2

como ler os dados de um arquivo em c e atribuir a uma string?

arquivo.c

#include <stdio.h>
#include <stdlib.h>
#include <string.h>
#define CONFIG "config.ini"

void main()
{
    char *data, *data1, *stream;
    FILE* arquivo;
    arquivo = fopen(CONFIG, "r");

    /*

    // data = fgets(stream, sizeof(arquivo), arquivo);
    // data1 = fscanf(arquivo, "%s", stream);

    */

    // printf("%s\t%s\n", data, data1);
    fclose(arquivo);
    // fopen(CONFIG, "w");
    return;
}

config.ini

Lorem ipsum auctor curabitur at justo maecenas hendrerit feugiat, adipiscing augue
accumsan ornareeu nunc iaculis cubilia, sodales quisque bibendum dapibus ullamcorper
ornare diam. consectetur pretium eros velit ante pellentesque taciti ullamcorper interdum
gravida himenaeos viverra mauris luctus hendrerit habitasse arcu fringilla, praesent
habitant mi facilisis curae fames quam sapien.
3

Para conseguir ler tudo precisa de saber primeiro quantos bytes o arquivo tem.

O que precisa de fazer é:

  • Posicionar-se no fim com fseek e flag SEEK_END
  • Descobrir qual o byte em que está com ftell
  • Ler essa quantidade com de bytes com fread a partir do inicio

Exemplo:

void main()
{
    char *data, *data1, *stream;
    FILE* arquivo;
    arquivo = fopen(CONFIG, "r");

    fseek (arquivo, 0, SEEK_END); //posicionar-se no fim
    long dimensao = ftell (arquivo); //descobrir a dimensão
    fseek (arquivo, 0, SEEK_SET); //voltar ao inicio
    data = (char*) malloc ((dimensao+1) * sizeof(char) ); //alocar espaço para ler tudo

    if(data){ //se conseguiu alocar
        fread (data, 1, dimensao, arquivo); //ler tudo
        data[dimensao] = '\0'; //colocar o terminador
    }

    fclose(arquivo);

    return 0;
}
  • Obrigado novamente Isac – Vanderson 27/09/17 às 21:36
  • A string contida no ponteiro data não está bem formada pois não possui o terminador \0 e malloc() não aloca um byte a mais para a inclusão desse terminador. – Lacobus 27/09/17 às 23:20
  • @Lacobus Bem visto, foi algo que me escapou. Obrigado por me avisar – Isac 27/09/17 às 23:23
  • Não conhecia esse ftell. Sempre aprendo coisas novas lendo suas respostas – Jefferson Quesado 8/03/18 às 23:08
  • @JeffersonQuesado Que é bem util por sinal, para casos com este. – Isac 8/03/18 às 23:10
3

Você pode usar as funções fread() e realloc() dentro de um loop.

A cada iteração do loop, fread() fica responsável por ler um pequeno bloco do arquivo de entrada, enquanto realloc() fica responsavel por gerenciar a memória necessária para acomodar cada bloco lido.

Segue um exemplo (testado) ilustrando a ideia:

#include <stdio.h>
#include <stdlib.h>
#include <string.h>

#define BUF_MAX_TAM (128)

int carregar_arquivo( const char * arq, char ** str )
{
    unsigned char buf[ BUF_MAX_TAM ] = {0};
    int total = 0;
    int n = 0;
    char * p = NULL;
    FILE * pf = NULL;

    pf = fopen( arq, "r" );

    if(!pf)
        return -1;

    p = malloc( 1 );

    while( (n = fread( buf, 1, sizeof(buf), pf )) != 0 )
    {
         p = realloc( p, total + n + 1 );
         memcpy( p + total, buf, n );
         total += n;
    };

    p[ total ] = '\0';
    *str = p;

    fclose(pf);

    return total;
}


int main( int argc, char * argv[] )
{
    int tam = 0;
    char * p = NULL;

    tam = carregar_arquivo( argv[1], &p );

    printf("%s\n\n", p );

    printf("Bytes lidos: %d\n", tam );

    free(p);

    return 0;
}

Testando:

./teste config.ini
Lorem ipsum auctor curabitur at justo maecenas hendrerit feugiat, adipiscing augue
accumsan ornareeu nunc iaculis cubilia, sodales quisque bibendum dapibus ullamcorper
ornare diam. consectetur pretium eros velit ante pellentesque taciti ullamcorper interdum
gravida himenaeos viverra mauris luctus hendrerit habitasse arcu fringilla, praesent
habitant mi facilisis curae fames quam sapien.

Bytes lidos: 389

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.