3

Tenho uma tabela com uma coluna id (chave primária, auto incremento de valor 1).

Minha aplicação não permite que as linhas sejam excluídas, portanto o esperado da query

SELECT id FROM tbl ORDER BY id ASC

seria isso:

id
---
1
2
3
4
5
6
7
...

Entretanto, algumas linhas foram excluídas por algum motivo, seja por que meu usuário manipulou a tabela fora da minha aplicação ou o banco de dados está corrompido. O motivo do sumiço dessas linhas não me interessa no momento.

Executando a mesma query do início, meu resultado não é o que eu espero:

id
---
1
2
3
6
10
12
8870
...

Como eu posso escrever uma query para achar esses espaços? Preciso encontrar aonde esses gaps iniciam, no caso do resultado acima, preciso extrair algo do tipo:

id
---
3

Pois foi a partir do id de valor 3 em que os espaços começam.

14

3 Respostas 3

2

Encontrando os intervalos

Seguem duas soluções eficientes, obtidas no artigo Solving Gaps and Islands with Enhanced Window Functions.

A primeira solução atende a várias versões do SQL Server.

-- código #1
SELECT col1 + 1 AS rangestart, 
       (SELECT MIN(B.col1)   
          FROM dbo.T1 AS B
          WHERE B.col1 > A.col1) - 1 AS rangeend 
  FROM dbo.T1 AS A
  WHERE NOT EXISTS (SELECT * 
                      FROM dbo.T1 AS B
                      WHERE B.col1 = A.col1 + 1)
        AND col1 < (SELECT MAX(col1) FROM dbo.T1);

No código #1, substitua col1 pelo nome da coluna que contém a numeração e T1 pelo nome da tabela.


Há outra sugestão, mais eficiente ainda, que funciona a partir da versão 2012 (inclusive) do SQL Server. Utiliza a window function LEAD().

-- código #2
WITH C AS (
SELECT col1 AS cur, LEAD(col1) OVER(ORDER BY col1) AS nxt
  FROM dbo.T1
)
SELECT cur + 1 AS rangestart, nxt - 1 AS rangeend
  FROM C
  WHERE nxt - cur > 1;

No código #2, substitua col1 pelo nome da coluna que contém a numeração e T1 pelo nome da tabela.


Qual a causa dos intervalos?

Os motivos podem ser vários. Para intervalos pequenos deve-se procurar a causa no aplicativo e nos acessos realizados diretamente à tabela pelos usuários. Para intervalos maiores (geralmente múltiplos de 1000), uma possibilidade é que a causa esteja diretamente ligada à forma como o IDENTITY é implementado em SQL Server. Na própria documentação consta “SQL Server might cache identity values for performance reasons and some of the assigned values can be lost during a database failure or server restart. This can result in gaps in the identity value upon insert”.
Atenção para o trecho “This can result in gaps”!

Como solução, ainda na mesma documentação é citado que “If gaps are not acceptable then the application should use its own mechanism to generate key values”. Ou seja, é fato de que IDENTITY não é confiável para gerar sequências numéricas consecutivas, sem intervalos.


Aprofundando no tema gaps and islands

Para os interessados em conhecer mais sobre o problema clássico de gaps and islands (intervalos e ilhas), eis alguns artigos selecionados:

5
  • no código #1, tomei um 00907. 00000 - "missing right parenthesis" num Oracle que usei para testes...
    – Dudaskank
    5/09/2017 às 11:58
  • @Dudaskank: O tópico é sobre SQL Server e as sugestões estão codificadas em T-SQL. // Para PL/SQL você deve substituir dbo.T1 pelo nome da tabela. // Sobre o teste do código #1 no Oracle Database, conseguiu verificar em que ponto do código ocorre a mensagem de erro?
    – José Diz
    5/09/2017 às 13:54
  • Sim, verdade José, é que eu achei interessante e queria ver a saída da query numa tabela aqui, tanto que o código #2 nem me arrisquei rs. O erro parece apontar para a linha do rangeend, e a mensagem completa é: Erro completo (seria na linha do rangeend): ORA-00907: parêntese direito não encontrado 00907. 00000 - "missing right parenthesis" *Cause: *Action: Erro na linha: 5 Coluna: 6
    – Dudaskank
    5/09/2017 às 15:35
  • Mas eu olhei a query e os parênteses estão todos lá
    – Dudaskank
    5/09/2017 às 15:38
  • 1
    @Dudaskank: O erro ORA-00937 refere-se ao uso da função de agregação sem a presença da cláusula GROUP BY. Vide techonthenet.com/oracle/errors/ora00937.php // Encontrei tópicos em fóruns que citam situação parecida (uso de subconsulta com função de agregação mas sem cláusula GROUP BY) e como contornar.
    – José Diz
    5/09/2017 às 17:20
0

Você pode utilizar a cláusula NOT EXISTS:

SELECT t1.*
  FROM tabela t1
 WHERE NOT EXISTS(SELECT 1
                    FROM tabela t2
                   WHERE t2.id -1 = t1.id)
0

Outro método, que funciona em qualquer BD:

SELECT
  min(id)
FROM tabela
WHERE id+1 NOT IN
  (SELECT id FROM tabela
  )
;

Se precisar saber todos os ids que não tem o próximo, basta fazer assim:

SELECT
  id
FROM tabela
WHERE id+1 NOT IN
  (SELECT id FROM tabela
  )
ORDER BY id;

Note que estas queries só pegam a partir do menor número de id pra cima. Se por exemplo os id's são 5, 6 e 8 na tabela, ele mostrará o valor 6, e não o 0, já que não possui o id 1.

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.