5

No Kotlin é possível criar uma classe da seguinte forma:

data class Dragon(private val name: String, val glass: Int)

Qual é o principal objetivo do data class no Kotlin? Quando devemos usar?

  • Quem negativou a pergunta poderia pelo menos explicar o motivo para que eu possa edita-la e tentar colaborar mais com nossa comunidade. – viana 16/08/17 às 19:36
6

Também chamado de registro, é para ser uma estrutura simples basicamente com dados, sem comportamentos, a não ser os necessários para a infraestrutura básica da linguagem, como comparação (equals()), hash (hashCode()), métodos acessores para os campos definidos (compatíveis com Java Beans), cópia (copy()) e stringificação (toString()), além do construtor, claro. Então costumamos dizer que ela é POD (Plain Old Data).

Não é possível herdar de classes de dados. A sintaxe é bastante simplificada:

data class User(val name: String, val age: Int)

Seria mais ou menos o mesmo que fazer em Java:

public class User {
    private String name;
    private int age;

    public User() {
        this.name = "";
        this.age = 0;
    }

    public User(String name) {
        this.name = name;
        this.age = 0;
    }

    public User(int age) {
        this.name = "";
        this.age = age;
    }

    public User(String name, int age) {
        this.name = name;
        this.age = age;
    }

    public String getName() {
        return name;
    }

    public int getAge() {
        return age;
    }

    public String component1() { //para acesso posicional e deconstrução
        return name;
    }

    public int component2() {
        return age;
    }

    public User copy() {
        return new User(name, age);
    }

    public User copy(String newName) {
        return new User(newName, age);
    }

    public User copy(int newAge) {
        return new User(name, newAge);
    }

    public User copy(String newName, int newAge) {
        return new User(newName, newAge);
    }

    @Override
    public boolean equals(Object o) {
        if (this == o) return true;
        if (o == null || getClass() != o.getClass()) return false;

        User user = (User) o;

        if (age != user.age) return false;
        return name != null ? name.equals(user.name) : user.name == null;
    }

    @Override
    public int hashCode() {
        int result = name != null ? name.hashCode() : 0;
        result = 31 * result + age;
        return result;
    }

    @Override
    public String toString() {
        return "User{" +
                "name='" + name + '\'' +
                ", age=" + age +
                '}';
    }
}

Não é uma maravilha? Está previsto isto em C#, só não se sabe quando, era para ter desde a versão 6. Em C# é mais complexo ainda.

É possível ter comportamentos extras na classe e pode estender (não no sentido de herança) como uma classe normal.

Documentação.

Veja mais em Qual e a diferenca entre Kotlin data class e Scala case class?.

  • Se declaradas como var teria os setter certo?! – viana 11/08/17 às 18:48
  • Sim, o data classe pode ser imutável, mas com o uso de var em vez de val ele pode ser mutável. – Wakim 11/08/17 às 18:52
  • @acklay sim, estava vendo agora mais detalhes e é possível neste caso. – Maniero 11/08/17 às 18:56
  • 1
    Uma razão que eu encontrava para as data class serem finais era o facto dos métodos equals()e toString() ficarem "errados". No entanto, ao permitir que sejam estendidas acontece o mesmo. – ramaral 11/08/17 às 22:00
  • @ramaral defina "errado" – Maniero 11/08/17 às 22:53

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.