4

Estou trabalhando em um sistema de gerenciamento de itens, no qual preciso monitorar constantemente a quantidade de itens disponíveis. Ao atingir um patamar mínimo pré-definido, o sistema deverá emitir inserir o item em uma lista de alerta para que o mesmo seja reposto.

Qual seria a melhor maneira de realizar esse monitoramento? Uma tarefa cron rodando a cada n segundos ou um trigger que será disparado cada vez que a quantidade seja alterada?

6

Um tigger é a única opção válida se quiser notificação precisa. Algo que fique executando de tempos em tempos pode funcionar em alguns cenários bem específicos, mas "sempre" terá uma performance menor. A não ser que o que deseja não é bem verificar de tempos em tempos e o ciclo de atualizações é muito alto, o que não parece ser o caso.

O gatilho garante que toda mudança no banco faça a notificação. Pode ser que deseje isto. Pode ser que deseje de tempos em tempos tenha notificações de tudo. São semânticas diferentes.

O gatilho tem um custo em cada operação, se não precisa dessas notificações na hora, pode ser um custo a toa.

Fazer lotes verificando tem um custo único extra e que fará operações desnecessárias, mas alivia cada atualização e pode optar por fazer isso em horário não crítico. Não vai mudar muito, mas em grandes volumes pode fazer diferença. Você pode deixar a notificação para depois sem problemas? Vai fazer isso frequentemente? Aí eu duvido que seja uma boa opção.

Faça um teste para ver qual funciona melhor para você. Não é fácil escolher, depende da necessidade e a forma de implementar. O perigo está no detalhe.

Este site aqui opta por atualizar certas coisas em lote, mas algumas são feitas na hora. Depende do desejado e de quanto afeta a métrica de performance estabelecida.

Em alguns bancos de dados existem opções melhores que usar cron.

Claro que depende da arquitetura de sua solução. Estou considerando que quer fazer no banco de dados. Em geral eu prefiro fazer em outra camada.

3

Durante a Transação

Se você tem um sistema, é provável que esse sistema tenha uma camada de serviços ou uma camada de acesso a dados ou de regras de negócio que tratam as transações que o sistema está executando que impedem o acesso direto ao banco de dados.

Se for esse o seu caso, então o melhor seria a sua transação de itens verificar esse threshold quando estiver atualizando a quantidade e disparar uma mensagem usando o mecanismo de mensagens do sistema para que fosse gerado esse alerta.

Se o sistema não tem camadas e permite o acesso direto ao banco por qualquer aplicação então a opção de trigger vai te garantir de forma mais rápida o reconhecimento dessa condição limite, porém triggers podem afetar o desempenho do banco de dados.

A opção do "cron" que você está avaliando é a forma passiva em que você executa uma consulta a cada "X" tempo. Ela tem a desvantagem de você ter que checar todos os itens e isso vai gerar uma consulta mais abrangente no banco. Se o intervalo de busca for pequeno também pode trazer problemas de desempenho. Essa opção seria interessante se você tivesse uma tabela separada do sistema para fazer essas consultas recorrentes.

Eu prefiro a opção de fazer na transação do próprio item porque assim você teria algumas vantagens do trigger, que é atuar quando ocorre a alteração em cada item, e poder usar o mecanismo de mensagens da aplicação para atuar de forma assíncrona com essa regra e dessa forma não afetar o desempenho das transações. Você também ficaria com a função independente do banco de dados.

A desvantagem de escolher a transação é se você tem as regras espalhadas pelo sistema. Nesse caso a melhor opção vai ser a trigger mesmo.

Nessa resposta do SO (em inglês) tem algumas alternativas para uso de triggers em banco de dados quando você quer implementar algo como um Observer.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.