11

Esta pergunta já tem uma resposta aqui:

Queria montar um banco de dados com o Java Hibernate como o abaixo:

Desenho do Banco

Dúvidas:

  • Qual a diferença entre @OneToMany, @ManyToMany, @ManyToOne, @OneToOne? E como seria sua declaração no Java? Exemplo, tem que ser List<Objeto>.

  • Estou pensando em utilizar o @OneToOne, um exemplo na avaliação, o usuário estaria bloqueado de realizar uma nova avaliação?

marcada como duplicata por Vinícius Gobbo A. de Oliveira, Sidon, Marcus Nunes, Renan, Ismael 5/09/17 às 15:02

Esta pergunta foi feita antes e já tem uma resposta. Se essas respostas não abordarem completamente sua pergunta, faça uma nova pergunta.

13

Mapeamentos unidirecionais vs bidirecionais

Antes de tudo, é preciso notar-se que cada um dos relacionamentos @OneToOne, @OneToMany, @ManyToOne e @ManyToMany pode ser unidirecional ou bidirecional.

No relacionamento unidirecional entre duas entidades A e B, partindo-se da entidade A, eu chego facilmente a uma instância da entidade B, mas não consigo facilmente fazer o caminho contrário.

Já no relacionamento bidirecional, eu também posso a partir da entidade B, facilmente navegar de volta para a entidade A.

Mapeamento @ManyToOne unidirecional

O @ManyToOne significa muitos-para-1. Neste seu exemplo (vou supor que o campo categoria na tabela evento deveria se chamar categoria_id), teríamos isso:

@Entity
@Table(name = "evento")
public class Evento {

    // ... Outros campos ...

    @ManyToOne
    @JoinColumn(name = "categoria_id")
    private Categoria categoria;

    // ... Outros campos e métodos ...

    public Categoria getCategoria() {
        return categoria;
    }
}

O lado Many é o da classe que envolve isso tudo, no caso Evento. O lado One é o da entidade relacionada, no caso Categoria. Ou seja, muitos eventos para uma categoria. A mesma regra se aplica também ao @ManyToOne, @OneToOne e @ManyToMany (veremos mais sobre eles abaixo).

Isso acontece porque um evento tem apenas uma categoria, mas uma categoria pode ter muitos eventos. Com esse mapeamento, podemos fazer isso:

Evento e = ...;
Categoria c = e.getCategoria();

Mapeamento @OneToMany unidirecional

O @OneToMany é o oposto do que o @ManyToOne, ou seja é o 1-para-muitos. Por exemplo, poderíamos fazer isso:

@Entity
@Table(name = "categoria")
public class Categoria {

    // ... Outros campos ...

    @OneToMany
    @JoinColumn(name = "categoria_id") // Esta coluna está na tabela "evento".
    private List<Evento> eventos;

    // ... Outros campos e métodos ...

    public List<Evento> getEventos() {
        return eventos;
    }
}

Com esse mapeamento, podemos fazer isso:

Categoria c = ...;
List<Evento> eventos = c.getEventos();

Mapeamentos @OneToMany e @ManyToOne bidirecionais

Se você tiver os dois casos acima ao mesmo tempo, onde a partir de Evento eu chego em categoria e a partir de Categoria eu chego em Evento, o resultado vai ser que o mapeamento vai dar errado. Por quê? Porque o JPA verá dois mapeamentos distintos, um deles de Evento para Categoria e um outro mapeamento diferente de Categoria para Evento. Ocorre que esses dois mapeamentos são um só!

É aí que entra o campo mappedBy:

@Entity
@Table(name = "evento")
public class Evento {

    // ... Outros campos ...

    @ManyToOne
    @JoinColumn(name = "categoria_id")
    private Categoria categoria;

    // ... Outros campos e métodos ...

    public Categoria getCategoria() {
        return categoria;
    }
}

@Entity
@Table(name = "categoria")
public class Categoria {

    // ... Outros campos ...

    @OneToMany(mappedBy = "categoria")
    private List<Evento> eventos;

    // ... Outros campos e métodos ...

    public List<Evento> getEventos() {
        return eventos;
    }
}

Nesta relação bidirecional, o mappedBy diz que o outro lado da relação que é o dono dela e que o campo que a modela é o de nome categoria. Observe que esse é o nome do campo da classe Java, e não o nome do campo no banco de dados!

Em geral, é recomendável que o lado da relação que termine com o toOne seja o dono da relação.

É importante em relacionamentos bidirecionais, sempre ligar os dois lados da relação antes de persistir no EntityManager:

Evento e = ...;
Categoria c = ...;
e.setCategoria(c);
c.eventos.add(e);

Mapeamento @OneToOne

Se você usar o @OneToOne você modela o caso 1-para-1. Você pode fazer com que uma avaliação pertença a apenas uma pessoa, mas nesse tipo de relacionamento, você também tem que uma pessoa só pode ter uma avaliação.

Você faria isso assim:

@Entity
@Table(name = "avaliacao")
public class Avaliacao {

    // ... Outros campos ...

