11

Sei que em linguagens de programação como Java e C#, o ponto e vírgula indica o fim da instrução, como no exemplo abaixo, em C#:

System.Console.WriteLine("Hello, World!");

Porém, ainda sim existem linguagens em que o ponto e vírgula não é necessário (e nem possível), como no caso do Visual Basic, F#, Go, entre muitas outras.

  • Qual é a vantagem de se indicar o fim das instruções?
  • No caso do C#/VB, indicar o fim da instrução faz do C# mais performático que o VB.NET na compilação?
14

Não muda nada na performance, isto é apenas sintático, sequer é semântico.

A primeira vantagem óbvia é que permite que instruções (statements) possam ser escritas em mais de uma linha o que pode organizar melhor e deixar o código mais legível em algumas situações. Esta é uma forma de dar um ponto final na "frase". Algumas linguagens preferiram estabelecer que só poderia ter uma linha e o indicador de nova linha marca o final da "frase". Ao mesmo tempo permite mais de um statement na mesma linha.

Claro que é possível ter outras soluções para esta necessidade, como indicar um marcador específico quando precisar continuar em outra linha.

Outra vantagem menos óbvia é a redundância. Por incrível que pareça redundância em código pode torná-lo mais confiável que está expressando a ideia certa e evita cometer erros por algum descuido. Além disto o compilador pode identificar erros mais facilmente e talvez dar um mensagem mais próxima do que precisa para corrigir. É possível dar boas mensagens sem ter um terminador de instrução, mas complica bastante o compilador.

O mesmo ocorre com o humano que vai ler. Ter algo visual que mostre que a instrução encerrou ajuda os olhos dar um "parse" no texto.

E não podemos deixar de considerar a vantagem de que linguagens populares usam há muito tempo e ter algo que as pessoas já estão acostumadas ajudam a aceitação de novas linguagens.

Escrever compiladores para linguagens sem terminação explícita do statement é mais difícil, então é uma vantagem para o outro lado, o do escritos de compiladores :)

Mas eu acho mais limpo sem ele. Acho que polui e geram erros sem necessidade em muitos casos porque a pessoa esqueceu de colocar o terminador. Ser mais limpo não quer dizer que é melhor, mas é indiscutível que menos informação é algo mais limpo. Claro que limpeza demais pode trazer outros problemas. Quando a limpeza tira a proteção pode ser ruim.

Há brigas religiosas por causa deste e outros tópicos de sintaxe de linguagens de programação.

  • "Há brigas religiosas por causa deste e outros tópicos de sintaxe de linguagens de programação" Infelizmente é verdade.Tem gente que prefere linguagens sem terminação (explícita) de linha e brigam por besteira. Pessoalmente tenho programado nos últimos 30 anos de basic num Z80 até C# passando por Java, Delphi, VB6, Borland C, Javascript com um pouco de PHP, Haskell... eu pessoalmente acho linguagens com "final de linha" tem uma sintaxe mais organizada e limpa. – jean 24/11/17 às 11:34
  • @jean nosso background é incrivelmente semelhante. Faltou Clipper para você :P Eu aproveitei e editei para discordar um pouco de você, sem tirar a sua razão :P – Maniero 24/11/17 às 11:55
  • Blz, adoro debater sem dogmatismos. Eu acho que (com;) fica mais limpo no sentido de falta de dubiedade. Sim brinquei um pouco com assembly, clipper, cobol, a lista é grande =). Agora temos strings com @ no C#t e pra mim era a única coisa que faltava =D – jean 24/11/17 às 12:12

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.