11

Vi que erros gerados em ambiente de produção resultam em grandes problemas, principalmente quando se tem uma aplicação relacionada à dinheiro e/ou senhas, mas também devido a privacidade das informações.

  • Em ambiente de produção, tudo já hospedado, funcionando com pessoas reais, os erros gerados devem ser desabilitados? Através do comando:
<?php
error_reporting(0);
ini_set(“display_errors”, 0 );
?>

Uma vez que podem ser gerados problemas, com senhas de banco, de outros websites e assim infinitamente, desabilitar os erros é a melhor alternativa?


Como dito nos comentário, exatamente

  • Como eu poderia não exibir a mensagem de erro e sim criar logs de erros, então redirecionar o usuário para a página anterior, informando "Ocorreu um erro"?
  • 2
    Em produção o melhor é não exibir nenhuma mensage de erro ou informação sobre o sistema/tecnologia/framework/plataforma etc para não fornecer nenhum detalhe para um possível atacante. – rray 7/04/17 às 20:04
  • 2
    Acho que não se pode mostrar informação possivelmente perigosa, mas isso não impede que você tenha logs bem escondidos e descritivos sobre erros :) – Artur o Templário 7/04/17 às 20:34
  • @GuilhermeNascimento você pergunta sobre: É necessário usar o ini_set('display_errors', 0);? O error_reporting(0); já não é o suficiente? enquanto que eu pergunto se: Uma vez que podem ser gerados problemas, com senhas de banco, de outros websites e assim infinitamente, desabilitar os erros é a melhor alternativa? – UzumakiArtanis 8/04/17 às 19:44
  • 1
    @SauldaSilvaRolim veja a edição pt.stackoverflow.com/a/195941/3635 eu também reabri a pergunta. – Guilherme Nascimento 8/04/17 às 20:46
  • 1
    Quando o programador está criando o sistema em servidor Local, é necessário que a os erros estejam habilitados, para que com isto o mesmo possa corrigi-lo, por outro lado, quando temos um sistema já pronto e hospedado, é a melhor opção ocultar todas as mensagens de erros, pois se um usuário mal intencionado pegar este erro, poderá utilizar o mesmo contra o próprio sistema, causando assim uma grande dor de cabeça. – Félix 8/04/17 às 20:56
8

Nunca use error_reporting(0);, isto afeta mais do que exibir os erros, ele afeta os logs salvos, o que não é uma boa ideia, use apenas o:

ini_set('display_errors', 0);

Isto já irá evitar dos erros serem exibidos ao usuário e o máximo que ele irá obter é o "500 Internal Error Server'

Uma configuração ideal para o error_reporting seria:

error_reporting(E_ALL & ~E_NOTICE & ~E_STRICT & ~E_DEPRECATED);

Isto fará com que todos os erros sejam salvos no log (se estiver habilitado o tal log), exceto as notificações, erros do tipo strict, erros de uso e erros de funções, classes ou funcionalidades descontinuadas.

Mais detalhes nesta resposta: Por que usar error_reporting com display_errors e display_startup_errors?

Para desenvolvimento recomendo habilitar tudo mesmo, afinal é desenvolvimento:

ini_set('display_errors', 1);
error_reporting(E_ALL|E_STRICT);

Note que nas versões modernas do PHP apenas E_ALL é o suficiente, o uso de E_ALL|E_STRICT foi mais por retro-compatibilidade.

Em produção no php.ini você pode configurar os logs de erro setando assim:

error_log = /home/user/php/logs.txt

Não há problema algum em fazer isto em ambientes de homologação e desenvolvimento, já que existem página que podem ser requisitadas via Ajax e você pode não conseguir notar o erro quando estiver desenvolvendo.

Note também que em alguns servidores compartilhados geralmente não tem como alterar o error_log =, mas geralmente ele já esta habilitado e usando o echo ini_get('error_log'); (não vá exibir para o usuário :)) você pode pegar o local aonde foi salvo e talvez por SSH ou SFTP baixar o log diário gerado.

Um outro exemplo de como captar os logs como citei em https://pt.stackoverflow.com/a/34818/3635, seria usando set_error_handler combinado com register_shutdown_function, você poderia usar isto para enviar um erro para um e-mail, ou algo assim.

De qualquer forma eu diria que o ideal é corrigir o máximo de erros possíveis e testar bem o sistema antes de enviá-lo para produção e se houver algum erro que não foi possível detectar o log deverá informar apenas a ti.


Como exibir erros de forma amigável

... como eu poderia não exibir a mensagem de erro e sim criar logs de erros, então redirecionar o usuário para a página anterior, informando "Ocorreu um erro"?

