3

Vi um exemplo que tratava de Classe pai e Classe filha onde, no início da classe especializada, estava assim:

var ClasseFilha = function ClasseFilha (){
    ClassePai.apply(this, arguments);

    ...
};

Embora entenda como funciona o apply e veja como a classe filha se modifica na passagem pela segunda linha (usar this antes e depois do apply trazem resultados diferentes), fico confuso como o ClassePai.apply() modifique a ClasseFilha sem uma atribuição direta em uma variável, por exemplo.

Gostaria de uma explicação mais teórica pra isso, se possível.

  • 2
    Sobre a dúvida, se você tem familiaridade com OOP, isso equivale a uma chamada super(). – bfavaretto 14/06/17 às 14:18
  • 1
    Sim, isso eu compreendo. Não compreendo como a chamada funciona dentro da logica da engine do JS. Como o apply modifica o this? Como o this no contexto da classe filha herda os métodos da classe pai depois da passagem da linha dois? Essa é uma das características do apply? – Brunno Vianna 14/06/17 às 14:20
  • O bfavaretto explicou ainda melhor que eu. Se tiveres duvidas pergunta/comenta. Se ficou resolvido acho a resposta dele mais completa. – Sergio 14/06/17 às 14:57
3

Resumidamente, esse apply vai executar o construtor da classe pai no contexto da classe filha. É isso que ele faz, chama uma função forçando um valor para this dentro dela. Ou seja, qualquer referência a this no construtor ClassePai vai estar se referindo ao this que acabou de ser criado na execução de new ClasseFilha(...).

Você disse:

fico confuso como o ClassePai.apply() modifique a ClasseFilha sem uma atribuição direta em uma variável

Na verdade você não está modificando ClasseFilha (que é um construtor), e sim um objeto que está sendo instanciado com new ClasseFilha(). E não necessariamente você está modificando, depende do que o construtor ClassePai faz. Se você tem familiaridade com OOP, a linha do apply equivale a uma chamada de super() em linguagens que implementam OOP baseado em classes (JS é baseado em protótipos).

Você comentou:

Como o apply modifica o this?

O this em si (a referência) não é modificado. O objeto para que ele aponta – que acabou de ser criado com new ClasseFilha() – é que pode ser alterado pela função ClassePai. Isso vai depender do código dessa função. E vai depender do contexto onde o trecho de código que você postou está inserido. O que leva à sua próxima dúvida:

Como o this no contexto da classe filha herda os métodos da classe pai depois da passagem da linha dois? Essa é uma das características do apply?

Esse tipo de construção costuma vir num contexto assim:

var ClassePai = function ClassePai(nome) {
    this.nome = nome;
};

var ClasseFilha = function ClasseFilha (){
    ClassePai.apply(this, arguments);
};

var filho = new ClasseFilha('nome do filho');

Neste caso, o objeto filho vai ganhar uma propriedade nome que é "injetada" nele pelo construtor do pai. A chamada do apply só garante a execução do construtor da superclasse. Os métodos dela não estão disponíveis. Se o construtor ClassePai tentar executar um método que conste do seu protótipo, vai dar erro, porque nesse código a classe filha não herda o protótipo do pai. Mas é possível fazer herdar, assim:

var ClassePai = function ClassePai(nome) {
    this.nome = nome;
    this.ola();
};

ClassePai.prototype = {
    ola: function() {
        console.log('Olá, meu nome é ' + this.nome);
    }
};

var ClasseFilha = function ClasseFilha (){
    ClassePai.apply(this, arguments);
};

// Sem a linha abaixo, o construtor do pai
// daria erro na chamada a this.ola.
// Esta linha é que arma a herança entre as classes
// (coloca as duas na mesma cadeia de protótipos)
ClasseFilha.prototype = Object.create(ClassePai.prototype);

var filho = new ClasseFilha('nome do filho');

  • Não sei se estou sendo claro, se não estiver pergunte aqui nos comentários. – bfavaretto 14/06/17 às 14:48
  • Excelente, entendi perfeitamente. Muito obrigado! – Brunno Vianna 14/06/17 às 16:01
3

Quando "emprestas" o this via ClassePai.apply(this, arguments); permites a ClassePai de modificar o this que pertence à ClasseFilha. Isso permite extender a classe se o código assim quiser.

Um exemplo:

function ClassePai(nome, idade) {
  this.nome = nome;
  this.idade = idade;
  this.dizerNome = function() {
    console.log(this.nome);
  }
}

var ClasseFilha = function ClasseFilha() {
  ClassePai.apply(this, arguments);
  this.naturalidade = arguments[2];
  this.naturalDe = function(){
    console.log(this.naturalidade);
  }
};

var pessoaA = new ClasseFilha('Pedro', 34, 'Portugal');
var pessoaB = new ClasseFilha('Ana', 34, 'Brazil');

pessoaA.dizerNome();
pessoaB.dizerNome();
pessoaB.naturalDe();

De resto a explicação do @bfavaretto está bem completa

  • @Brunno note que no exemplo do Sergio a classe filha não herda nada da classe pai. O método dizerNome não está no protótipo do pai, cada instância criada vai ganhar sua própria cópia desse método. (Sergio, tentei achar pergunta sobre isso aqui no site mas não encontrei; não é possível, deve ter alguma). – bfavaretto 14/06/17 às 14:58
  • 2
    @bfavaretto também não encontro. O mais próximo é o conceito de mixin que neste caso até se aplica. – Sergio 14/06/17 às 15:34
  • Sergio, só escolhi a resposta do bfavaretto por estar mais esmiuçada, mas também agradeço sua disposição em ajudar. – Brunno Vianna 14/06/17 às 16:03
  • @BrunnoVianna fizeste muito bem! Ele costuma ser melhor a explicar que eu :) – Sergio 14/06/17 às 16:04

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.