15

Lendo e estudando um pouco sobre o Kotlin, encontrei a seguinte afirmativa:

Os Raw Types são um grande problema, mas por motivos de compatibilidades eles tiveram que ser mantidos no Java, mas o Kotlin por ser uma linguagem nova não possui mais esse problema.

O que são exatamente os Raw Types? E porque eles são um grande problema?

  • Documentação da Oracle Um tipo bruto é o nome de uma classe genérica ou interface sem qualquer tipo de argumento. – Marconi 17/08/17 às 14:59
  • 4
    Quem negativou a pergunta poderia pelo menos explicar o motivo para que eu possa edita-la e tentar colaborar mais com nossa comunidade! – viana 17/08/17 às 17:04
17

O que são exatamente Raw Types?

De acordo com a especificação da linguagem, em tradução livre:

Mais precisamente, um tipo bruto é definido como sendo um dos seguintes:

  • O tipo de referência que é formado tomando o nome de uma declaração de tipo genérico sem uma lista de argumento de tipo de acompanhamento.

  • Um tipo de matriz cujo tipo de elemento é um tipo bruto.

  • Um tipo de membro não estático de um tipo bruto R que não é herdado de uma superclasse ou superinterface de R.

O termo Raw Types ficou conhecido com a introdução do Generics.

Para exemplificar, irei utilizar o Framework Collections:

Quando o Collections foi concebido na versão 1.2 do Java, uma coleção não especificava qual tipo de objeto manipularia, ou seja, a coleção poderia receber qualquer tipo, como no exemplo:

List lista = new ArrayList();
lista.add(1);
lista.add("teste");

Manipular uma coleção desbalanceada como está é custoso, pois quando você tira um elemento da coleção, você deve atribui-lo ao seu respectivo tipo, alem de ser inconveniente, não é seguro. O fato de não informar um tipo/argumento ao List é conhecido como um Raw Type, ou em tradução livre, um tipo bruto.

Solucionando o Raw Type:

Para resolver esse problema, na versão 1.5 do Java foi introduzido o Generics, com isso, possibilitou-se informar um tipo a coleção, conforme o exemplo:

List<String> lista = new ArrayList<String>();
lista.add("teste_0");
lista.add("teste_1");

Sendo assim, uma vez que o compilador conhece o tipo de elemento da coleção, o compilador pode verificar se você usou a coleção de forma consistente e pode inserir os moldes corretos sobre os valores que estão sendo retirados da coleção.

E porque eles são um grande problema?

De fato, os Raw Types são um grande problema, pois, mesmo com a introdução do Generics não seria conveniente remover os Raw Types, pois as aplicações legadas precisam continuar em funcionamento.

  • 3
    O único detalhe que noto é que enquanto o Java 5 e 6 exigem List<String> lista = new ArrayList<String>(); para não dar uma warning do tipo rawtypes, a partir do Java 7 pode-se usar List<String> lista = new ArrayList<>();. – Victor Stafusa 18/08/17 às 20:19
  • 1
    @VictorStafusa , operador diamante é lindeza e alegria, evita muita repetição de nome do tipo – Jefferson Quesado 19/08/17 às 4:29

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.