7

Esta pergunta já tem uma resposta aqui:

Qual é a diferença entre os tipos list e tuple no Python e quando devo usar cada um?

marcada como duplicata por UzumakiArtanis, Tiago S, Victor Stafusa, Isac, Guilherme Nascimento 17/09/17 às 19:16

Esta pergunta foi feita antes e já tem uma resposta. Se essas respostas não abordarem completamente sua pergunta, faça uma nova pergunta.

13

Ambas são tipos de sequências de dados, mas uma é mutável e a outra imutável. Tanto lista como tupla são sequências de dados e possuem muitas propriedades comuns, mas a diferença básica é que a lista é mutável e a tupla é imutável.

O que é imutável?

Conforme o glossário da documentação da linguagem Python, imutável refere-se a um objeto com valor fixo. Objetos imutáveis incluem strings, números e tuplas. Caso seja necessário alterar o valor de um objeto imutável, outro objeto deve ser criado a fim de armazená-lo. Eles desempenham um papel importante em locais onde um valor de hash constante é necessário, por exemplo como uma chave em um dicionário.

Na prática, isso implica em que não é possível fazer atribuições à um objeto imutável. Para uma lista, como o exemplo abaixo, é possível alterá-la através de uma operação de atribuição:

>>> lista = [0, 1, 2, 3]
>>> print(lista)
[0, 1, 2, 3]
>>> lista[0] = 9
>>> print(lista)
[9, 1, 2, 3]

Porém, repetir o exemplo utilizando uma tupla:

>>> tupla = (0, 1, 2, 3)
>>> print(tupla)
(0, 1, 2, 3)
>>> tupla[0] = 9
TypeError: 'tuple' object does not support item assignment

Um erro é disparado ao se tentar fazer uma atribuição a um objeto do tipo tupla.

Operações comuns às listas e tuplas

As operações listadas abaixo funcionam para s e t sendo tanto listas como tuplas.

Operações comuns às sequências Fonte: Built-In Types: Common Sequence Operations

E qual a diferença?

A única operação que tipos imutáveis implementam que os tipos mutáveis não suportam é a função hash(). Isto permite a tipos imutáveis, tal como a tupla, serem utilizados como chaves de dicionários e armazenadas em set e frozenset.

Portanto, é possível fazer:

>>> d = {
...     (1, 2): "Stack Overflow em Português"
... }
>>> print(d)
{(1, 2): 'Stack Overflow em Português'}

Pois, em memória, a chave do dicionário é relacionada ao valor hash da tupla. Sendo uma lista um tipo mutável, fazer o mesmo resulta em um erro indicando que a lista não suporta hash.

>>> d = {
...     [1, 2]: "Stack Overflow em Português"
... }
TypeError: unhashable type: 'list'

Cuidados

Embora a tupla seja um tipo imutável, se possuir um valor de um tipo mutável, o mesmo permanece mutável enquanto dentro da tupla. Por exemplo, se considerarmos uma tupla de listas:

>>> tupla = ([1, 2], [3, 4])

É possível alterar os valores da lista:

>>> tupla[0][0] = 9
>>> print(tupla)
([9, 2], [3, 4])

Ou mesmo chamar os métodos nativos do tipo do objeto, tal como append:

>>> tupla[1].append(0)
>>> print(tupla)
([9, 2], [3, 4, 0)

Embora isso seja possível, o objeto, mesmo do tipo tupla, perde a propriedade de ser um tipo imutável e, portanto, deixa de ser um objeto hashable. Ao tentar fazer, considerando tupla do exemplo anterior:

>>> hash(tupla)
TypeError: unhashable type: 'list'

Um erro será disparado indicando que a tupla possui valores que são mutáveis e, portanto, impossível de calcular o hash.

Quando se utiliza listas?

As listas são sequências mutáveis, tipicamente usadas para armazenar coleções de itens homogêneos (onde o grau preciso de similaridade variará conforme a aplicação).

Isto é, se uma lista contém valores inteiros, espera-se que sejam apenas valores inteiros. Dificilmente você terá uma lista armazenando valores de tipos distintos, tal como [1, "Foo", True].

Fonte: Built-In Types: Lists

Quando se utiliza tuplas?

As tuplas são sequências imutáveis, normalmente usadas para armazenar coleções de dados heterogêneos (como a tupla produzida pela função enumerate nativa). As tuplas também são usadas para casos onde uma sequência imutável de dados homogêneos é necessária (como permitir o armazenamento em set ou dict).

As tuplas podem possuir valores de tipos diferentes, onde cada um representa algo específico. Como o próprio retorno da função enumerate de uma lista, o retorno será uma tupla de dois valores, em que o primeiro representa o índice do valor na lista e o segundo o valor propriamente dito.

>>> lista = ["a", "b", "c"]
>>> print(list(enumerate(lista)))
[(0, 'a'), (1, 'b'), (2, 'c')]

Ou seja, um valor da tupla é do tipo inteiro, enquanto o outro é do tipo string.

Fonte: Built-In Types: Tuples

Tuplas nomeadas

Caso ainda queira utilizar das propriedades da tupla, mas deseja acessar seus valores através de índices nomeados, pode utilizar a estrutura collections.namedtuple.

>>> import collections
>>> Person = collections.namedtuple('Person', 'name age gender')
>>> foo = Person(name="Foo", age=30, gender="male")
>>> print(foo)
Person(name='Foo', age=30, gender='male')
>>> print(hash(foo))
2739343292757077799

Perceba que mesmo sendo uma tupla nomeada, utilizar a função hash ainda é possível (desde que os valores sejam todos de tipos imutáveis).

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.