    @OneToOne
    @JoinColumn(name = "pessoa_id")
    private Pessoa pessoa;

    // ... Outros campos e métodos ...

    public Pessoa getPessoa() {
        return pessoa;
    }
}

Com isso, você pode fazer isso:

Avaliacao a = ...;
Pessoa avaliado = a.getPessoa();

Para fazer o contrário, é necessário que o relacionamento seja bidirecional:

@Entity
@Table(name = "pessoa")
public class Pessoa {

    // ... Outros campos ...

    @OneToOne(mappedBy = "pessoa")
    private Avaliacao avaliacao;

    // ... Outros campos e métodos ...

    public Avaliacao getAvaliacao() {
        return avaliacao;
    }
}

E então, tendo o relacionamento bidirecional:

Pessoa p = ...;
Avaliacao a = p.getAvaliacao();

Novamente, no caso de relacionamentos bidirecionais, sempre deve-se ligar os dois lados da relação antes de persistir no EntityManager:

Pessoa p = ...;
Avaliacao a = ...;
a.setPessoa(p);
p.setAvaliacao(a);

Mapeamento @ManyToMany

O seu diagrama não tem nenhum caso onde um relacionamento muitos-para-muitos exista. Então vamos bolar um:

Um tipo de pizza têm vários tipos de ingredientes.
Um tipo de ingrediente pode fazer parte de vários tipos de pizza.

E vamos supor que tenhamos a tabela pizza, a tabela ingrediente e uma tabela intermediária pizza_ingrediente, onde cada linha contém a chave das outras duas tabelas.

@Entity
@Table(name = "pizza")
public class Pizza {

    // ... Outros campos ...

    @ManyToMany
    @JoinTable(
        name = "pizza_ingrediente",
        joinColumns = @JoinColumn(name = "pizza_id"),
        inverseJoinColumns = @JoinColumn(name = "ingrediente_id"),
    )
    private List<Ingrediente> ingredientes;

    // ... Outros campos e métodos ...

    public List<Ingrediente> getIngredientes() {
        return ingredientes;
    }
}

A anotação @JoinTable é responsável por fazer o mapeamento da tabela intermediária. O joinColumns representa o lado da entidade que é dona do relacionamento (Pizza) e o inverseJoinColumns o lado da entidade relacionada (Ingrediente). Com isso tudo, é possível então fazer-se isso:

Pizza p = ...;
List<Ingrediente> ingredientes = p.getIngredientes();

Para fazer o relacionamento bidirecional, novamente temos o mappedBy:

@Entity
@Table(name = "ingrediente")
public class Ingrediente {

    // ... Outros campos ...

    @ManyToMany(mappedBy = "ingredientes")
    private List<Pizza> pizzas;

    // ... Outros campos e métodos ...

    public List<Pizza> getPizzas() {
        return pizzas;
    }
}

E então podemos fazer isso também:

Ingrediente i = ...;
List<Pizza> pizzas = i.getPizzas();

E novamente, temos que lembrar de relacionar os dois lados:

Ingrediente mussarela = ...;
Ingrediente tomate = ...;
Ingrediente presunto = ...;
Ingrediente ovo = ...;

Pizza napolitana = ...;
Pizza portuguesa = ...;

napolitana.ingredientes.add(mussarela);
napolitana.ingredientes.add(tomate);
napolitana.ingredientes.add(presunto);

portuguesa.ingredientes.add(mussarela);
portuguesa.ingredientes.add(ovo);
portuguesa.ingredientes.add(presunto);

mussarela.pizzas.add(napolitana);
mussarela.pizzas.add(portuguesa);

presunto.pizzas.add(napolitana);
presunto.pizzas.add(portuguesa);

tomate.pizzas.add(napolitana);

ovo.pizzas.add(portuguesa);

Finalmente lembre-se disso:

Se o relacionamento termina com ToMany, então você tem uma lista de entidades relacionadas. Se termina com ToOne, só há uma única entidade relacionada.

  • No caso de Avaliacao, se eu coloco apenas um OneToMany funciona normalmente, mas no caso de eu colocar um OneToMany para Evento e Pessoa, sendo que a primeira diz que precisa ser de uma List, e se coloco dentro, não aparece erro nenhum – Felipe Junges 4/09/17 às 20:03
  • @FelipeJunges Na hora que eu estava escrevendo isso me confundi por causa de um telefone que recebi e daí acabei trocando as coisas. Resposta editada. – Victor Stafusa 4/09/17 às 20:12
  • Obrigado, no quesito, estou tb utilizando o targetEntity=Evento.class, é opcional e o que muda ? – Felipe Junges 4/09/17 às 20:17
  • @FelipeJunges O targetEntity é desnecessário. Ele só serve para o caso onde você tem List eventos ao invés de List<Evento> eventos. Ou seja, só é utilizado quando você trabalha com tipos brutos que não têm genéricos (o que não é algo que faça lá muito sentido de se fazer). – Victor Stafusa 4/09/17 às 20:26
  • 1
    Marcando resposta como respondido :), muito boa sua resposta! – Felipe Junges 4/09/17 às 20:49

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.