14

Noto que existe uma diferença entre atualizar ou aplicar um atributo data utilizando o método de jQuery .attr() e o método .data().

Os exemplos em baixo apresentados podem ser vistos neste JSFiddle.

  • Aplicar valor a atributo não existente

    Se aplicar o valor através do método .attr() e depois alterar o mesmo através do método .data(), o resultado ao recolher o valor varia em conformidade com o método utilizado para aplicar o mesmo:

    <div id="myBanana"></div>
    
    • Aplicar

      // utilizando .attr()
      $( "#myBanana" ).attr( "data-fail", "no banana" );
      
      // utilizando .data()
      $( "#myBanana" ).data( "fail", "no monkey" );
      
    • Recolher

      // utilizando .attr() da "no banana"
      console.log( $( "#myBanana" ).attr( "data-fail" ) );
      
      // utilizando .data() dá "no monkey"
      console.log ( $( "#myBanana" ).data( "fail" ) );
      
  • Aplicar valor a atributo existente

    Se o atributo já existir no elemento, ao recolher o mesmo com qualquer um dos métodos, recebo o valor existente.

    Após realizar uma alteração ao valor, dependendo do método utilizado, o valor aplicado só é corretamente recolhido se utilizar o mesmo método para o obter:

    <div id="myMonkey" data-fail="banana"></div>
    
    • Recolher

      // utilizando .attr() dá "banana"
      console.log( $( "#myMonkey" ).attr( "data-fail" ) );
      
      // utilizando .data() dá "banana"
      console.log ( $( "#myMonkey" ).data( "fail" ) );
      
    • Alterar

      // utilizando .attr()
      $( "#myMonkey" ).attr( "data-fail", "No banana" );
      
      // utilizando .data()
      $( "#myMonkey" ).data( "fail", "More banana" );
      
    • Voltar a recolher

      // utilizando .attr() dá "No banana"
      console.log( $( "#myMonkey" ).attr( "data-fail" ) );
      
      // utilizando .data() dá "More banana"
      console.log ( $( "#myMonkey" ).data( "fail" ) );
      

    Ao início ambos os métodos foram recolher o mesmo valor que já se encontrava presente no atributo data, mas após alterar esse valor, tenho que usar o mesmo método para aplicar e recolher valores ou os resultados divergem.

Torna-se óbvio que o facto do atributo se chamar data-*, não está diretamente relacionado com o método .data() mas sim com o método .attr().

Além disso ambos os métodos parecem interagir com o atributo data até um certo ponto, mas cada um tem a sua forma de guardar novos valores atribuídos.

Ao analisar o que acontece-se em termos de manipulação do DOM, também são visíveis diferenças substâncias causadas pelo uso de cada um dos métodos:

Captura de Tela

O método .attr() efectivamente está a atualizar o valor do atributo data enquanto que o método .data() não mexe no valor do atributo, estando sim a anexar ao elemento um identificador com o respetivo valor.

Pergunta

Qual a diferença entre o método .attr() e o método .data() em termos de utilização, finalidade e impacto no elemento, para fazer uso da atribuição de dados arbitrários que o HTML5 disponibiliza ?

11

Os dois métodos são completamente diferentes

.data()

O .data() foi criado com a finalidade de se associar dados arbitrários a um elemento do DOM. Na verdade, esse método é uma interface para o $.data, que faz parte do core do jQuery.

Os dados são armazenados em um objeto interno, e lá são associados ao elemento do DOM em questão. Os dados não ficam pendurados diretamente no objeto que representa o elemento. Isto fica bem claro se você olhar o código-fonte. Com a consolidação dos atributos data- no HTML5*, o .data() passou a ler o atributo do HTML caso não encontre uma chave equivalente.

Portanto, não considere o .data como um método para se lidar com atributos data-. Ele é mais do que isso. Além do mais, ele possui duas diferenças fundamentais (uma delas você apontou na pergunta):

  1. Ao escrever dados com .data(), o atributo data- correspondente não é afetado
  2. Se o nome do seu atributo contém underscores ou hífens, o .data() aplica camelCase no nome antes de usá-lo como chave interna.

.attr()

O .attr() é dedicado a trabalhar com atributos. Ele sempre vai ler de um atributo e escrever em um atributo, ou seja, modifica o DOM, ao contrário do .data(). Pessoalmente, é meu método preferido para lidar com atributos data-, especialmente por não alterar os nomes com camelização como faz o .data().


* Não tenho tanta certeza sobre a cronologia aqui

7

A principal razão para esse comportamento foi explicada na respsta do @bfavaretto (diferença entre os dados arbitrários mantidos pelo jQuery e os atributos data-*), mas ainda que o jQuery não fizesse nada de especial com o data, ele ainda não se comportaria da forma esperada.

