0

Este é um pedaço do html:

<tr ng-repeat="projeto in projetos">
    <td>{{projeto.name}}</td>
    <td>{{projeto.status}}</td>
  </tr>

O mesmo utiliza um controller que faz a seguinte função

$http.get('system/project/listProjectsPerUser')
.then(function (response){
    if(response.data.success){
        $scope.projetos = response.data.projects;
        console.log($scope.projetos);
    }
    else{
        console.log('Erro');
    }
});

Minha dúvida é a seguinte, se seria interessante colocar esse html como diretiva e utilizar a própria diretiva para realizar a mesma função do controller, de preencher o array projetos e exibir o html.

2

Vai depender do seu contexto, mas de modo geral, não, pois toda vez que a diretiva for renderizada, ela irá executar a chamada $http. Muitas vezes a informação não muda constantemente de modo que precisamos toda hora refazer a chamada. Mas se for o caso de necessitar atualizar em u intervalo de tempo curto, ainda assim esse é o trabalho de um service, não de u controller, directive ou component.

Primeiramente, o ideal seria usar component ao invés de directive para seguir os novos padrões de Angular (2, 3, 4...). Depois, você deve executar as chamadas $http e, posteriormente, armazenar as informações em um service. Depois, em seu component você apenas solicita os dados ao service e exibe.

Deste modo, o seu component pode tranquilamente ter o HTML internamente.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.