6

Olá! Estou a fazer um programa esquema servidor / cliente em Python no qual queria ter apenas um servidor e vários clientes.

Imaginemos ter 3 clientes cada um a fazer um pedido ao servidor por ligação socket, como é que:

  • 1: O servidor conseguiria aceitar mais do que uma ligação socket ao mesmo tempo?

  • 2: O servidor realizaria as tarefas (tinha pensado numa base de dados para armazenar os pedidos e servir de cache)

Obrigado!

  • 4
    Seja bem-vindo ao StackOverflow em Português. Uma boa prática para iniciarmos uma discussão saudável é ler o Guia de Como Perguntar. Comece seguindo estas recomendações, principalmente sabendo quais os tipos de perguntas deve fazer, como criar um exemplo mínimo que seja completo e verificável e até mesmo o que fazer quando alguém te responder. – Woss 18/02/17 às 23:20
  • Quando você dá um Listen em um IP/Porta, cada nova conexão cria um socket novo. Basta ir armazenando estes sockets em uma lista sempre que tiver uma conexão nova (sem bloquear) e em seguida fazer um loop percorendo a lista e coletando os dados de cada uma. Ao fim, é bom liberar a CPU antes de fechar o loop principal. Fazendo não-bloqueante, você estará gerenciando várias conexões ao mesmo tempo. O segredo é só tomar uma ação quando em alguma das capturas de dado contiver um comando completo a ser respondido. Para uma resposta mais objetiva, é melhor dividir a duvida em perguntas separadas. – Bacco 18/02/17 às 23:20
  • @Bacco Obrigado pela explicação, existe algum site onde eu poderia ver um exemplo de código para perceber melhor? – hiperbolt 18/02/17 às 23:22
  • Não sei se isso ajuda: pymotw.com/2/socket/tcp.html (só dei uma olhada por cima, é algo um pouco mais simples do que eu falei, mas talvez sirva como base). Normalmente não uso Python no dia a dia (mas socket é parecido na maioria das linguagens). – Bacco 18/02/17 às 23:28
6

A resposta para o teu primeiro ponto é "sim", o servidor consegue aceitar e processar mais do que uma conecção temos é de o preparar para isso.

Neste exemplo o servidor consegue lidar com uma só conecção, mas agarrando nisso conseguimos implementar o suporte para várias conecções, vamos ter de implementar threads, em que cada conecção no servidor é uma thread/processo "independente".

Em baixo está um exemplo simples de um servidor de chat, comentado onde acho que deva ser explicado:

Server:

import socket, threading

def run(conn):
    while True:
        data = conn.recv(1024) # receber informacao
        if not data: # se o cliente tiver desligado
            conns.remove(conn)
            break
        for c in conns: # enviar mensagem para todos os outros clientes
            if c is not conn: # excepto para o que a enviou 
                c.send('{}: {}'.format(conn.getpeername(), data.decode()).encode('utf-8'))

conns = set() # armazenar conxoes aqui
host, port = ('', 9999)
with socket.socket() as sock: # ligacao TCP
    sock.setsockopt(socket.SOL_SOCKET, socket.SO_REUSEADDR, 1) # reutilizar endereco logo a seguir a fechar o servidor
    sock.bind((host, port))
    sock.listen(5) # servidor ativo
    print('Server started at {}:{}\n'.format(host, port))
    while True:
        conn, addr = sock.accept() # esperar que alguem se conect
        conn.send('WELCOME {}'.format(addr).encode())
        conns.add(conn) # adicionar conexao ao nosso set de coneccoes
        threading.Thread(target=run, args=(conn,)).start() # esta coneccao vai ser independente das outra a partir de agora, vamos correr a thread na funcao run

Cliente:

import socket, threading, sys, select

with socket.socket() as s:
    s.connect(('', 9999))
    while True:
        io_list = [sys.stdin, s]
        ready_to_read,ready_to_write,in_error = select.select(io_list , [], [])
        for io in ready_to_read:
            if io is s: # se tivermos recebido mensagem
                resp = s.recv(1024)
                if not resp:
                    print('server shutdown')
                    sys.exit()
                print('{}'.format(resp.decode()))
            else:
                msg = sys.stdin.readline() # vamos enviar mensagem
                s.send(msg.encode())
                sys.stdout.flush()

Quanto ao teu ponto 2 também dá, apesar de não perceber bem o que queres guardar na base de dados.

Caso queiras guardar as conecções podes por exemplo (neste exemplo vou guardar num ficheiro), acrescentar isto por baixo da ultima linha (threading.Thread(...) do exemplo de servidor que coloquei em cima:

...
with open('conns.txt', 'a') as f:
    f.write('{}\n'.format(':'.join(addr)))
  • Ajudou muito! Obrigado pela explicação e pelos exemplos de código fornecidos! – hiperbolt 19/02/17 às 12:02
  • De @HiperBolt, ainda bem – Miguel 19/02/17 às 12:02
  • Só uma pergunta adicional, a função sock.accept() retorna dois argumentos, neste caso conn e addr. conn corresponde a quê exatamente? (estou só a verificar que estou a perceber tudo) – hiperbolt 19/02/17 às 12:11
  • Não retorna dois, retorna um tuple, ex: (conecção, ('213.32.12.2', 4324)), nós é que fazemos o unpacking, em que conecção é a própria conecção, é com ela que o teu servidor vai trabalhar, para mandar mensagens, fechar etc... por exemplo em vez de conn, addr = sock.accept() , podias só dados_conn = sock.accept() em que dados_conn[0] seria a tua conecção e dados_conn[1] é o endereço da mesma – Miguel 19/02/17 às 12:16
  • Percebi, mais uma vez obrigado – hiperbolt 19/02/17 às 12:22

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.