No geral entre exibir ou não é o menor dos problemas ao meu ver, a questão é o sistema falha e ocasionar uma série de efeitos colateiras em cascata, por exemplo gerar registros inválido/incompletos no banco, como disse o ideal é tratar tudo que for possível, por exemplo usando mysql com innodb (myisam não suporta isto) você tem o rollback:

if (!mysqli_query($link, 'INSERT ... xyz...')) {
    die('Erro ao inserir xyz');
}

if (!mysqli_query($link, 'UPDATE... status...')) {
    die('Erro ao atualizar status');
}

if (!mysqli_query($link, 'UPDATE... chat...')) {
    die('Erro ao atualizar chat');
}

Supondo que a ultima query falhe, mas ela é importante, você teria atualizações em status e em xyz que não deveria haver, pois o sistema falhou, agora se usar:

/*Desativa o autocommit*/
mysqli_autocommit($link, false);

if (!mysqli_query($link, 'INSERT ... xyz...')) {
    die('Erro ao inserir xyz');
}

if (!mysqli_query($link, 'UPDATE... status...')) {
    mysqli_rollback($link); //Desfaz
    die('Erro ao atualizar status');
}

if (!mysqli_query($link, 'UPDATE... chat...')) {
    mysqli_rollback($link); //Desfaz
    die('Erro ao atualizar chat');
}

mysqli_commit($link);

Ele só fara o commit se tiver passado por todos ifs, claro que isso é um exemplo bem simplório, outra situação é que as pessoas costumam sempre pegar dados de $_GET e $_POST sem checar, fazendo simplesmente isto:

$nome = $_POST['nome'];
$email = $_POST['email'];

Quando poderiam fazer isto (é apenas um exemplo):

$nome = $_POST['nome'];
$email = filter_input(INPUT_POST, 'email', FILTER_VALIDATE_EMAIL);

if (!validaNome($nome)) { //Função "teórica"
     die('Dados do formulário vazio');
}

if (!$email) {
     die('Dados do formulário vazio');
}

Estes seriam alguns exemplos, o die é opcional, no caso eu acho complicado o uso dele quando depende do layout, você poderia agrupar os erros e envia-los no final, mas isto é questão de experiencia e de como o teu sistema foi projetado. Agora sobre erros no script que não tenham haver diretamente com "lógica" ou dados perdidos, ou seja os erros FATAIS e de PARSE, como eu disse deveriam ser coisas que você deve checar sempre no desenvolvimento, mas claro que entendo que isto pode volta e meia ocorrer, no caso você poderia usar o set_error_handler e o register_shutdown_function combinados para exibir uma mensagem fixa no topo ou se usar ob_start poderia gerar uma página de erro sem mais nada (note que ob_start pode elevar o consumo do servidor, o que pessoalmente eu não acho uma boa ideia, eu só o citei como um exemplo, existe outras maneira de fazer isto), por exemplo:

  • crie um global.php

    <?php
    ob_start(); //Inicia o buffer
    
    function handleErrors($errno, $errstr, $errfile, $errline, $details = null) {
        static $log; //Variavel static para detectar erros repetidos
    
        if (isset($loggers) === false) {
             $log = array();
        }
    
        $localizacao = $errfile . ':' . $errline;
    
        if (in_array($localizacao, $log)) {
             return true;
        }
    
        $localizacao[] = $localizacao; //Salva o erro para evitar ser eviado mais de de uma vez
    
        $msg = 'Erro ' . $errstr .
               ' no arquivo: ' . $errfile .
               ' na linha: ' . $errline;
    
        error_log($msg, 1, 'email@servidor.com');
    
        ob_end_clean(); //Limpa o buffer
    
        require 'erroamigavel.php';
    
        return true; //Não executa o "handler interno" do PHP
    }
    
    set_error_handler('handleErrors', E_ALL & ~E_NOTICE & ~E_STRICT & ~E_DEPRECATED);
    
    register_shutdown_function(function () {
         $error = error_get_last();
         $type = $error['type'];
    
         if (!in_array($type, array(E_NOTICE, E_STRICT, E_DEPRECATED))) {
             handleErrors($type, $error['message'], $error['file'], $error['line']);
             );
         }
    });
    
  • Inclua este global.php em todos arquivos no começo assim:

    <?php
    require_once 'global.php';
    

    Note que se o arquivo que você incluiu tiver um erro de PARSE o global.php provavelmente não irá funcionar

  • E depois crie um arquivo chamado erroamigavel.php com o conteúdo que desejar para exibir ao usuário, por exemplo:

    <!DOCTYPE html>
    <html>
    <head>
        <title>Erro</title>
    </head>
    <body>
        <h1>Ouve um erro na página</h1>
        <p>Os administradores já foram notificados e estão trabalhando para corrigir</p>
    </body>
    </html>
    

    note que é tudo exemplo, não é algo que será copiar e colar, eu mesmo não sou "fã" de ob_start() pelo motivo que já citei, só o uso se necessário mesmo é possível fazer de outras maneiras, mas depende muito de como seu sistema foi criado, no meu framework pessoal por exemplo eu consigo fazer algo assim sem precisar de ob_start().

