16

Estou construindo uma aplicação e em meus formulários os placeholders dos campos estão vazios pois ainda não decidi que critério vou utilizar para preenchê-los.

Em muitos sites e apps é comum encontrar dois tipos de placeholders para os campos em formulários:

  • Os vazios;
  • Os que apresentam a descrição do campo;
  • Os que mostram um exemplo de como o campo deveria ser preenchido.

Um exemplo:

<form>
  E-mail:<br>
  <input type="text"><br>
  E-mail<br>
  <input type="text" placeholder="you@example.com"><br>
  E-mail:<br>
  <input type="text" placeholder="Digite seu e-mail">
</form>

No que tange à experiência do usuário, qual das opções deveria ser usada e o que justifica o seu uso?

Veja que não estou interessado na opinião pessoal de qual é o melhor. Estou procurando fatos com bases concretas que mostrem que a utilização de uma ou de outra opção promove a experiência fácil e útil dentro dos conceitos de usabilidade e de experiência do usuário.

16
+50

Placeholders devem conter exemplos ou descrições?

Sempre que possível devem conter exemplos e descrições, ambos, amigável e educadamente, na medida certa, que ajude o usuário a entender como preencher os campos. Usabilidade, essa é palavra.


Já existe uma thread no User Experience, site da Stack Exchange específico sobre as experiências relacionadas ao usuário, que trata, mais ou menos, do mesmo assunto. Entretanto uma simples resposta traduzida dessa fonte não abordaria muito o caso dos países latinos, assim como dito em As mensagens de erro devem se desculpar?:

Primeiramente, há de se considerar que existem diferenças culturais significativas com relação ao ato de se desculpar.[...]

E não somente ao ato de se desculpar, mas respostas das outras comunidades estrangeiras, muitas vezes não se aplicam ao a todas culturas, como no caso dos países latinos.


Falando com base na minha pesquisa relacionada aos placeholders, gostaria de compartilhar alguns pontos bons e ruins, respectivamente, que encontrei sobre o uso dos placeholders:

Pontos positivos

  • Na maioria dos navegadores, os placeholders, são mantidos até o momento em que o usuário digita a primeira letra.
  • Placeholders ajudam dando dicas/exemplos de como devem-se preencher o campo.

Pontos negativos

  • A memória de curto prazo do usuário não colabora em nada, então quando o usuário começa a digitar e o placeholder desaparece, o usuário fica perdido.
  • Os usuários podem confundir um placeholder, com dados que foram preenchidos automaticamente pelo navegador.
  • Em casos gerais, exceto quando se utiliza um label flutuante, o usuário não consegue verificar qual e como é o tipo de informação que ele tem que preencher, voltando no caso da memória curta de curto prazo do usuário, o que acaba gerando mais problemas pro utilizador.

No Brasil (pelo menos), a grande maioria das pessoas, não costuma se preocupar com as suas obrigações (e nem seus direitos). São poucas as pessoas que você vê querendo se informar sobre um determinado assunto. E essa "preguiça de pensar por si mesmo", acaba acarretando sérios problemas (é só olhar a política). Pense então que quanto mais fácil você deixar para o usuário, melhor será a experiência de seus usuários e menos problemas para você (é incrível a capacidade do usuário de gerar erros).

Entre ambas as opções, eu sugiro uma terceira, que no caso você pode verificar nessa outra discussão do User Experience. Veja que no link citado anteriormente, a pergunta é relacionada ao campo do tipo senha, uma grande preocupação para qualquer sistema (pelo menos deveria ser), e a resposta mais votada e aceita explica três maneiras que podem ser usadas e quais os pontos fortes e fracos de cada opção. Resumidamente:

Usar um simples texto no placeholder do campo é a pior opção:

Pior maneira de utilizar o placehoder

Essa é uma opção terrível para o usuário. Basicamente ele se sente tratado como uma máquina, ele olha pro campo e recebe a ordem "Senha", nenhuma interação humanizada. Na resposta relacionada as mensagens de erro, existe um trecho muito interessante ao qual gostaria de mostrar:

Quando os usuários encontraram problemas, o sistema proveu certas mensagens de erro representando uma estratégia de cortesia positiva (por exemplo, uma piada), uma negativa (por exemplo, uma simples desculpa) e uma mensagem de erro mecânica (por exemplo, a página está temporariamente indisponível). Os resultados do estudo demonstram que os usuários que lidam com eventos sociais e expressões de cortesia preferem significativamente mais receber mensagens com desculpas do que mensagens mecânicas ou com piadas; também preferem significativamente mais receber tais mensagens do que outras opções menos corteses.

Uma melhor alternativa, seria inserir um label acima do campo, com informações descrevendo quais os requisitos para preencher esse campo no placeholder:

Melhor uso do Placehoder

Veja que você tem uma melhor apresentação do seu formulário e melhor visualização do que é necessário fazer, além da aproximação mais humanizada do campo. Lendo, você automaticamente entenderia, digite a senha, com pelo menos 6 caracteres.

E por último, a melhor opção dita na própria resposta, seria manter todas informações fora do campo (no-placeholder), juntamente com instruções humanizadas, logo abaixo do label. Isso dará ao usuário um fluxo de instruções constante e que se mantém conservada:

Melhor maneira de usar o Placehoder

Essa é a melhor alternativa. Estudos de movimentação dos olhos mostram que os olhos do usuários são atraídos para campos que estejam vazios. Os usuários vão procurar por mais tempo, por campos que estejam completamente em branco. Na pior das hipóteses, eles vão olhar o campo que está com placeholder e ignorá-lo acreditando que já esteja preenchido.


