10

Fiz um programa do qual ele escreve em variáveis o tempo todo, e com isso me gerou uma dúvida, instanciar uma variável o tempo todo gera mais custo do que só atribuir o valor a uma variável já existente?

Exemplos:

Instanciando uma variável o tempo todo:

while (true)
{
    int x = 10;
    int y = 30;
    int z = x + y;
}

Utilizando uma variável já existente:

int x, y, z;
while (true)
{
    x = 10;
    y = 30;
    z = x + y;
}

Esses exemplos são só para melhorar a ilustração do problema. O programa do qual irei aplicar isso é bem maior e usa muito mais variáveis.

Pensei já ter visto uma pergunta dessa há algum tempo, mas hoje que eu precisava dessa resposta, não a achei. Caso você a encontre-a, sinta-se livre para marcar esta pergunta como duplicada.

9

Eu já respondi isso mas não sei onde, vai uma mais específica.

Neste exemplo dá no mesmo, tem exemplo que existe uma mudança semântica importante e o código dará resultados diferentes.

Mas falando de custo não faz diferença. Primeiro que o espaço de variável só existe para ela. Na variável é reservado espaço suficiente para caber o dado de seu tipo e nada mais, não importa quantas vezes ela seja modificada ou onde ou a forma como foi declarada, só existe aquele espaço.

Como nota lateral, se a variável for por eferência cada atribuição nova provavelmente gerará um objeto novo, caso contrário fica sem sentido, e isso vai inchando o heap e coloca pressão no GC, o que não é o ideal, mas se precisa atribuir novos objetos não tem o que fazer.

Do ponto de vista de processamento também não faz diferença, a declaração de variável é o que chamamos de no-op. Então declarar fora não traz ganhos porque o custo de declarar dentro também é zero.

A declaração da variável no fundo ocorre no início do stack frame, ou seja, quando começa um escopo todo espaço necessário é reservado de uma vez, não importa onde foi declarado. Pode mudar o momento da reserva, mas só uma vez sempre. A declaração de todas variáveis daquele novo escopo ocorre com uma mudança de um ponteiro (stack pointer), sequer importa se é uma variável ou milhares delas, o custo é o mesmo, só há uma alteração no SP.

Já a atribuição sempre tem custo, a não ser que o compilador consiga determinar que ela pode ser apagada. E o código do exemplo tem chance de nem ocorrer já que está fazendo a mesma coisa e acho que é possível provar que não faz sentido ficar reatribuindo o mesmo valor sem parar, então esse código poderia ser escrito como

{
    int x = 10;
    int y = 30;
    int z = x + y;
    while (true);
}

Na verdade o compilador não faz:

//reservando espaço para as variáveis
.maxstack 2
.locals init (
    [0] int32
)

IL_0000: ldc.i4.s 10
IL_0002: ldc.i4.s 30
IL_0004: stloc.0
IL_0005: pop
IL_0006: br.s IL_0000

Veja como ficou no SharpLab. Inclusive que gera exatamente o mesmo código.

Mas o JITter faz até mais já que nada é usado, ele elimina quase todo o código deixando só o movimento do stack frame e laço no mesmo lugar:

L0000: push ebp     //protege o BP
L0001: mov ebp, esp //só move o SP para o Base Pointer
L0003: jmp L0103    //fica repetindo sem parar

Veja no SharpLab.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.