3

Esta pergunta já tem uma resposta aqui:

Existe uma outra perguna sobre Qual o meio mais apropriado para se concatenar strings?. Nela explica os possíveis tipos de concatenações no C#.

Mas, quando devemos usar System.String e quando devemos usar System.Text.StringBuilder? Qual a diferença entre os dois? E, o melhor, quando não utilizar?

marcada como duplicata por Francisco, Tiago S, Renan, Marconcilio Souza, Ismael 29/08/17 às 13:12

Esta pergunta foi feita antes e já tem uma resposta. Se essas respostas não abordarem completamente sua pergunta, faça uma nova pergunta.

  • Não entendo que seja a mesma pergunta. Na referenciada, pergunta-se os tipos de concatenção, aqui pergunto quando se deve usar concatenação e quando usar StringBuilder. – Thiago Lunardi 29/08/17 às 16:15
6

Primeiramente vamos conhecer os dois tipos.

System.String

O tipo string é um tipo de referência dentro do .NET Framework. Portante ele "vive" apenas na memória heap, uma memória de armazenamento de objetos simples e de acesso rápido.

Mas sua principal característica é o tipo string é um objeto imutável, ou seja, quando definimos um novo valor à um tipo string, o que ocorre é que o valor antigo é completamente destruído, e em uma nova posição de memória é armazenado o novo valor, então o objeto string passa a fazer referência à essa nova posição na memória.

Veja na imagem abaixo como é esse comportamento.

Fonte: PASIONATE TALKS Fonte: https://passionatetalks.wordpress.com/2014/07/20/why-strings-are-immutable-in-dot-net/

Essa "recriação" da string a cada concatenação é, de certa forma, custosa

System.Text.StringBuilder

O tipo StringBuilder, já é um tipo complexo, representa um tipo mutável de cadeia de caracteres, ou seja, um tipo mutável de string.

Ele funciona da seguinte maneira: A cada vez que uma nova string é adicionada, ele quebra essa string em chars e armazena um a um em um char[] interno. Veja seu código fonte aqui.

A vantagem disse é que ele garante que um valor jamais será "recriado", como acontece com o tipo string. Cada vez que um novo valor é adicionar, ele apenas inserido na sua pilha.

Isso, claro, vem com outras vantagens. Com StringBuilder é possível remover um único char do meio da cadeia, assim como também é possível inserir um char no meio da cadeia. Ambos apenas especificando a posição por índice.

Quando utilizar cada um?

Se o StringBuilder é mais performático que o string, então sempre devo usar StringBuilder para concatenação?

Claro que não. Deve-se utilizar quando realmente valer a pena. Importante não esquecer que o StringBuilder é um tipo complexo, deve ser instanciado. Poranto é mais custoso para ser inicializado.

No caso de uma concatenação simples como o exemplo abaixo, não valeria a pena usar StringBuilder:

var nome = "Thiago";
var sobrenome "Lunardi";
var nomeCompleto = nome +" "+ sobrenome;
nomeCompleto;
> "Thiago Lunardi"

Pois é uma execução curta - apenas uma concatenação - tornando, nesse caso, apenas o uso do tipo string mais eficiente.

Mas, já no caso abaixo, valeria a pena uma refatoração:

var nomesDosAlunos = string.Empty;
foreach(var aluno in salaDeAula.Alunos)
    nomesDosAlunos += aluno.Nome + ',';

Afinal, nesse caso, a cada loop, uma nova string é reconstruída. Esse seria uma boa oportunidade de ganho de performance com StringBuilder.

var nomesDosAlunos = new StringBuilder();
foreach(var aluno in salaDeAula.Alunos)
    nomesDosAlunos.Append(aluno.Nome).Append(',');

Há como melhorar ainda mais?

Sim, há, não muito mais, mas dependendo do cenário, a melhora é significativa.

No StringBuilder, a cada vez que um novo valor é adicionado, ele precisa expandir sua capacidade de armazenamento. Isso requer, mesmo que mínimo, um tempo de processamento para alocação do novo bloco.

Para agilizar, pode-se inicializar o StringBuilder já com o tamanho esperado, assim, ao adicionar novo valores, não consumirá tempo expandindo seus blocos.

var nomesDosAlunos = new StringBuilder(salaDeAula.Alunos.Count);
foreach(var aluno in salaDeAula.Alunos)
    nomesDosAlunos.Append(aluno.Nome).Append(',');

Teste de Performance

Escrevi um script no .NET Fiddle para fazer um teste de performance String vs StringBuilder.

public class Program
{
    private static Stopwatch _watch = new Stopwatch();
    public static void Main()
    {
        for(var times = 1; times <= 1000; times *= 10)
        {
            var stringTestResult = Test(() => StringTest(times));
            var stringBuilderTestResult = Test(() => StringBuilderTest(times));
            var stringBuilderPresetTestResult = Test(() => StringBuilderPresetTest(times));

            if(times < 1) {times=1;continue;} // first time is warming up, doesn't count
            Console.WriteLine($"Testing against {times} times concatenation.");
            Console.WriteLine($"String: {stringTestResult}");
            Console.WriteLine($"StringBuilder: {stringBuilderTestResult}");
            Console.WriteLine($"StringBuilderPreset: {stringBuilderPresetTestResult}");
            Console.WriteLine();
        }
    }

    public static long Test(Action test)
    {
        _watch.Restart();
        for(var x =0; x<=100; x++) test();
        _watch.Stop();
        var ticks = _watch.ElapsedTicks;        
        return ticks;
    }

    public static void StringTest(int times)
    {
        var s = string.Empty;           
        for(var x = 0; x < times; x++)
            s += ' ';
    }

    public static void StringBuilderTest(int times)
    {
        var s = new StringBuilder();
        for(var x = 0; x < times; x++)
            s.Append(' ');
    }

    public static void StringBuilderPresetTest(int times)
    {
        var s = new StringBuilder(times);
        for(var x = 0; x < times; x++)
            s.Append(' ');
    }
}

A ideia é, para os tipos string e StringBuilder, concatenar diversas vezes um char e mensurar quantos ticks foram necessário para cada operação.

Um dos resultados foi o seguinte:

Testing against 1 times concatenation.
String: 17
StringBuilder: 33
StringBuilderPreset: 11

Testing against 10 times concatenation.
String: 37
StringBuilder: 29
StringBuilderPreset: 15

Testing against 100 times concatenation.
String: 584
StringBuilder: 80
StringBuilderPreset: 56

Testing against 1000 times concatenation.
String: 89935
StringBuilder: 658
StringBuilderPreset: 425

Percebam que, concatenando poucas vezes, o string é mais rapido que o StringBuilder, porem, com o aumento do número de concatenações, o StringBuilder passa a ser bem mais performático.

  • Você disse que string é um tipo primitivo, mas se eu uso o código: typeof(string).IsPrimitive ele me retorna um false, sabe explicar o motivo? – Gabriel Coletta 29/08/17 às 11:12
  • 1
    @GabrielColetta não foi eu quem disse, por isso pus o link com a lista de tipos primitivos para citar a fonte. Realmente fiquei curioso. Vou pesquiar e adiciono aqui o que encontrar. – Thiago Lunardi 29/08/17 às 16:05
  • 1
    @GabrielColetta realmente existe uma bela discussão sobre isso. No fim, encontrei algo mais dentro do contexto. Para o .NET, string é um Tipo de Valor, e não um Tipo de Referência. E essa distinção satisfaz para o contexto do conteúdo. Inclusive atualizei os links. Obrigado pelo apontameno. – Thiago Lunardi 29/08/17 às 16:17

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.