5

A algum tempo eu tinha visto o uso de #define no C#. Hoje eu procurei sobre isso e achei sua documentação aqui, mas não respondeu a todas as minhas duvidas.

Exemplo de código com diretivas de preprocessador:

#define DEBUG  

#if DEBUG  
    Console.WriteLine("Debug version");  
#endif

Diante disso, minhas duvidas são:

  • Para que servem as diretivas de preprocessador?
  • Quando eu devo usar as diretivas de preprocessador?
5

Servem para um monte de coisas, cada uma serve para uma coisa diferente. Servem para mudar o comportamento do compilador em determinado trecho.

Deve usar sempre que tiver necessidade de mudar a compilação. Quase nunca existe em códigos normais. De fato elas devem ser evitadas até que não tenha solução melhor. E C# tem poucas. Na verdade tem a diretiva #region que não muda a compilação e ajuda a organização no IDE, e muitos consideram isso um erro da linguagem.

Passar todas é uma pergunta muito ampla. Tem algumas perguntas sobre o assunto:

O #if determina se o código dentro dele será compilado ou ignorado. Isto é decidido se uma variável de compilação, que nada tem a ver com as variáveis do código, existe. Em geral essas variáveis são definidas como argumento no compilador. Em C# é raro precisar criar uma variável com #define, em alguns casos outro pedaço pode gerar condicionalmente. Isso era muito usado em C porque a linguagem não era poderosa e precisava quase de outra linguagem para para ajudar criar o que era desejado. Mesmo hoje C precisa menos disso, e C++ pode eliminar quase por completo.

No exemplo mostrado o código será compilado porque a variável foi criada logo acima, o que nem faz sentido em código real.

Então aí é para compilar trechos condicionalmente. Na verdade tem outras formas de resolver o mesmo para depurar código que não precisa da diretiva.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.