1

Necessito criar um aplicativo que seja a fonte de comunicação entre diversos outros aplicativos com o banco de dados, ou seja, outros aplicativos farão requisições para esse aplicativo que será criado, e ele terá o dever de se relacionar com o banco de dados e enviar o resultado para o aplicativo que fez a requisição.

Então pensei em criá-lo em alguma outra linguagem que não seja C++ (pois é a que mais tenho conhecimento até o momento) no intuito de aprender uma nova linguagem. Então pergunto: quais critérios devo analisar na hora de escolher uma linguagem para a criação de um novo aplicativo?

Outra coisa que tem me deixado bastante preocupado é o impacto que pode causar usar uma linguagem que possui o desempenho inferior a C++. Eu penso da seguinte forma: quanto maior o desempenho, melhor. Então, se um código em C++ demora uns 0,013ms para ser concluído, qual vantagem teria eu e meu aplicativo em usar outra linguagem que pode demorar 2,085ms ou até mais? E em servidores de jogos online, por exemplo, MMORPG que possui todo um sistema de subir de nível, PvP e etc. Essa demora na execução dos códigos poderia interferir na jogabilidade dos usuários?

fechada como principalmente baseada em opiniões por Daniel Omine, rubStackOverflow, Lucas Costa, Renan, Anderson Carlos Woss 21/04/17 às 0:41

Várias perguntas boas geram algum grau de opinião com base na experiência de especialistas, mas as respostas a esta pergunta tenderão a ser quase que completamente baseadas em opiniões e não em fatos, referências ou experiência específica. Conheça as regras na central de ajuda e edite a pergunta para que fique adequada.

3

Sobre a performance seria bom entender que o que dá performance são bons algoritmos, as estruturas de dados corretas, a implementação adequada. Um bom programador pode fazer algo mais rápido em outra linguagem do que um programador ruim pode fazer em C++.

Na verdade a chance de um programador ruim fazer algo terrível em C++ e nem se dar conta é maior que ele fazer algo tão ruim em uma linguagem mais simples, mais alto nível. Digo mais, tem uma chance razoável de um programador ruim fazer em uma linguagem simples e boa algo quase comparável a um programador razoavelmente bom em C++, pelo menos em alguns pontos.

C++ não dá mais performance automaticamente. Ela permite mais performance se tudo for feito certo. Em alguns casos para fazer certo e ter a melhor performance em C++ dá muito trabalho.

Nem tudo precisa desta performance toda, então é um erro perseguir uma feature desta forma.

Na verdade precisaria até definir melhor o que é performance. Só no texto desta pergunta tem pelo menos duas definições diferentes de performance e provavelmente não se deu conta disto.

Um programador bom fará qualquer linguagem ser rápida para o que ele precisa a não ser que realmente não tenha jeito, mas aí ele terá subsídios para definir que ela não serve.

Linguagens não possuem velocidade, elas possuem mecanismos que ajudam muito ou pouco a ter velocidade, se usados da maneira correta.

Claro que a demora pode afetar a jogabilidade. Mas tem um monte de outra coisa que pode afetar mais. E sinceramente não sei se a linguagem mai lenta consegue ser 200X mais lenta que C++ na maioria das coisas. Tem linguagens serão mais rápidas em alguma coisa.

Claro que linguagens dinâmicas provavelmente estão fora de cogitação porque elas possuem uma diferença grande de performance em muitas operações.

Mas se quer fazer algo em um browser, no momento a única opção é JavaScript.

Precisa rodar em todas plataformas mainstream desktop e mobile? Certamente não poderá ser Delphi ou Java, Swift (até o momento).

Precisa de um executável monolítico? Não pode ser nada em cima do .NET, até o momento, logo poderá. Java está no mesmo barco, na verdade hoje nem roda se não instalar a plataforma do Java.

Precisa de um ecossistema completo, uma comunidade muito ativa? Não pode ser D, Rust, Go, etc. Ou seja, não pode ser nada muito novidade, nem muito antigo que já é considerado legado.

Alguma linguagem funcional seria adequada? Não tenho como saber, tem casos onde elas são ótimas. Tem que aprender programar de novo, é tudo diferente. Tem casos que elas se comportam terrivelmente.

Isso só pode ser feito em caso concreto com requisitos claros, e não é o caso da pergunta.

Tem que ter os requisitos antes, depois ver se as linguagens atendem todos eles. Provavelmente nenhuma atende. Então tem que ver quais atendem os mais importantes e em maior número.

Concluindo, escolher a linguagem é a parte fácil de fazer algo que exija o máximo de performance. E se confiar no que ler na internet a escolha provavelmente será errada. Tem um monte de gente tentando vender seu peixe mostrado que a sua linguagem preferida é melhor que as outras, e muitos conseguem ser bem convincentes, muitas vezes porque ele acredita naquilo. Benchmarks mentem.

  • Obrigado! Foi muito esclarecedor. – Getulio 6/04/17 às 0:33

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.