2

Estou tendo problemas com a codificação de digitais (biometrias) em base64 para passagem de parâmetro via http. O problema é que a cada captura da mesma digital são gerados códigos diferentes, desta forma não dá para comparar com as que estão cadastradas na base que tem relação um para um (um usuário, uma digital). Só a nível de esclarecimento, não posso usar a classe Base64 nativa do Java 8, pois os clientes devem rodar Java 7, para evitar a burocratização pela segurança do Java 8. Então, para isso eu só via até agora duas alternativas, a primeira usando o método abaixo:

BaseEncoding.base64().encode(digital);

e, a segunda com:

DatatypeConverter.printBase64Binary(digital);

mas em nenhum dos casos geram códigos iguais para uma mesma digital. Obrigado pela ajuda que me for prestado.

  • a variável digital é de que tipo? – Marco Giovanni 18/07/17 às 11:58
2

Como o Roberto Fagundes falou, com esse tipo de biometria nós trabalhamos por aproximação.

Se você pegar qualquer celular com reconhecimento de digital, ele pede para você inserir a digital de cada dedo de cinco a dez vezes. Quando você vai se cadastrar em um plano de saúde ou qualquer outra coisa geralmente se capturam várias amostras também.

Você precisa guardar uma quantidade de amostras do usuário, e quando receber um input deve buscar as digitais que forem mais próximas na base de dados. Você autentica o usuário se conseguir um match arbitrariamente alto com alguma digital específica que esteja presente em sua base de dados.

Finalmente:

(...)os clientes devem rodar java 7, para evitar a burocratização pela segurança do java 8(...)

Se você vai evitar uma versão do Framework porque ele é mais seguro, sua aplicação está exposta a falhas de segurança conhecidas. Chega a ser irônico que você esteja tentando manter o sistema seguro através de digitais (que são falsificáveis), mas não esteja utilizando a versão mais atual do Java. Isso é tão perigoso quanto brincar de paintball com armas de fogo.

1

Trabalhar com biometria você não pode trabalhar por igualdade, a comparação deve ser feita por aproximação, até porque, a pessoa raramente vai colocar o dedo na mesma posição.

Talvez, o recomendado seja você procurar algum leitor que contenha um SDK para JAVA.

  • Então nesse caso devo criar uma outra tabela só com as digitais e criar uma relação tipo (1 funcionário para N digitais)? Faz sentido, mas o estranho é que já funciona localmente quando a digital recém captada pelo leitor é comparada com uma base local primeiramente, só não encontra quando realmente o funcionário não está nessa base local é quando eu tenho que ir buscar no server, e é ai que tá o gargalo. Mas obrigado pelo conhecimento compartilhado. – jorge maia 19/07/17 às 13:05

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.