4

Quando se trata de atualização de banco de dados em um projeto, sempre percebo o termo Migrations sendo usado para manter a atualização do banco entre os envolvidos em um determinado projeto.

Também já me deparei com o termo seed ou seeder quando se trata de inserção de dados para teste.

Eu tenho pouco conhecimento sobre tais termos, e gostaria de me aprofundar.

  • O que é uma migration?
  • O que é um seeder?
  • Seeder e Migration podem fazer a mesma coisa, ou são sempre coisas diferentes?
7

O que é uma migration?

Neste contexto específico, migration é a definição que se dá ao gerenciamento de mudanças incrementais e reversíveis em esquemas (estrutura) de banco de dados. Isso permite que seja possível ter um controle "das versões" do banco de dados.

As migrations são executadas sempre que for necessário atualizar a estrutura do banco ou reverter as alterações para uma migration antiga.

Não necessariamente cada migration é uma atualização no banco de dados, a forma mais comum é uma atualização fazer uso de várias migrations.

É algo muito usado no desenvolvimento de software ágil, onde geralmente o desenvolvimento da aplicação é feito em conjunto com um banco de dados que está em construção. Assim, a estrutura da base de dados vai sendo alterada em conjunto com o desenvolvimento.

O que é um seeder?

Como o próprio nome diz, um seeder é um semeador. Neste contexto específico serve para alimentar a base de dados com dados.

Geralmente é usado para popular a base com dados padrões, necessários pro funcionamento correto da aplicação.

Por exemplo: você desenvolve uma aplicação que só pode ser acessada por usuários autenticados, quando esta publicação for publicada pela primeira vez, a estrutura do banco de dados vai ser criada. Como será possível acessar a aplicação para criar o primeiro usuário? Bem, existem várias maneiras de se lidar com isso, o seeder é uma delas (ótima maneira, na minha opinião. Diga-se passagem).

Seeder e migration podem fazer a mesma coisa, ou são sempre coisas diferentes?

Embora relacionadas, elas não tem nada a ver. Seeder faz uma coisa, migration faz outra.

Dependendo da ferramenta/framework que estiver usando, uma migration específica pode conter um seeder específico, mas tenha em mente que a migration atualiza a estrutura da base de dados, enquanto o seeder serve para popular a base.

  • Muito boa a explicação. Melhor impossível +1 – Wallace Maxters 26/05/17 às 12:22

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.