Outro ponto que já comecei a ressaltar nessa resposta é a humanização da interação máquina-usuário. Perceba que instruções "básicas", acabam soando ao usuário como sendo ríspidas. Quando você trabalha com seres humanos, é impossível agradar a todos, mas é importante sempre tentar, ser o mais educado o possível, e trazer uma experiência agradável ao usuário. Veja abaixo um formulário muito interessante e user-friendly:

Form Polar

O formulário acima, traz informações que se "auto-completam", tanto no label como no placeholder e trazem a experiência de ser um diálogo e não uma "ordem ao usuário".

É interessante que você procure por uma abordagem nessa "pegada", sempre trazendo e mantendo as informações. Veja um formulário exemplo user-friendly. Veja também o exemplo do Gmail, no formulário em múltiplas etapas, você tem a técnica do label flutuante, sempre dando o feedback para o utilizador.


Veja abaixo a diferença, em uma comparação entre os tipos de input citados na pergunta e um formulário com a técnica do label flutuante que encontrei em um JSFiddle:

<form>
  E-mail:<br>
  <input type="text"><br>
  E-mail<br>
  <input type="text" placeholder="you@example.com"><br>
  E-mail:<br>
  <input type="text" placeholder="Digite seu e-mail">
</form>


$(function() {
$(".formStyle7 .input-group input").blur(function() {

    var text_val = $(this).val();
    if (text_val === "") {
        $(this).removeClass('has-value');
    } else {
        $(this).addClass('has-value');
    }
});
});
.formStyle7 {
display: block;
height: 750px;
width: 500px;
background-color: #FFFFFF;
border: none;
border-radius: 3px;
box-shadow: rgb(128, 128, 128) .1px .1px 5px, rgb(128, 128, 128) -.1px -.1px 5px;
margin: 30px auto;
}
input {
background: none;
border: 1px solid #21a1e1;
margin: 15px;
display: inline-block;
height: 30px;
width: 455px;
}
input:focus,
input:active {
outline: none;
}
input[type="text"],
input[type="email"] {
border: none;
border-bottom: 1px solid #b3c1cc;
}
.input-group {
position: relative;
}
.input-group label {
position: absolute;
left: 15px;
top: 30px;
font-style: italic;
font-size: 18px;
color: #999;
-webkit-transform: translateY(-50%);
transform: translateY(-50%);
pointer-events: none;
transition: all 0.2s ease;
}
.input-group input:focus + label,
.input-group input.has-value + label {
top: 13px;
font-size: 12px;
color: #aaa;
}
.clearFix {
clear: both;
}
header {
height: 40px;
width: 500px;
font-family: 'Trebuchet MS', 'Lucida Sans Unicode', 'Lucida Grande', 'Lucida         Sans', Arial, sans-serif;
font-size: 24px;
color: #b3c1cc;
float: left;
margin: 25px 10px 0px 15px;
}
p {
height: 40px;
width: 500px;
font-family: 'Trebuchet MS', 'Lucida Sans Unicode', 'Lucida Grande', 'Lucida Sans', Arial, sans-serif;
font-size: 20px;
color: #b3c1cc;
float: left;
margin-left: 15px;
margin-top: -5px;
}
.formContainer {
margin-top: 0px;
}
<!DOCTYPE html>
<html>

<head>

<script src="https://ajax.googleapis.com/ajax/libs/jquery/1.9.1/jquery.min.js">
</script>
<title></title>
</head>

<body>
<form class="formStyle7">
    <header>
        Form
    </header>
    <div class="clearFix"></div>
    <div class="formContainer">
        <div class="input-group">
            <input type="text">
            <label>First Name</label>
        </div>
        <div class="input-group">
            <input type="text">
            <label>Last Name</label>
        </div>
        <div class="input-group">
            <input type="email">
            <label>Email Address</label>
        </div>
        <div class="input-group">
            <input type="text">
            <label>Contact Number</label>
        </div>
        <div class="input-group">
            <input type="text">
            <label>Date for Workshop</label>
        </div>
        <div class="input-group">
            <input type="text">
            <label>Time for Workshop</label>
        </div>
        <div class="input-group">
            <input type="text">
            <label>Location for Workshop</label>
        </div>
        <div class="input-group">
            <input type="submit">
        </div>
    </div>
</form>
</body>

</html>

1

Fornecer um exemplo da entrada necessária ajuda um usuário a entender o campo. No entanto, incorporar o exemplo como texto de espaço reservado causa problemas, incluindo: perca do foco, confusão quanto ao que foi inserido e redução do uso do input. Como alternativa, o exemplo de texto pode ser colocado abaixo do campo de entrada.

O texto do placeholder é frequentemente empregado para fornecer mais informações sobre o que é necessário para completar um campo. Esta prática é ruim pelas mesmas razões declaradas anteriormente e ainda mais duvidosa devido à quantidade de texto usado. Os designers e desenvolvedores equivocados muitas vezes cometem o erro de usar um espaço reservado para comunicar mensagens longas.

Veja os inputs dos seguintes sites:

  • Input de Pesquisa StackOverflow: Mais informações
  • Input de Login Hotmail: Mais Informações
  • Input login Gmail: Mais Informações
  • Input de cadastro Hotmail: Exemplo

Ao que parece, isso depende muito. No entanto, costuma ser mais utilizado o placeholder contendo maiores detalhes, não exemplos.

Fonte: https://uxdesign.cc/alternatives-to-placeholder-text-13f430abc56f

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.