0

Estava lendo algumas perguntas aqui e surgiu uma dúvida em uma dessas perguntas.

Se eu tiver uma aplicação que eu preciso armazenar strings em um banco de dados para comparar depois com alguma coisa, mas eu não preciso dos textos, só precisa saber se são iguais, não seria melhor eu armazenar o hash code que é curto no lugar do texto? Pelo que li, me corrija se estiver errado, que o switch usa o hash code para selecionar strings então eu queria fazer a mesma coisa.

  • acredito que sim, porém, há a possibilidade de conflitos que deve ser levado em conta, não tenho maiores informações para formular uma resposta, apenas minha opinião =] – Rovann Linhalis 8/08/17 às 12:41
  • A resposta resolveu o que estava em dúvida? Precisa que algo mais seja melhorado? Acha que é possível aceitá-la agora? – Maniero 11/08/17 às 23:18
3

Não pode. O hash code não é estável, ele pode usar fórmulas diferentes dependendo da versão usada. Mais ainda, até mesmo dentro da mesma execução da aplicação pode haver um algoritmo diferente se tiver mais de um AppDomain já que cada um pode rodar uma versão diferente do CLR ou até mesmo do código da sua aplicação. Mesmo que não use AppDomain, ainda tem problema.

Ainda é possível ter duas strings diferentes com o mesmo hash code, então não pode confiar nisto. O switch usa o mecanismo do hash code apenas para melhorar a performance de seleção, mas depois ele confirma se é aquilo mesmo com a própria string, o que já é bem melhor de comprar todas strings. Para fazer o mesmo com o banco de dados teria que armazenar a string de qualquer jeito. Como é um banco de dados o ganho de performance será irrisório, não vale o esforço.

Se quer arriscar ter colisões, ou seja, se o seu caso elas não importam, o ideal seria criar um sistema de hash code próprio para não depender da implementação do .NET ou outra implementação do CLR que pode usar um algoritmo bem diferente de qualquer outra versão do .NET já que não há especificação do algoritmo exato. Pelo menos desta forma poderia garantir a estabilidade do algoritmo.

Poderia armazenar os primeiros caracteres da string junto do hash code, assim é muito improvável, mas não garantido, que tenha uma colisão de código com o início igual. Desta forma ainda há risco, mas ele é bem baixo, "quase" o mesmo que usar um GUID.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.