1

Gostaria de saber como posso fazer para passar parâmetros de uma chamada JavaScript para um Método WebService ASMX sem precisar definir um nome para os parâmetros.

Exemplo:

$scope.testar = () =>{
    filtros ={
        id:1,
        funcionalidade:02
    }
    $http.post("minhaUrl/meuMetodo",filtros)
    .success((retorno)=>{
        // 
    })
    .catch((retorno) =>{
        //
    });
}

Agora pegar assim no C#

[WebMethod]
public void meuMetodo(String[] params){
   int id = params[0];
   int funcionalidade = params[1];

   // 
}
  • Cara, não sei CSharp, mas... Se você passar um JSON como parâmetro já não resolve teu problema não? – HDeiro 31/07/17 às 15:22
  • Cara boa ideia, vou tentar aqui. – Felipe Santos 31/07/17 às 15:24
  • @FelipeSantos eu fiz um exemplo com Dictionary, verifique se isso pode ser uma solução ao sua expectativa. – Virgilio Novic 31/07/17 às 20:35
0

Se você está passando um objeto que no caso é filtros é só especificar no paramento os nomes e seus respectivos tipos que a arquitetura se encarregar de carregar as informações e no exemplo logo abaixo é com framework .

Exemplo minimo:

<%@ Page Language="C#" AutoEventWireup="true" 
        CodeBehind="WebFormTest.aspx.cs" 
        Inherits="WebApplication2.WebFormTest" %>

<!DOCTYPE html>

<html xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml">
<head runat="server">
    <title></title>
    <script src="Scripts/jquery-1.10.2.js"></script>
    <script src="Scripts/angular.min.js"></script>
</head>
<body ng-app="app" ng-controller="ctrl">
    <form id="form1" runat="server">
        <div>
            {{quantidade}}
            <button ng-click="btnEnviar()" type="button">Enviar</button>
        </div>
    </form>
    <script>
        var app = angular.module('app', [])
            .controller('ctrl', function ($scope, $http) {
                $scope.quantidade = 0;
                $scope.btnEnviar = function () {
                    filtros = {
                        id: 1,
                        funcionalidade: '02'
                    }
                    $http.post("/WebFormTest.aspx/Receive", filtros)
                        .then(function successCallback(response) {
                            $scope.quantidade = response.data.d;
                            console.log(response);
                        }, function errorCallback(response) {

                        });
                }
            });
    </script>
</body>
</html>

using System;
using System.Collections.Generic;
using System.Linq;
using System.Web;
using System.Web.Services;
using System.Web.UI;
using System.Web.UI.WebControls;

namespace WebApplication2
{
    public partial class WebFormTest : System.Web.UI.Page
    {
        protected void Page_Load(object sender, EventArgs e)
        {

        }

        [WebMethod()]        
        public static string Receive(string id, string funcionalidade)
        {
            return $"{id} {funcionalidade}";
        }
    }
}

Se quiser ainda trabalhar com uma classe no back-end faça o seguinte código, exemplo minimo:

public class filtros
{
    public string id { get; set; }
    public string funcionalidade { get; set; }
}
<!DOCTYPE html>

<html xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml">
<head runat="server">
    <title></title>
    <script src="Scripts/jquery-1.10.2.js"></script>
    <script src="Scripts/angular.min.js"></script>
</head>
<body ng-app="app" ng-controller="ctrl">
    <form id="form1" runat="server">
        <div>
            {{quantidade}}
            <button ng-click="btnEnviar()" type="button">Enviar</button>
        </div>
    </form>
    <script>
        var app = angular.module('app', [])
            .controller('ctrl', function ($scope, $http) {
                $scope.quantidade = 0;
                $scope.btnEnviar = function () {                    
                    filtros = {
                        'filtros': {
                            id: '1',
                            funcionalidade: '02'
                        }
                    };
                    $http.post("/WebFormTest.aspx/Receive", filtros)
                        .then(function successCallback(response) {
                            $scope.quantidade = response.data.d;
                            console.log(response);
                        }, function errorCallback(response) {

                        });
                }
            });
    </script>
</body>
</html>

[WebMethod()]        
public static string Receive(filtros filtros)
{
    return $"{filtros.id} { filtros.funcionalidade}";
}

um outra dica é com um dicionário, exemplo Dictionary<string, string> filtros, nesse caso não precisando a inclusão de uma nova classe:

<%@ Page Language="C#" AutoEventWireup="true" 
       CodeBehind="WebFormTest.aspx.cs"
       Inherits="WebApplication2.WebFormTest" %>

<!DOCTYPE html>

<html xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml">
<head runat="server">
    <title></title>
    <script src="Scripts/jquery-1.10.2.js"></script>
    <script src="Scripts/angular.min.js"></script>
</head>
<body ng-app="app" ng-controller="ctrl">
    <form id="form1" runat="server">
        <div>
            {{quantidade}}
            <button ng-click="btnEnviar()" type="button">Enviar</button>
        </div>
    </form>
    <script>
        var app = angular.module('app', [])
            .controller('ctrl', function ($scope, $http) {
                $scope.quantidade = 0;
                $scope.btnEnviar = function () {                    
                    filtros = {
                        'filtros': {
                            id: '1',
                            funcionalidade: '02'
                        }
                    };
                    $http.post("/WebFormTest.aspx/Receive", filtros)
                        .then(function successCallback(response) {
                            $scope.quantidade = response.data.d;
                            console.log(response);
                        }, function errorCallback(response) {

                        });
                }
            });
    </script>
</body>
</html>

[WebMethod()]        
public static string Receive(Dictionary<string, string> filtros)
{
    var v1 = filtros["id"];
    var v2 = filtros["funcionalidade"];
    return $"{v1} {v2}";
}

Referencias

  • No caso Virgílio, eu não quero especificar os parâmetros no cabeçalho do método no meu backend, quero usar estilo PHP, assim: request->getParam("id"); request->getParam("funcionalidade"); – Felipe Santos 31/07/17 às 15:07
  • @FelipeSantos ele não deserializa arrays dessa forma, deve ter um tipo! PHP é diferente de .NET! – Virgilio Novic 31/07/17 às 15:08
  • @Vigilio se eu usar assim public void metodo(String.. params){ } – Felipe Santos 31/07/17 às 15:16
  • @FelipeSantos, o método de um WebService é Static, ele não tem como acessar por Request.Form, a maneira de trabalhar com esse cara é as duas formas que eu explifiquei. Outro ponto se agora colocou um código Java, será que é necessário não identificar os paramentros, qual o motivo, se for esses dois por exemplo não vejo o porque? tente explicar os motivos fazendo favor? – Virgilio Novic 31/07/17 às 15:18
  • A questão é que eu quero evitar criar classes para passar parâmetros entende? no caso do seu exemplo (filtros filtros) eu teria que criar uma classe chamada Filtros. – Felipe Santos 31/07/17 às 15:19

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.