  • @SauldaSilvaRolim Otimo, só estou em duvida que função é esta chamada msglog, seria uma função de um framework? – Guilherme Nascimento 27/04/17 às 19:21
  • Não foi usuário que saiu não! eu não consigo ver esse voto quando visualizo o positivos e negativos. – Virgilio Novic 10/10/17 às 20:02
  • 1
    @GuilhermeNascimento você disse que recebeu um voto negativo, mas, ele não aparece aqui na sua pontuação! – Virgilio Novic 10/10/17 às 20:03
  • 1
    Mas, para ele desfazer isso a sua pergunta tem que ser editada ou estou enganado @GuilhermeNascimento ? – Virgilio Novic 10/10/17 às 20:05
  • @Stormwind deve ser, no painel consta: desfazer o voto o favor, foi viagem da minha mente maluca :P – Guilherme Nascimento 10/10/17 às 20:07
3

E recomendado que seja desabilitado, nem um erro deve ser exposto ao usuário, pois falhar no seu sistema podem acabar sendo demostrada, os erros devem ser tratado na aplicação e mostrado sempre telas amigáveis ao usuário.

Obs: isso é apenas uma recomendação e uma boa prática, ficando ao seu critério o que realmente será feito no seu servidor de produção.

Log é essencial para que você possa capturar todos os erros e pode tratar posteriormente.

-3

sim deve ser desabilitado, pois uma pessoa mal intencionada pode se aproveitar de uma falha e conseguir acesso ao bancos de dados e assim pegar informações de seus clientes e os erros que aparecem nada mais são de variáveis que não estão sendo utilizada, mas também podem aparecer vulnerabilidades no sistema que pode resultar em uma perda grande financeira e entre outros motivos devem ser desabilitados sim no ambiente de produção após estar tudo funcionando corretamente.

-3

Respondendo a pergunta do EDIT, você deveria usar blocos try/catch e exceptions, estou meio enferrujado no php mas se não me engano não é tão dificil e já ouvi dizer que no php7 ficou mais fácil ainda, portanto o correto é sempre "tratar o erro" e para tratar o erro voce deve capturá-lo, logo temos que o mais correto é: prever quais pontos podem dar erro e criar exceptions e blocos try/catch para tratar esses erros, obviamente nem todos os erros serão identificados logo de primeira, mas o ideal é tentar atingir o maior numero de cenários. Ex: No cadastro de um usuário o campo nome não pode ser vazio. Você criar uma exception por exemplo NomeNaoVazioException e dispara ela caso o nome seja vazio: nome == vazio? trhow NomeNaoVazioException e na hora de setar ou na hora de salvar voce faz um try/catch

try
{
    //tenta salvar o usuario
}
catch(NomeNaoVazioException $e)
{
    //trata o erro enviando o ator para a tela anterior com mensagem de erro
}
  • 2
    Acho essa opção horrível. Usar try/catch especificamente não quer dizer que você tratou os erros. Em casos de variáveis que não tenham índices, um simples if com isset resolveria. Mas o problema vai mais além de simplesmente "reforçar as verificações". Toda aplicação tem bug, então é melhor sempre deixar a exibição de erros desabilitada. – Wallace Maxters 10/04/17 às 15:41
  • 1
    Só pra ver se entendi, você está desestimulando o uso do try/catch ? E ao invés disso está estimulando o uso de if/else ? Obviamente que apenas try/catch Nao garante que foram eliminados erros porém dizer que acha horrível usar esse artifício e meio pesado, se tu não usa, como então trata fluxos de excessão nas tuas aplicações? – Victor Hartur de Carvalho 12/04/17 às 21:12
  • 2
    Não​ disse que desaprovo, mas usar isso pra tudo é fazer mal uso do recurso. Existem várias formas de tratar o erro (no PHP inclusive são inúmeras ocasiões diferentes para poder tratar). Eu acho horrível vender a ideia de que try\catch resolva tudo em PHP, porque isso não é verdade. – Wallace Maxters 12/04/17 às 21:45

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.