7

Esta pergunta já tem uma resposta aqui:

Sei o conceito de função e procedimentos, mas estou com um pouco de dificuldade em entender o papel dos parâmetros.

marcada como duplicata por gato, Jefferson Quesado, UzumakiArtanis, vnbrs, Ismael 22/09/17 às 11:46

Esta pergunta foi feita antes e já tem uma resposta. Se essas respostas não abordarem completamente sua pergunta, faça uma nova pergunta.

6

Parametrizar informações, tornar genérico algo que seria específico, dar variabilidade para um algoritmo com dados externos desconhecidos naquele local, é para estabelecer um ponto de comunicação entre o algoritmo local e o algoritmo externo.

O parâmetro é uma variável local como outra qualquer, pelo menos na maioria das linguagens ou todas mainstream, cujo valor será conhecido apenas na chamada da função. Então a atribuição do seu valor é sempre feita em tempo de execução, salvo alguma otimização que consiga eliminar isto.

Ele tem escopo, tempo de vida e visibilidade local, então só existe dentro da função, enquanto ela está sendo executada. A única diferença para a variável é o momento da atribuição do valor que ocorre na chamada e não dentro da função.

Note que o parâmetro existe na função, ao contrário da chamada onde se passa um argumento. UM argumento já pode ser qualquer expressão válida na maioria dos casos. Pode ser uma variável, um literal, uma expressão com fórmulas, etc. Mas tem argumentos que precisam ser variáveis , aí depende de tipagem.

Em geral parâmetros precisam ser validados já que o valor recebido pode não ser adequado ao que se propõe o algoritmo. Mas depende da linguagem, da disciplina de tipagem, do estilo de programação.

Passar parâmetros tem custo e não deve ser abusado. Cada um deles há um cópia de dados, mesmo os tipos pro referência precisa copiar o endereço do ponteiro.

O abuso pode se dar também do ponto de vista de organização. Fica muito complicado administrar funções com muitos parâmetros.

Assim como pode-se receber parâmetros (dicionário) pode-se comunicar saindo da função com o retorno dela. Geralmente pode ter apenas um retorno, ainda que algumas linguagens usam tuplas implícitas ou explícitas para retornar mais de um dado. A comunicação na saída pode ocorrer por um parâmetro também, desde que ele seja uma referência e permita que o dado seja modificado, então entra com uma valor e quando termina isto está com outro valor. Obviamente que isto só será útil na chamada se for uma variável.

Isto pode ser útil: O que acontece quando chamamos uma função?

  • Uma expressão lambda v((x) -> x.y > 0) ou uma função anonima v(fun(p) { }) pode ser considerado um argumento? – gato 21/09/17 às 20:35
  • Sim, qualquer coisa que pode ser passada para a função é um argumento. Lambdas são funções, provavelmente de primeira classe.. No caso o parâmetro será uma referência para a função da lambda e ela poderá ser chamada normalmente. – Maniero 21/09/17 às 20:41
  • Então os parâmetro é como se fosse uma variável que só será lida e modificada em uma sub-rotina? – Ordas Ivarov 21/09/17 às 20:45
  • 2
    @OrdasIvarov sim, ela é uma variável local que só existe ali dentro. – Maniero 21/09/17 às 20:46

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.