9

Eu estava lendo a documentação do Git sobre pull e acabei ficando confuso:

Então vamos criar uma sequência hipotética:

  1. Clonei o repositório
  2. Fiz um git branch que mostra apenas o master.
  3. O comando git branch -a mostra o meu branch local (que é o master) e os outros remotos.
  4. Eu quero ter localmente o branch develop. Então faço git checkout -b develop origin/develop. Aqui aparece a minha dúvida. Quando fazemos git checkout -b develop origin/develop estamos puxando o braço develop remoto ou estamos habilitando localmente um braço develop que foi puxado no momento do clone? Observando essa parte da documentação do git pull, me parece que é o segundo cenário, pois essa é a justificativa do git pull antes de fazer um pull da origin.

    Update the remote-tracking branches for the repository you cloned from, then merge one of them into your current branch:

    $ git pull
    $ git pull origin
    

Ou seja, está parecendo que o git pull origin, vai puxar de um braço local que é origin/develop mas que não é o develop que está no repositório central.

Então por isso temos que fazer um git pull para atualizar todas as imagens locais com o conteúdo remoto e depois fazer o pull origin develop para atualizar o meu develop local com o origin/develop que é local tbm.

Isso me deixa confuso pois de dentro do meu branch develop git branch -vv me mostra:

develop bbfdft67 [origin/develop] ZF45: Modifications in the tables and chart in FAQs - Take 3,

Então se o meu develop aponta para [origin/develop] eu não precisaria fazer git pull (como sugere a documentação) antes de fazer git pull origin, a não ser que eu quisesse atualizar todos os branches locais ("escondidos"). E se esse fosse o caso, se com o git pull atualizasse tudo, eu não precisaria fazer git pull origin de dentro do meu develop.

Então na verdade, de onde esta se puxando (ou atualizando dados) quando faço git pull?

  • 1
    O git pull faz um git fetch seguido de um git merge. Quando você específica qual o remoto, então ele não pega do padrão para aquele branch, mas do branch equivalente do remoto passado. – Jefferson Quesado 5/09/17 às 20:45
1

execute um git remote -v que ele vai mostrar a associação de onde vem os dados.

origin é um apelido que o git dá para um repositório remoto quando ele é clonado.

1

Quando fazemos git checkout -b develop origin/develop estamos puxando o braço develop remoto ou estamos habilitando localmente um braço develop que foi puxado no momento do clone?

Quando você faz um checkout -b está criando um branch localmente, o segredo do fluxo de trabalho está no push a partir desse branch local, que deve ser feito com:

git push --set-upstream origin develop

Eu dou um exemplo completo de criação de branch local https://analisedesistemas.wordpress.com/2018/06/27/git-branch-a-partir-de-outro-branch/

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.