6

Eu sei que é possível separar funções em outros arquivos no Node, chamados módulos, da seguinte maneira:

servidor.js

var http = require("http");
var servidor = http.createServer();
var porta = 3000;

var corpo = require("./modulo-corpo.js");

servidor.on("request", function (request, response) {
    var resposta = corpo.getCorpo();
    response.writeHead(200, {
        "Content-Type": "text/plain",
        "Content-Length": resposta.length
    });
    response.end(resposta);
});

servidor.listen(porta, function () {
    console.log("servidor da bete, rodando na porta " + porta);
});

modulo-corpo.js

var n = 0;
exports.getCorpo = function() {
    return "bete beijou " + ++n + " bebados barrigudos bebendo bebidas baratas";
}

Gostaria de saber quais os recursos disponíveis para organização do código no Node.

Um exemplo prático do que eu imagino seria acessar a variável n do módulo corpo, como se ela tivesse sido declarada no arquivo servidor.js.

O intuito é organizar o código, fazendo, por exemplo, um módulo só com variáveis, outro só com rotas, etc., para que ele seja mais fácil de ser tratado/alterado/expandido no futuro.

4
+50

Da maneira como está o n é inacessível a outros módulos e n comporta-se como variavel privada do módulo. Isso é muito útil em muitos casos.

Se quiseres consultar o n tens de fazer um getter que poderia ser assim:

var n = 0;
exports.getCorpo = function() {
  return "bete beijou " + (++n) + " bêbados barrigudos bebendo bebidas baratas";
}
Object.defineProperty(exports, 'n', {
  get: function() {
    return n;
  }
});

Assim o módulo fica com uma propriedade n que vai buscar o valor real de n sem poder ser sobrescrito.

Se quiseres manipular o n podes fazer um setter também:

Object.defineProperty(exports, 'n', {
  get: function() {
    return n;
  },
  set: function(valor) {
    n = valor;
  }
});

Fiz um exemplo online que podes fazer download e testar (link). A ideia é:

ficheiro: server.js

const http = require('http');
const express = require('express');
const app = express();
const variaveis = require("./variaveis");
const rotas = require("./rotas")(app);

const server = app.listen(process.env.PORT || 3000, function(){
    const host = server.address().address;
    const port = server.address().port;
    console.log('App listening at http://%s:%s', host, port);
});

ficheiro: variaveis.js

let contador = 0;

const variaveis = Object.create(Object.prototype, {
  carregamento: { // data em que o servidor começou a correr
    writable: false,
    configurable: false,
    value: new Date() 
  },
  contador: {
    configurable: false,
    get: function() { return contador++ },
    set: function(valor) {
      contador = valor;
    }
  }
});

module.exports = variaveis;

ficheiro: rotas.js

const variaveis = require("./variaveis");
module.exports = (app) => {
    app.use('/', (req, res) => {
       res.end('O contador esta em: ' + variaveis.contador); 
    });

    app.use(function(req, res, next){
        console.log(req.originalUrl);
    });
}

Com esta estrutura é possivel a qualquer ficheiro saber o valor de contador assim como mudar o seu valor de fora do ficheiro onde essa variável está inserida.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.