18

Estava fazendo uns testes e percebi que utilizar um ou outro, o resultado acaba sendo o mesmo. Fiz este código para exemplificar:

public class ParseToStringTest {

    public static void main(String[] args) {
        new ParseToStringTest().parseTest();
    }

    public void parseTest() {

        SomeObj o = new SomeObj();
        System.out.println(o.toString());
        System.out.println(String.valueOf(o));

    }

    class SomeObj {}
}

Rodando no ideone, o resultado que obtive foi:

Ideone$SomeObj@677327b6
Ideone$SomeObj@677327b6

Ou seja, o resultado foi idêntico.

Teria alguma diferença entre usar String#valueOf() ou Object#toString() para exibir uma representação do objeto em forma de String?

3 Respostas 3

11

Na documentação diz que "se o argumento é nulo é retornado null, caso contrário o valor retorna .toString". Segundo essa lágica, o String.valueOf(Object) imprime null enquanto o Object.toString() pode gerar um NullPointerException.

Um outro detalhe importante é que o valueOf é um método estático, já o toString é um método de instância e só pode ser chamado em um tipo de referência. No entanto, o valueOf talvez, digo talvez, seja mais flexível em relação ao toString(). Veja os tipos básicos do método estático valueOf, que pode ser invocado:

String   valueOf(boolean b) 
String   valueOf(char c) 
String   valueOf(char[] data) 
String   valueOf(char[] data, int offset, int count) 
String   valueOf(double d) 
String   valueOf(float f) 
String   valueOf(int i) 
String   valueOf(long l) 
String   valueOf(Object obj) 

Se tratando do toString(), sempre será necessário fazer a chamada de sua classe específica. Veja um exemplo:

Integer.toString(int i)   // inteiros
Float.toString(float f);  // flutuantes

Veja estes exemplos:

Exemplo 1:

public String doIt(float number) {

  return String.valueOf(number);
}

Exemplo 2:

public String doIt(float number) {

  return Float.toString(number);
}
16

Documentação da Oracle

if the argument is null, then a string equal to "null"; otherwise, the value of obj.toString() is returned.

Tradução:

Se o argumento é null, então temos uma string igual a "null"; Caso contrário, o valor de obj.toString() é retornado.

Traduzido em código seria:

public static String valueOf(Object obj) {
    return (obj == null) ? "null" : obj.toString();
}

No caso de um Object#toString, se a instância é null um NullPointerException será lançado. Não deve haver uma diferença exceto para uma invocação de método adicional, ou seja, são praticamente a mesma coisa.

  • 1
    Um é a prova de NPE, o outro não: pt.stackoverflow.com/questions/208388/… – Jefferson Quesado 29/05/17 às 15:28
  • 1
    @JeffersonQuesado você diz NullPointer? Acha que deveria acrescentar? – Marconi 29/05/17 às 16:07
  • 1
    Mania: NullPointerException vulgo NPE pelas iniciais. Acho que você deveria botar isso na diferença entre os dois jeitos de transformar objeto em string – Jefferson Quesado 29/05/17 às 16:08
  • 1
    Afinal, ser protegido contra exceção eu creio que seja uma real diferença – Jefferson Quesado 29/05/17 às 16:09
  • 1
    @JeffersonQuesado adicionado. Estou de acordo com você. Obrigado :) – Marconi 29/05/17 às 16:10
12

Quase nenhuma. Existe uma indireção adicional no String.valueOf, que é a checagem se o parâmetro é nulo ou não.

Parafraseando a documentação de String.valueOf:

O método vai checar se o objeto é nulo e, se ele for, é retornada a string "null", caso contrário será feita a chamada de .toString() do objeto.

Em código, o valueOf é, basicamente:

public static String valueOf(Object obj) {
    return obj == null ? "null" : obj.toString();
}

Ainda existem classes que implementam uma versão estática de toString() (como a Integer ou Arrays, por exemplo), isso serve, principalmente, para que estas classes possam trabalhar numa versão alternativa da representação do objeto como string, permitindo parâmetros adicionais ou uma implementação personalizada independente do .toString() original.

Isso fica bem claro na classe Integer, onde existe um overload que é possível definir qual a base que o número será mostrado.

Integer number = 15;

System.out.println(Integer.toString(number, 10)); // 15   (decimal, base 10)
System.out.println(Integer.toString(number, 2));  // 1111 (binário, base 2)
System.out.println(Integer.toString(number, 16)); // f    (hexadecimal, base 16)

Veja este exemplo funcionando no repl.it.

Então, o mais indicado é usar String.valueOf quando o objeto pode ser nulo, noutros casos, pode-se usar tranquilamente o .toString().

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies