0

Essa é uma duvida que me surgiu quando eu estava tentando resolver um problema em um cliente, o problema acabou sendo outra coisa mas a duvida continuou.

Imagine uma situação onde existem dois programas, prog1 e prog2, onde se utiliza uma dll fazendo com que quando o prog1 dispara um evento o prog2 recebe esse evento e o gestiona.

Exemplo:

prog1 executa um estabelecimento de chamada

prog2 executa OnEstabelecimentoDeChamada

Uma vez que estão sendo executados de modo assíncrono e neste ponto há uma comunicação entre os dois e como argumento dessa chamada o prog1 passa um objeto para prog2. A pergunta é, como fica a pilha de execução de ambos os programas? O que acontece se um outro evento é chamado em prog1 enquanto prog2 ainda está executando o OnEstabelecimentoDeChamada?

Tentei ser o mais claro possível, gostaria de saber como ficam as chamadas propriamente na pilha de execução

0

Geralmente quando sistemas se comunicam esse procedimento é feito em seguimentos de execução separados, ou seja, tanto o processo de estabelecer comunicação como os métodos propriamente ditos de troca de mensagens são executados em threads separadas. Isso porque no cenário em que ocorra uma indisponibilidade de uma das partes nenhum dos programas ficaria "preso" a falha de comunicação.

Então, isso significa que uma pilha de execução em separado do stack de chamadas principal do programa deve ser usada para manter a comunicação e disponibilidade das outras funcionalidades nos dois sistemas.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.