4

Estou estudando especificamente uma implementação de WebWorker, e não entendi muito bem a diferença entre WebWorker e Async no JavaScript, considerando que o WebWorker me dá uma solução assíncrona com uma organização de código (a meu ver) mais bem feita.

  • No momento estou sem tempo pra postar uma resposta aqui @Bruno, mas comecei a estudar por esse link e achei muito bom, vale a pena conferir. No mais assunto muito interessante +1 – Marconi 27/04/17 às 14:41
  • Marconi, este link é interessante. Eu já tinha lido ele. Porém não me esclarece bem sobre a pergunta em si. – Bruno Heringer 28/04/17 às 12:19
  • Bruno tentei explicar da melhora maneira possível, caso você ainda tenha alguma dúvida adicione um comentario a minha resposta. Que tento melhorar a resposta. – Marconi 28/04/17 às 14:33
4

Ambos são um tanto similares.

Funções assíncronas só são possíveis quando usadas com um das seguintes opções:

Webworkers também fazem parte desta lista, mesmo que eles não são pertencentes à mesma categoria.

A principal diferença entre todos eles é o acesso aos recursos. Usando XMLHttpRequest você trocar dados entre cliente e servidor de forma assíncrona usando o mesmo fio.

Devido à má utilização de hardware de processador multi-núcleo surgiram os Webworkers para a programação paralela. O acesso à memória está limitado aos dados que estão sendo trocados com eles. Eles são executados em segmentos separados e a interface do usuário está disponível para outras atividades.

Workers não podem acessar o DOM para ler ou modificar o documento HTML. Além disso, eles não podem acessar quaisquer variáveis ​​globais ou funções JavaScript dentro da página principal. O acesso a alguns objetos, incluindo a janela, o documento são restrito.

Ilustração:

inserir a descrição da imagem aqui

Nota: Caso queira aprofundar mais em WebWorkers, recomendo a leitura deste artigo:

O artigo tem um passo a passo bem auto explicativo de como criar uma requisição assíncrona com WebWorkers.

Na documentação da W3C, tem um exemplo de um contador.

Javascript

var w;

function startWorker() {
    if(typeof(Worker) !== "undefined") {
        if(typeof(w) == "undefined") {
            w = new Worker("demo_workers.js");
        }
        w.onmessage = function(event) {
            document.getElementById("result").innerHTML = event.data;
        };
    } else {
        document.getElementById("result").innerHTML = "Sorry, your browser does not support Web Workers...";
    }
}

function stopWorker() { 
    w.terminate();
    w = undefined;
}

O arquivo "demo_workers.js" deve estar em um arquivo separado, pelo fato de serem executados em sequência isolada.

demo_workers.js

var i = 0;

function timedCount() {
    i = i + 1;
    postMessage(i);
    setTimeout("timedCount()",500);
}

timedCount();

inserir a descrição da imagem aqui

Fonte:

  • Marconi, para fechar com chave de ouro, poderia dar um exemplo (mesmo que seja conceitual) de quando utilizar WebWorkers e quando utilizar XMLHttpRequest? – Bruno Heringer 28/04/17 às 16:49
  • @BrunoHeringer Use Workers quando for disparar scripts de longa duração para executar tarefas muito dispendiosas.Já o Async para coisas mais simples. A um tempo atrás eu fiz uma pergunta sobre Qual a diferença entre comunicação assíncrona e síncrona? – Marconi 28/04/17 às 17:03

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.