12

Qual seria a principal diferença entre os dois?

Há vantagens no ganho de performance?

Para utilização web, qual o mais indicado?

Estou utilizando para "ler" um array Byte[]:

private void bytetoStrem(byte[] pdf)
{
    Stream pdfStream = new MemoryStream(pdf);

    pdfViewer1.LoadDocument(pdfStream);
}
  • Como o método principal (que chama esse bytetoStrem) carrega esse array de bytes do PDF? É uma API que retorna para ele? Ou você lê de uma pasta no próprio servidor? – Alisson 7/08/17 às 16:14
11

Qual seria a principal diferença entre os dois?

O Stream é uma classe abstrata base para todos os streams (definição mais completa) que podem existir, assim você pode codificar algoritmos que precisem de stream sem saber de onde eles vêm e vão.

MemoryStream é uma classe concreta, obviamente derivada de Stream como pode ser observado no código da pergunta, e trabalha com fluxos de dados na memória bruta.

Há vantagens no ganho de performance?

Em ralação a que? Entre um deles? Como um é abstrato sequer pode ser comparado. Se for com outros precisa ver a implementação de cada um, depende do hardware onde ele trabalha.

Para utilização web, qual o mais indicado?

Entre os dois sempre será a classe concreta já que a abstrata não faz nada. Se quiser comparar com outras coisas não faz sentido analisar o uso para web, desenvolvimento para web é algo genérico demais para definir algo.

Entre os streams existentes no .NET não vejo outro que poderia ser usado para web especificamente, mas no geral sim. É possível usar algum outro de terceiros ou desenvolver o seu próprio. A documentação linkada acima tem todas as classes do .NET que herdam de Stream.

Seu caso

Se o que está fazendo funciona e atende todos os requisitos que deseja em todas situações, ou seja, se é o certo, ok. Me parece que este caso está ok, está carregando um PDF com API específica e jogando isso na memória conforme essa API permite. Eu vou chutar que não é necessário ser um stream neste caso, mas não sei se a API do visualizador de PDF tem outra forma de acessar. Se a intenção é enviar diretamente para outro local então pode ser que outro seja mais adequando, mas pela pergunta não temos como saber.

O problema em geral ocorre porque as pessoas não leem a documentação, não entendem pontos colaterais e não testam todas situações que pode ocorrer, em geral a pessoa testa para funcionar, quando o certo é testar para não funcionar e descobrir onde pode dar problema e evitá-lo.

10

Stream nada mais é do que a classe base e abstrata (ou seja, não pode ser instanciada) para todos os demais tipos de Stream disponíveis.

MemoryStream é uma das implementações de Stream, que provê uma forma de você armazenar um Buffer (dados em bytes crus) em memória.

Na página de documentação você encontrará diversas implementações nativas do próprio framework .NET, tais como:

  • System.IO.Compression.GZipStream: Encapsula um outro Stream, (des)compactando as informações deste;
  • System.IO.FileStream: Provê manipulação (leitura, gravação, navegação) em um buffer apontando para um arquivo do sistema de arquivos;
  • System.Net.Sockets.NetworkStream: Provê manipulação de buffer da rede;
6

Como já dito anteriormente, o STREAM é uma classe abstrata. MEMORYSTREAM é uma classe derivada dessa classe, como também o FILESTREAM.

Eu costumo usar MEMORYSTREAM quando estou trabalhando com arquivos pequenos e não vejo problemas em mantê-los integralmente em memoria (MEMORYSTREAM). Ex. uma foto, ou algo assim. Já quando se vai trabalhar com arquivos grandes, imagine um vídeo de 200MB por exemplo, é bem mais aconselhável que se use um FILESTREAM, que ele vai lendo e transmitindo o arquivo aos poucos, sem carrega-lo totalmente para a memória. Espero ter ajudado a esclarecer a sua dúvida.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.