0

Quando executo cUrl para localhost:8080 ele não consegue se comunicar

        $ch = curl_init();

        curl_setopt($ch, CURLOPT_URL, $url);
        curl_setopt($ch, CURLOPT_POST, true);
        curl_setopt($ch, CURLOPT_POSTFIELDS, $data);
        curl_setopt($ch, CURLOPT_RETURNTRANSFER, true);

        $res = curl_exec($ch);

        curl_close($ch);

O código acima pertence à: localhost:8000

Onde estou tentando me comunicar com: localhost:8080, pois ele da o seguinte erro:

Failed to connect to localhost port 8080: Connection refused

Estou usando Docker para gerar meus contêineres (não sei se essa informação vai ajudar)

O que está acontecendo? Qual a solução para este problema?

  • Tem certeza de que está utilizando o servidor nesta porta, 8080? O padrão para aplicações web tende a ser 80 ou 443, por exemplo. Experimente utilizar o 127.0.0.1 ao invés do localhost. Isso não parece ser um erro do CURL. Se estiver tentando se conectar com outro servidor externo veja também se está com a porta aberta, por exemplo no IPTables, mas não é esse o caso! – Inkeliz 8/02/17 às 17:27
  • Vou dar uma olhada, acho que foi falta de atenção pois o docker vc abre uma porta na sua máquina e uma no contêiner. Vou verificar melhor essa questão. – Pedro Soares 8/02/17 às 17:54
  • Oi, tente adicionar curl_setopt($ch, CURLOPT_SSL_VERIFYHOST, 0); curl_setopt($ch, CURLOPT_SSL_VERIFYPEER, 0); – Don't Panic 8/02/17 às 19:01
  • Acho que descobri um possível problema. Por eu estar usando docker e fazendo o PHP se conectar com outra aplicação, por consequência o PHP está dentro do docker, certo. Porém como não linkei o contêiner que quero me comunicar, é como se ele não existisse. Pois estou acessando de dentro do contêiner, mas vou dar uma olhada melhor. Só pensei nisso por enquanto – Pedro Soares 8/02/17 às 19:26
0

Pelo que você disse, você executa 2 contêineres distintos e necessita que um acesse o outro através da rede do docker. Vou tentar te ajudar nisso.

Ambiente

  • ConteinerA: pilha PHP
  • ConteinerB: servidor WEB

Ação desejada: Contêiner A faz requisição em Contêiner B através de biblioteca cURL do PHP para acessar um conteúdo http.

Solução

Como exemplo, tome os seguintes arquivos criados em uma mesma pasta vazia:

1) docker-compose.yml

version: '3'

services:
  conteinerA:
    image: php:cli
    command: php /app/script.php
    volumes:
     - ./script.php:/app/script.php
    networks:
      - default

  conteinerB:
    image: httpd
    ports:
      - 8080:80
    volumes:
      - ./index.html:/usr/local/apache2/htdocs/index.html
    networks:
      - default

2) script.php (rodará no conteinerA)

<?php
sleep(10); #aguardar o outro conteiner iniciar
$url = "http://conteinerB/";

$ch = curl_init();
curl_setopt($ch, CURLOPT_URL, $url);
curl_setopt($ch, CURLOPT_POST, true);
curl_setopt($ch, CURLOPT_POSTFIELDS, $data);
curl_setopt($ch, CURLOPT_RETURNTRANSFER, true);
$res = curl_exec($ch);
curl_close($ch);

echo $res;
?>

3) index.html (será o recurso disponibilizado pelo conteinerB)

Informacao vinda do ConteinerB

Navegue até a pasta onde estão os 3 arquivos e execute o comando:

docker-compose up

No final da saída do terminal você verá algo como:

conteinerA_1  | Informacao vinda do ConteinerB
conteinerB_1  | 192.168.16.3 - - [30/Jan/2018:19:23:40 +0000] "POST / HTTP/1.1" 200 33

Isso significa que o conteinerA conseguiu acessar o conteinerB.

Explicação

O docker-compose é um comando do docker que descreve serviços multi-contêineres e depois facilita sua orquestração e gerenciamento.

No arquivo docker-compose.yml estamos declarando os 2 serviços como você solicitou. Estes serviços serão executados usando as imagens php:cli e httpd que são distribuidas através do registro público do Docker http://hub.docker.com. Elas foram configuradas para poderem rodar scripts PHP na php:cli e para servir arquivos através do protocolo HTTP utilizando o apache2 na httpd. Quando a imagem httpd foi criada, foi configurado para servir os arquivos de /usr/local/apache2/htdocs através da porta 80.

Incluimos os outros 2 arquivos em seus respectivos contêineres através da cláusula volumes: No conteinerA aparecerá montado na pasta /app o arquivo script.php, enquanto que no conteinerB o arquivo index.html aparecerá na pasta /usr/local/apache2/htdocs que é a padrão do apache2 nesta imagem.

Também definimos que os dois contêineres estarão em uma mesma rede default e definimos o comando inicial do containerA como php /app/script.php. Desta forma o script será executado e a saída será exposta na saída padrão do contêiner.

Além disso, no docker-compose.yml expomos o conteinerB para o computador hospedeiro. Conectamos a porta 80 do conteinerB para a porta 8080 do hospedeiro para que você possa certificar que o apache está ok. Para isso é só acessar através do seu browser o caminho localhost:8080. Os dados serão redirecionados para conteinerB:80. Mesmo se não fosse feita essa exposição de portas, o acesso direto do conteinerA ao conteinerB pelo PHP continuaria a funcionar, pois os dois contêineres já tem uma rede para eles e não dependem do hospedeiro para nada!

Vamos a mágica

Ao executar o comando docker compose up o docker cria uma rede para os contêineres, atribui acesso de rede com IPs específicos aos contêineres (o que pode ser constatado pelo log do apache que apresenta o ip 192.168.16.3 tentando acessá-lo) e executa cada um deles separadamente. Isso significa que depois de alguns segundos o conteinerB começa a servir o arquivo index.html pela porta 80, e no conteiner A, o script é executado até obter os dados do conteinerB através da biblioteca cURL do PHP.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.