3

Estou realizando alguns testes do Datasnap com REST e json.

Lá na unit ServerMethods, que o próprio Delphi cria, tem a função ReverseString, mas bem, como consigo saber quem a enviou?

Gostaria de manter um log de informações dos clientes que chamaram este método.

Sei que poderia passar como parâmetro, mas ficaria cargo do cliente me passar essas informações, o que não quero, digamos que o método seria publico e varias clients fossem disparar esta informação. Posso perder fácil este controle, se não pegar a informação diretamente pelo controle do server.

Encontrei na web, que na unit ServerConteiner, tem um objeto DSServer, este objeto tem um evento chamado OnConnect, por ele consigo pegar os dados da seguinte forma:

procedure TServerContainer1.DSServer1Connect(
  DSConnectEventObject: TDSConnectEventObject);
begin
  DSConnectEventObject.ChannelInfo.ClientInfo.IpAddress;
  DSConnectEventObject.ChannelInfo.ClientInfo.ClientPort;
  DSConnectEventObject.ChannelInfo.ClientInfo.Protocol;
  DSConnectEventObject.ChannelInfo.ClientInfo.AppName;
end;

Mas não estou conseguindo encontrar como lá no ServerMethods.ReverseString eu consigo pegar estes dados.

Acredito que o processamento esteja em thread no servidor, por isso não posso passar este valor como global, pois ele pode pegar informação de outras conexões simultâneas.

No método ReverseString, tentei da seguinte forma:

var
    ADSServerClass : TDSServerClass;
begin
  ADSServerClass := TDSServerClass(GetOwner);
  TDSServer(ADSServerClass.Server).???
  // consegui chegar no server, mas não encontro, e não sei se é desta forma para localizar os dados de quem está me solicitando a execução do comando ReverseString 
end;
2

Você só precisa de uma ligação entre o DSServer1Connect com as classes ServerMethods. A ideia aqui é armazenar as informações em um array por exemplo e recupera-las mais tarde de dentro do ServerMethods.

Antes de mais nada declare uma classe na unit ServerConteiner:

type
    TConexao = class
        IP: String;
        ClientPort: String;
        Protocol: String;
        AppName: String;
    end;

Depois disso, dentro do setor public do ServerContainer vamos criar uma variável para armazenar essas conexões, no caso será um TDictionary:

public
    ConnectionList: TDictionary<Integer, TConexao>;

Agora temos uma variável com alcance público, capaz de armazenar a informação de todas as conexões necessárias. Precisamos criá-la no evento DataModuleCreate do ServerContainer:

procedure TServerContainer1.DataModuleCreate(Sender: TObject);
begin
    ConnectionList := TDictionary<Integer, TConexao>.Create;
end;

Com isso preparado, vamos fazer com que a procedure TServerContainer1.DSServer1Connect utilize essa variável:

procedure TServerContainer1.DSServer1Connect(
  DSConnectEventObject: TDSConnectEventObject);
var
    conexao: TConexao;
begin
    if ConnectionList.ContainsKey(TThread.CurrentThread.ThreadID) then
    begin
        ConnectionList[TThread.CurrentThread.ThreadID].IP := DSConnectEventObject.ChannelInfo.ClientInfo.IpAddress;
        ConnectionList[TThread.CurrentThread.ThreadID].ClientPort := DSConnectEventObject.ChannelInfo.ClientInfo.ClientPort;
        ConnectionList[TThread.CurrentThread.ThreadID].Protocol := DSConnectEventObject.ChannelInfo.ClientInfo.Protocol;
        ConnectionList[TThread.CurrentThread.ThreadID].AppName := DSConnectEventObject.ChannelInfo.ClientInfo.AppName;
    end
    else
    begin
        conexao := TConexao.Create;
        conexao.IP := DSConnectEventObject.ChannelInfo.ClientInfo.IpAddress;
        conexao.ClientPort := DSConnectEventObject.ChannelInfo.ClientInfo.ClientPort;
        conexao.Protocol := DSConnectEventObject.ChannelInfo.ClientInfo.Protocol;
        conexao.AppName := DSConnectEventObject.ChannelInfo.ClientInfo.AppName;
        ConnectionList.Add(TThread.CurrentThread.ThreadID, conexao);
    end;
end;

Armazenamos os valores dentro do TDictionary, e repare, antes de criar um novo registro vemos se ele já existe através da variável de localização global, que é a chave para esse dicionário TThread.CurrentThread.ThreadID.

Seria interessante também na desconexão remover esse registro para não ficar pesando em memória, logo o evento TServerContainer1.DSServerDisconnect ficaria:

procedure TServerContainer1.DSServerDisconnect(DSConnectEventObject: TDSConnectEventObject);
begin
    ConnectionList[TThread.CurrentThread.ThreadID].Free;
    ConnectionList.Remove(TThread.CurrentThread.ThreadID);
end;

Assim ao desconectar liberamos o objeto instanciado TConexao da memória através do método Free e em seguida removemos esse espaço do nosso dicionário. Poderiamos liberar a variável dicionário completamente da memória no evento DataModuleDestroy do ServerContainer1:

procedure TServerContainer1.DataModuleDestroy(Sender: TObject);
begin
    ConnectionList.Clear;
    ConnectionList.Destroy;
end;

Agora por fim para acessar os dados da sua unit ServerMethods basta adicionar no uses a unit ServerConteiner, e acessar o dicionário que é público, vejamos:

uses
    {unit já existentes...}, ServerConteiner;

{... declarações da unit ...}

function TServerMethods.ReverseString(Value: string): string;
begin
    // Acessando a seguir a informação para usar da forma que preferir.
    ServerContainer1.ConnectionList.[TThread.CurrentThread.ThreadID].IP;

    Result := System.StrUtils.ReverseString(Value);
end;

Seria basicamente isso, dessa forma você cria um caminho de passagem das informações de forma global no seu servidor de aplicação.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.