18

Estou começando a aprender C#. Já entendo o que é o runtime e o que é CLI, mas vira e mexe citam .NET como se fosse algo que eu já deveria saber, mas fico sem entender.

Dizer apenas .NET é o mesmo que falar de toda infraestrutura? Ou é algo mais complexo?

Tem hora que o termo parece ser uma coisa, em outro lugar parece que estão falando de outra coisa relacionada, mas diferente.

4
  • 5
    Eu considero a pergunta pertinente ao site e estava até razoavelmente formulada. Melhorei um pouco. Não sei se precisa discuti-la no meta, mas não entendi porque os votos de fechamento e os negativos.
    – Maniero
    16/02/17 às 21:06
  • Obrigado pela força Bigown :) 16/02/17 às 22:33
  • Possível duplicata de O que é e como funciona o .NET Platform Standard?
    – MagicHat
    17/02/17 às 1:38
  • Minha pergunta é mais ampla. E a Resposta do bigown era exatamente oq eu buscava. 17/02/17 às 1:43
12

.NET sozinho era usado informalmente pra designar tecnologias ligadas à CLI (Common Language Infrastructure). Por causa disto é comum dizermos que o .NET é uma plataforma. Na verdade a CLI é realmente a plataforma. O .NET é a implementação mais conhecida da CLI (única atualmente mantida).

Hoje existe uma coisa chamada .NET Standard que determina o mínimo que uma implementação do CLR (Common Language Runtime) (leia, dá para entender melhor o seu funcionamento), BCL e demais componentes deve implementar para se conformar com o padrão especificado no CLI. Mas perdeu força e quase não tem importância mais para maioria dos casos.

Inicialmente praticamente só existia o .NET Framework, que foi a primeira implementação completa do CLI, do CLR, e todos os padrões vinculados.

Veio também o .NET Compact Framework que era para usar em dispositivos com recursos mais limitados. Quase não se usa mais já que a diferença entre eles é pequena e onde ele seria usado hoje comporta uma implementação mais completa.

A Microsoft também lançou o .NET Micro Framework para dispositivos com capacidade mínima. Também pouco usado já que é muito limitado e tem implementação independente. Eu acho tão diferente do padrão que nem deveria ser considerado com alguma compatibilidade, é só inspirado.

Recentemente a Microsoft lançou o .NET Core que roda em diversas plataformas, é mais flexível na implantação, tem menos dependências fortes e conta com algumas tecnologias modernizadas que trazem algumas vantagens.

Também existe o .NET Native que gera código nativo à partir de códigos CIL. Tudo conformando com o mesmo padrão. Ele foi oficialmente abandonado, ainda que tenha quem tente manter.

Também tem o Mono que foi feito independentemente e roda em várias plataformas. Ele existe desde o começo embora demorou para ficar estável. Ele como plataforma completa não tem mais suporte oficial.

Xamarin é derivado do Mono para rodar no Mac, Android e iOS. Hoje faz parte da família Microsoft e roda no .NET padrão.

Tem outras implementações e outras tecnologias ligadas ao ecossistema .NET. Pode ver na Wikipedia.

Essas implementações, em maior ou menor grau, estão disponíveis como código aberto.

O nome .NET sozinho passou ter um novo significado que é o .NET Core e que na versão 5 assume posição no lugar de todas essas outras implementações citadas.

Linguagens

.NET não é uma linguagem de programação. Nem um compilador, ainda que junto ao ecossistema do .NET exista o .NET Compiler Platform.

C# é claramente a principal linguagem do .NET. Ele mesmo é quase todo escrito em C#. Mas como a CLI foi criada para suportar diversas linguagens, outras são usadas também.

VB.NET é outra fortemente suportada. F# tem ganho força. Há uma implementação do C++ um pouco fora do padrão chamada C++/CLI. Já teve um Java, chamado J#. E o Windows Power Shell roda em cima do .NET também. A Microsoft iniciou suporte ao Python, projeto ainda ativo e Ruby, já abandonado.

Ainda existem tentativas independentes de fazer essas linguagens funcionarem bem no .NET (olha aí estou falando do .NET de forma genérica). Boo e Nemerle são linguagens independentes feitas pensando no .NET, mas não ganharam tração, apesar de interessantes. Tem JS para .NET. PHP tem uma implementação bem razoável. Até Prolog e Lisp teve (tem outra tentativa). Ainda tem Object Pascal.

A lista vai longe. Tem uma lista incompleta na Wikipedia.

O .NET provê a infra para essas linguagens, incluindo uma gigantesca biblioteca padrão que se conforma com o CLS e CTS.

Dizer apenas .NET é o mesmo que falar da .NET Infraestrutura? Ou é algo mais complexo?

Informalmente pode sim. As pessoas costumam entender. Na verdade costumam falar .NET tanto pra falar do framework, como da infraestrutura, do ecossistema envolvendo linguagens, bibliotecas, ferramentas e tudo mais, ainda que não seja estritamente correto. O termo .NET pode estar sendo usado como uma cultura, uma comunidade.

Tem até a .NET Foundation que regula o uso .NET e tudo à sua volta.

Mas sem uma palavra que acompanhe o termo .NET nem sempre sabemos ao certo do que está falando. Se quiser ser preciso, deve usar os termos mais apropriados para cada caso. Eu diria que os casos mais usados estão falando de um desses .NET que citei acima, em outros estão falando do ecossistema. E em alguns da infraestrutura :)

Espero que mostrar todos esses nomes tenha ajudado entender o que realmente é um pouco confuso, e não tenha provocado mais confusão. Pelo menos tem subsídios para pesquisar mais, e fazer mais perguntas com outras dúvidas à cerca do assunto.

Provavelmente vai querer ler isso.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.