1

boa noite... eu venho de outras linguagens um tanto diferente ao Ruby, como C/C++ , JAVA... E me perdi um pouco ao tentar entender a diferença dos seguintes métodos:

Class teste 
     def novo
       "1"
     end
     def self.testenovo
     "2"
     end
end

Gostaria de saber qual a diferença entre os dois métodos... eu andei pesquisando e vi que self é um método da classe e o "novo" é um método de instância... isso se aplica aonde ? em tempo de execução apenas certo ? pois ao fazermos isso e declararmos uma variavel instanciada da classe teste, ela terá os dois métodos, correto ? então onde se aplica esse tipo de declaração ? Obrigado!

  • Olá Rafael! Eu vi que você colocou "metaprogramação" na sua pergunta, e minha resposta terminou não falando disso - ela responde as dúvidas que você colocou no corpo da pergunta. Talvez seja interessante você fazer uma nova pergunta, i.e. "qual a utilidade do self na metaprogramação?" ou algo parecido - pode trazer respostas mais interessantes! Ah, e seja bem vindo ao Stack Overflow! :) – Daniel 18/06/17 às 19:13
0

Digamos que você esteja escrevendo um programa sobre carros, e, sabendo que estamos em 2017, faltam apenas dois anos para os carros voarem.

Seu programa então ficaria mais ou menos assim:

class Carro
  @@voa = false # carros não podem voar ainda

  def self.voa(v) # nosso setter pra quando carros puderem voar
    @@voa = v
  end

  def initialize(marca)
    @marca = marca
  end

  def explica
    if @@voa
      print 'eu sou um ' + @marca.to_s + ' e eu posso voar!'
    else
      print 'eu sou um ' + @marca.to_s + ' e eu nao posso voar ainda! :('
    end
  end
end

def self.voa(v), permite que nós modifiquemos a variável @@voa, que é uma variável de classe, então se aplica a todas as instâncias.

Vamos criar alguns carros:

carros = []
carros << Carro.new('chevrolet')
carros << Carro.new('ford')
carros << Carro.new('volkswagen')
carros << Carro.new('fiat')

E chamamos o método explica de cada um deles:

carros.each { |c| puts c.explica }

Saída:

eu sou um chevrolet e eu nao posso voar ainda! :(
eu sou um ford e eu nao posso voar ainda! :(
eu sou um volkswagen e eu nao posso voar ainda! :(

Agora quando chegarmos em 2019, podemos simplesmente chamar:

Carro.voa(true) # chama pela classe!

Todos os nossos carros se tornam spinners, uhul!

eu sou um chevrolet e eu posso voar!
eu sou um ford e eu posso voar!
eu sou um volkswagen e eu posso voar!
eu sou um fiat e eu posso voar!

Veja funcionando no repl.it.

Um Exemplo Melhor

Como estamos falando de um método de classe, é possível usá-lo para guardar todas as instâncias criadas na própria classe:

class Pessoa
  # variável de classe, onde guardaremos nossas instâncias
  @@pessoas = Array.new
  attr_accessor :nome

  def self.lista_pessoas
    @@pessoas
  end

  def initialize(nome)
    @nome = nome
    # ao instanciar, já guardamos no array
    @@pessoas << self
  end
end

# criando algumas pessoas
pessoa_1 = Pessoa.new('Ana')
pessoa_2 = Pessoa.new('Julia')
pessoa_3 = Pessoa.new('Tatiana')

# e listando todas, à partir do método de classe
Pessoa.lista_pessoas.each { |p| puts p.nome }

Veja funcionando no repl.it.

Exemplo tirado daqui.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.