3

Eu tenho o seguinte código:

test = input ("CPF: ") 

Quando o digitado o CPF fica:

12345678900

Mas quando eu retornar esse input ele volte:

123.456.789-00

Como que eu faço isso em Python?

  • 1
    Veja wiki.python.org.br/Cpf , é tranquilo aplicar a mask – AnthraxisBR 14/09/17 às 16:06
  • Ah! Pra esse caso eu tenho que criar uma classe só para o CPF. – Sandson Costa 14/09/17 às 16:08
  • 1
    é só pegar os grupos de números e concatenar com a pontuação. – Maniero 14/09/17 às 16:08
  • 1
    Para nada precisa criar classe. Nada. Classe é algo que pode ser útil em casos específicos apenas por uma questão de organização de código, mas elas são sempre opcionais. Sempre. – Maniero 14/09/17 às 16:09
2

Deve ser incluído um teste se o CPF possui 11 dígitos e preencher com zeros a esquerda se forem menos dígitos, desta forma a formatação fica correta para CPFs que começam com zero

teste = input("CPF: ") # 12345678900
if len(teste) < 11:
    teste = teste.zfill(11)
cpf = '{}.{}.{}-{}'.format(teste[:3], teste[3:6], teste[6:9], teste[9:])
print(cpf) # 123.456.789-00
3

É simples assim:

test = input ("CPF: ") 
cpf = test[:3] + "." + test[3:6] + "." + test[6:9] + "-" + test[9:]
print(cpf)

Veja funcionando no ideone. E no Coding Ground. Também coloquei no GitHub para referência futura.

  • Hehe, exatamente o mesmo – Miguel 14/09/17 às 16:17
  • Não tem como inventar – Maniero 14/09/17 às 16:17
  • Sim, bigown e Miguel! Pra mim essa é a forma mais simples. Já que eu estou aprendendo a linguagem agora. O método de criar uma classe que o Antharis passou já acho mais evoluído pra mim. Essa concatenação em Python é muito simples! Pelo amor de Deus! Python é bom demais! Valeu galera pelas dicas! Trabalho do tamanho do mundo que o professor passou. – Sandson Costa 14/09/17 às 16:17
  • Exato, de acordo – Miguel 14/09/17 às 16:18
  • 1
    @SandsonCosta nunca cai de amores por classes. Só as use quando dominar muito bem o procedural, quando entender muito sobre OOP e quando for realmente útil. O pessoa faz tudo assim porque caem em martketing. Fazem sem saber porque estão fazendo. Nunca faça nada que não sabe porque está fazendo, porque é útil e benéfico. O arroz com feijão resolve melhor a maioria das coisas. O que não quer dizer que não tenha que evoluir sempre. – Maniero 14/09/17 às 16:20
3

Se for mesmo essa formatação sempre, então concordo com o @Maniero em comentário, não precisa de classe para isso de todo, podes fazer assim:

teste = input("CPF: ") # 12345678900
cpf = '{}.{}.{}-{}'.format(teste[:3], teste[3:6], teste[6:9], teste[9:])
print(cpf) # 123.456.789-00

DEMONSTRAÇÃO

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.