Citando uma resposta no SOEN:

Um elemento DOM é um objeto, uma coisa na memória. Como a maioria dos objetos na POO, ele possui propriedades. Ele também, separadamente, tem um mapeamento dos atributos definidos no elemento (em geral vindos do markup que o browser leu para criar o elemento). Algumas das propriedades do elemento ganham seu valor inicial a partir dos atributos com o mesmo nome ou nome similar (value ganha seu valor inicial do atributo "value"; href ganha seu valor inicial do atributo "href", mas não é exatamente o mesmo valor; className do atributo "class"). Outras propriedades ganham seus valores iniciais de outras maneiras: Por exemplo, a propriedade parentNode ganha seu valor baseado em qual é seu elemento pai; um elemento sempre tem uma propriedade style, independentemente de se ele tem um atributo "style" ou não.

Versões anteriores do jQuery misturavam atributos com propriedades, resultando em comportamentos estranhos. A partir da versão 1.6 separou-se o método attr do prop (não sem uns acidentes no percurso...), de modo que conceitualmente não faz muito sentido se continuar usando attr - já que na grande maioria dos casos o que se quer é prop. Até a versão 1.9 ainda mantinha-se esses dois métodos sincronizados, por questões de compatibilidade, mas a partir daí eles foram separados de vez.

Considere o seguinte markup:

<input value="foo">

E o seguinte JavaScript:

$("input").prop("value", "propriedade");
$("input").attr("value", "atributo");

Qual será o valor da caixa de texto ao final da execução? Se você executar isso no jQuery 1.8, será "atributo" (pois ele foi atribuído por último, e tanto faz usar attr ou prop). Se você usar o 1.9, será "propriedade" (pois o attr só modificou o markup, o objeto DOM continuou inalterado). Exemplo 1, Exemplo 2.

Desse modo, não espere que o attr se mantenha atualizado conforme os elementos no DOM mudam, use-o apenas se quiser obter o estado inicial dos mesmos (i.e. o que veio escrito no markup).


Atualização: o comportamento do .data hoje é bem diferente do que eu me lembrava. Fiz uns testes adicionais, e agora posso entender como ele funciona:

  • Se não existe um valor atribuído programaticamente através do método .data(chave, valor), então ele usa o valor do atributo data-chave.
    • Isso vale tanto para a ausência de atribuição quanto para a remoção desse valor.
  • Se existe, ele usa o valor atribuído - ignorando o atributo.
  • Não há propriedade data-chave, dataChave, etc.

Exemplo:

<div id="teste" data-foo="10">
$("#teste").data("foo"); // 10

$("#teste").data("foo", 20);
$("#teste").data("foo"); // 20

$("#teste").attr("data-foo", 30);
$("#teste").data("foo"); // ainda 20

$("#teste").removeData("foo");
$("#teste").data("foo"); // 30
  • Interessante, em suma o método .attr() dá-nos o valor presente na markup, o .data() dá-nos o valor da markup quando não existe nenhuma atribuição após o carregamento da página, ou o valor atual se já alterado! O .prop() a partir da versão 1.9 do jQuery assume o mesmo comportamento do método .data(), entendi bem? – Zuul 15/01/14 às 1:30
  • @Zuul na verdade estou confuso, depois que postei a resposta fiz mais uns testes e reparei que o data mudou completamente o seu comportamento (conforme o bfavaretto falou, isso foi depois que o HTML5 consolidou os atributos data-*). Ainda não tenho muita certeza de como ele se comporta. Mas de qualquer forma, a ideia que quis passar nessa resposta foi que o attr se refere ao texto do markup, e o prop se refere a uma propriedade (campo, membro) do objeto no DOM. – mgibsonbr 15/01/14 às 1:35
  • 1
    Excelente explicação do attr. Detalhe: se você definir/alterar o valor de um atributo com attr, e depois tentar lê-lo novamente com attr, o valor lido será o novo. Portanto, o attr não lê somente o valor inicial, ele simplesmente combina getAttribute e setAttribute. – bfavaretto 15/01/14 às 1:43
  • 1
    @bfavaretto Correto! Mas o importante é que a propriedade não é afetada por essa alteração. Ex.: digite "teste" na caixa de texto; use o código $("input").attr("value", "foobar"); depois desse código, se você olhar pra caixa de texto verá que seu valor ainda é "teste". Se você usar um form submit sem JavaScript, o valor passado ainda será "teste". Ou seja, mesmo havendo correspondência entre o attr do jQuery e os getAttribute e setAttribute do DOM, não há correspondência entre os mesmos e a propriedade em si. – mgibsonbr 15/01/14 às 1:54
  • 1
    Interessante, parece ser um caso especial de forms. Testei com rel e href (que acredito serem propriedades), e alterar o atributo também alterou a propriedade (jsfiddle.net/LD3GX). – bfavaretto 15/01/14 às 2:10

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.