assim que possível. – Anderson Carlos Woss 29/09/17 às 19:55
  • Injusta a pontuação desta resposta em relação às outras! – bfavaretto 3/10/17 às 21:34

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.