0

Olá. Tenho que fazer uma função para ler uma string enorme e depois dividi-la em pequenas strings para cada campo. Cada campo seria separado por ; exemplo:

BRUNNY;PR;MG;T;Câmara dos Deputados, Edifício Anexo;4;, gabinete nº;260;Brasília - DF - CEP 70160-900;3215-5260;3215-2260;08;21;dep.brunny@camara.leg.br;BRUNNY;Exma. Senhora Deputada;BRUNIELE FERREIRA GOMES

O que eu pensei até então foi:

int i,a = 0; char str[1000];
scanf("%[^\n]s", str);
for(i = 0; i < strlen(str); i++)
{
   if (str[i] == ';')
   {
    /** Essa parte eu não consegui pensar em como transferir a palavra encontrada para a sua variável. */
    a = i + 1;
   }
}

Não encontrei uma maneira de passar cada palavra para a sua variável, visto que elas seriam assim: nome, partido, uf, endereço ....

2

A solução mais simples seria mesmo utilizando a função strtok da biblioteca de c, que permite ler palavra a palavra com base num separador.

A minha resposta é em tudo semelhante à que consta na documentação à exceção que criei um array de strings para guardar os vários valores encontrados. Seria obviamente inviável guardar os vários valores em variáveis soltas.

Código:

int i = 0;
char str[1000];
scanf("%[^\n]s", str);

//primeiro achar a quantidade de separadores para criar o array com o tamanho certo
char *letra = str;
int separadores = 0;

while (*letra != '\0'){
    if (*(letra++) == ';') separadores++;
}

char* palavras[separadores]; //criar o array de palavras interpretadas
char *palavra = strtok(str, ";"); //achar a primeira palavra com strtok

while (palavra != NULL){ //se já chegou ao fim devolve NULL
    palavras[i++] = palavra; //guardar a palavra corrente e avançar
    palavra = strtok(NULL, ";"); //achar a próxima palavra
}

Note na chamada particular que é feita para achar a segunda e subsequentes palavras:

palavra = strtok(NULL, ";");

Que recebe o valor NULL. Isto faz com que o strtok continue na ultima palavra que tinha sido pesquisada, tal como indica na documentação:

Alternativelly, a null pointer may be specified, in which case the function continues scanning where a previous successful call to the function ended.

É relevante também indicar que o strtok altera a string original, por isso se for necessário utiliza-la mais á frente no código convém fazer uma copia da mesma antes de achar as palavras. A função mais indicada para isso seria o strcpy:

char str[1000];
char strOriginal[1000]; 
strcpy(strOriginal, str); //copiar de str para strOriginal
//resto do código

Exemplo a funcionar no Ideone

  • 1
    Se interessar manter o estado original de str, basta fazer uma cópia usando strcpy para uma outra variável e usar str para tokenizar. – Jefferson Quesado 13/09/17 às 0:35
  • 1
    @JeffersonQuesado Sim não falei sobre isso mas sim é relevante indicar que o strtok altera de facto a string original. Obrigado por relembrar – Isac 13/09/17 às 0:36
  • alguns traumas de faculdade que eu desejo que outras pessoas não passem :) Afinal, não é todo mundo que lembra de RTFM. – Jefferson Quesado 13/09/17 às 0:49
  • 1
    @JeffersonQuesado Concordo plenamente. O c está cheio de pormenores pequenos que acabam dando dores de cabeça e consumindo tempo quando não se sabe deles. – Isac 13/09/17 às 0:52
0

Sugiro que você utilize a função strtok() para extrair os tokens contidos na linha e as funções malloc(), realloc(), strdup() e free() para alocar uma lista de strings completamente dinâmica.

Segue um exemplo (testado) da ideia proposta:

#include <stdio.h>
#include <stdlib.h>
#include <string.h>


char ** strsplit( const char * src, const char * delim )
{
    char * pbuf = NULL;
    char * ptok = NULL;
    int count = 0;
    int srclen = 0;
    char ** pparr = NULL;

    srclen = strlen( src );

    pbuf = (char*) malloc( srclen + 1 );

    if( !pbuf )
        return NULL;

    strcpy( pbuf, src );

    ptok = strtok( pbuf, delim );

    while( ptok )
    {
        pparr = (char**) realloc( pparr, (count+1) * sizeof(char*) );
        *(pparr + count) = strdup(ptok);

        count++;
        ptok = strtok( NULL, delim );
    }

    pparr = (char**) realloc( pparr, (count+1) * sizeof(char*) );
    *(pparr + count) = NULL;

    free(pbuf);

    return pparr;
}


void strsplitfree( char ** strlist )
{
    int i = 0;

    while( strlist[i])
        free( strlist[i++] );

    free( strlist );
}


int main( int argc, char * argv[] )
{
    int i = 0;
    char ** pp = NULL;

    pp = strsplit( argv[1], ";" );

    while( pp[i] )
    {
        printf("[%d] %s\n", i + 1, pp[i] );
        i++;
    }

    strsplitfree( pp );

    return 0;
}

Teste #1:

$ ./split "Alpha;Beta;Gamma;Delta;Epsilon"
[1] Alpha
[2] Beta
[3] Gamma
[4] Delta
[5] Epsilon

Teste #2:

$ ./split "Nome;Sexo;Data de Nascimento;Cidade de Nascimento;Estado Civil"
[1] Nome
[2] Sexo
[3] Data de Nascimento
[4] Cidade de Nascimento
[5] Estado Civil

Teste #3:

$ ./split "BRUNNY;PR;MG;T;Câmara dos Deputados, Edifício Anexo;4;, gabinete nº;260;Brasília - DF - CEP 70160-900;3215-5260;3215-2260;08;21;dep.brunny@camara.leg.br;BRUNNY;Exma. Senhora Deputada;BRUNIELE FERREIRA GOMES"
[1] BRUNNY
[2] PR
[3] MG
[4] T
[5] Câmara dos Deputados, Edifício Anexo
[6] 4
[7] , gabinete nº
[8] 260
[9] Brasília - DF - CEP 70160-900
[10] 3215-5260
[11] 3215-2260
[12] 08
[13] 21
[14] dep.brunny@camara.leg.br
[15] BRUNNY
[16] Exma. Senhora Deputada
[17] BRUNIELE FERREIRA GOMES
-1

Faça um regex pegando por "groups". Veja este link :

https://stackoverflow.com/questions/11269678/how-to-capture-0-2-groups-in-c-regular-expressions-and-print-them

No C++ é mais complicado, porém outras linguagens acentam GRUPOS no regex. Por ex.: ".);(?.)..." e assim sucessivamente.

  • A intenção aqui é C puro, não C++. C tem sua bibliotecas de regex muito úteis, mas não precisa usar algo tão poderoso assim. A resposta do Isac trata com maestria usando apenas a biblioteca padrão da linguagem – Jefferson Quesado 13/09/17 às 0:32

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.