0

Tenho esse código que faz os includes:

<?php
session_start();
require_once "lib/conexao.php";
require_once "lib/functions.utilities.php";
require_once "lib/class.User.php";
$usr = new User(conectar());
timeValidation();
?>

Mas agora, eu preciso fazer uma parte de cliente e preciso ficar colocando o ../?

<?php
session_start();
require_once "../lib/conexao.php";
require_once "../lib/functions.utilities.php";
require_once "../lib/class.User.php";
$usr = new User(conectar());
timeValidation();
?>

Teria como eu falar para ele olhar direto o include sem ficar colocando ../?

  • Já pensou em um autoloader ? – Otto 31/08/17 às 16:43
  • Quando você tiver um tempo, pesquise sobre Composer. O Composer fazer todo esse trabalho de incluir os arquivos que você precisa. – Leandro Lima 31/08/17 às 17:47

4 Respostas 4

5

Se estiver errado me desculpe, mas suponho que um autoload() irá fazer o que você pretende elaborar, um exemplo simples seria este abaixo:

<?php

//jeito moderno
spl_autoload_register(function ($class){
    if(file_exists($class. '.class.php')){
        require_once($class. '.class.php');
    }
});


$obj = new autoload2();
$obj->setCor('azul');

echo "A cor da bola é: ".$obj->getCor();

echo "<br>";

?>

autoload2.class.php:

<?php

class autoload2{

    private $cor;

    public function setCor($c){
        $this->cor = $c;
    }

    public function getCor(){
        return $this->cor;
    }
}

?>

Esse é um exemplo que possuo aqui no meu computador.

2

Não creio que seja necessário spl_autoloader para algo tão corriqueiro, muito menos PSR, afinal não esta tentando carregar classes baseadas em namespaces, na verdade creio que um dos includes nem seja uma classe.

Então eu diria que basta criar um arquivo chamado global.php e nele adicionar tudo o que precisa, desta forma iria precisar usar o require_once apenas uma vez para cada documento, por exemplo:

global.php

<?php
session_start();
require_once "lib/conexao.php";
require_once "lib/functions.utilities.php";
require_once "lib/class.User.php";
$usr = new User(conectar());
timeValidation();

Então em ambas partes adicionaria somente isto:

<?php
require_once 'global.php';

E:

<?php
require_once '../global.php';

Se for usar spl_autoloader recomendo padronizar seguindo os namespaces e o PSR-4, como expliquei em:

Você pode usar o composer também, mas não é necessário, a vantagem do composer esta mais em poder usar bibliotecas de terceiros facilmente em seus projetos.

  • 2
    Interessante e bem simples a sua solução para algo tão trivial. Aproveitando, há um ganho/perda (que não seja irrisório) usando dessa maneira ao invés de usar tudo manualmente? Tirando a necessidade de repetir. – UzumakiArtanis 4/09/17 às 20:15
  • @UzumakiArtanis nem sei se usei a palavra trivial no momento correto, ou se ela foi apropriada, talvez escrever "algo simples" soaria melhor? :P – Guilherme Nascimento 4/09/17 às 20:17
  • 1
    Talvez comum/simples/corriqueiro seja a sua palavra. Apesar que, acho que foi bem usada trivial. – UzumakiArtanis 4/09/17 às 20:18
  • @UzumakiArtanis "corriqueiro" :) – Guilherme Nascimento 4/09/17 às 20:23
1

Não é a melhor maneira de fazer, acho que é até uma má prática fazer isso que vou sugerir, mas você pode criar um arquivo chamado por exemplo "includes.php". Nesse arquivo você dá o require_once() de todos os arquivo que você precisa. Depois de feito isso, você vai na parte do cliente e só da um require_once() do "includes.php".

0

Você pode usar o Composer.

Você pode criar um arquivo composer.json assim na raíz do projeto:

{
    "require": {},

    "autoload" : {
        "psr-4" : {
            ""  : "src"
        }
    }
}

Onde "" seria o namespace. Porém como não é usado, deixei em branco. "src" seria a pasta raiz das classes.

Exemplo:

src/
   MinhaClasse.php

O conteúdo da classe MinhaClasse.php, tem o seguinte conteúdo:

class MinhaClasse
{

    public static function metodo()
    {
        echo 'método chamado', PHP_EOL;
    }
}

Em seguida, rode o seguinte comando:

 composer dump

ou

php composer.phar dump

Uma pasta vendor será gerada. Em seguida, basta apondar um único include para o arquivo vendor/autoload.php, que tudo funcionará. Veja:

require __DIR__ . '/vendor/autoload.php';


MinhaClasse::metodo();

O processo não é difícil, eu fiz exatamente esse teste com menos de 10 minutos e configurei esse exemplo

Nota: Você pode usar o comando composer init para gerar o arquivo composer.json de maneira mais rápida e fácil.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.