4

Eu tenho um arquivo fasta que tem varias sequencias de genes, como:

>gene1 C.irapeanum 5.8S rRNA gene
CGTAACAAGGTTTCCGTAGGTGAACCTGCGGAAGGATCATTGATGAGACCGTGGAATAAACGATCGAGTG
>gene2 C.irapeanum 5.8S rRNA gene
AATTTCAAGGTTTCCGTAGGTGAACCTGCGGAAGGATCATTGATGAGACCGTGGAATAAACGATCGAGTG
AATCCGGAGGACCGGTGTACTCAGCTCACCGGGGGCATTGCTCCCGTGGTGACCCTGATTTGTTGTTGGG
>gene3 C.irapeanum 5.8S rRNA gene
CGTAACAAGGTTTCCGTAGGTGAACCTGCGGAAGGATCATTGATGAGACCGTGGAATAAACGATCGAGTG
>gene4
TTTTTTTTCCCTTTGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG

Eu tenho tambem varios arquivos chamados ids.txt com os genes ids separados em cada linha.

Por exemplo tenho o arquivo chamado id1.txt:

gene1
gene2

E muitos outros como por exemplo o id2.txt:

gene4

Eu quero rodar um script que gere arquivos fasta separados dependendo do meu id file e como input meu grande arquivo fasta com as sequencias (apenas um arquivo). Por exemplo para o id2.txt, gerar um arquivo id2.fasta:

>gene4
TTTTTTTTCCCTTTGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG

E assim por diante...nao sei como fazer isso, tentei fazer com python, mas sou muito iniciante e so consegui fazer para um arquivo por vez, mas tenho 500 arquivos diferentes para os ids...

Alguma sugestao? Obrigada

4

Organização de Arquivos

Primeiro, vamos definir a organização dos nossos arquivos e o conteúdo em cada um.

𝈪 fasta/
  𝈪 all.fasta
  𝈪 id1.txt
  𝈪 id2.txt
𝈪 fasta.py

all.fasta é o arquivo principal, que contém a informação por completo de todos os genes.

>gene1 C.irapeanum 5.8S rRNA gene
CGTAACAAGGTTTCCGTAGGTGAACCTGCGGAAGGATCATTGATGAGACCGTGGAATAAACGATCGAGTG
>gene2 C.irapeanum 5.8S rRNA gene
AATTTCAAGGTTTCCGTAGGTGAACCTGCGGAAGGATCATTGATGAGACCGTGGAATAAACGATCGAGTG
AATCCGGAGGACCGGTGTACTCAGCTCACCGGGGGCATTGCTCCCGTGGTGACCCTGATTTGTTGTTGGG
>gene3 C.irapeanum 5.8S rRNA gene
CGTAACAAGGTTTCCGTAGGTGAACCTGCGGAAGGATCATTGATGAGACCGTGGAATAAACGATCGAGTG
>gene4
TTTTTTTTCCCTTTGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG

id1.txt contém uma lista de identificadores de genes.

gene1
gene2

id2.txt também possui uma lista de genes.

gene4

fasta.py é o arquivo Python que criaremos para executar o processo.

Obtendo os dados

A primeira coisa a fazer no arquivo Python é ler o conteúdo de fasta/all.fasta e interpretar, obtendo os dados para cada gene separadamente.

# -*- coding: utf-8 -*-

with open("fasta/all.fasta", 'r') as f:

    genes = {}

    fasta_content = f.read()
    genes_list = [_ for _ in fasta_content.split('>') if _]

    for gene in genes_list:
        gene_id = (gene.split('\n')[0]).split(' ')[0]
        genes[gene_id] = gene

Iniciamos abrindo o arquivo all.fasta como leitura, com a função open. Lemos todo seu conteúdo, com a função read e o armazenamos na variável fasta_content. Após, dividimos o conteúdo com base no caractere > para obter os dados referentes a cada gene separadamente. Posteriormente, iteramos sobre esta lista com a instrução for, onde primeiramente pegamos o identificador do gene, separando a primeira palavra da primeira linha (gene1, gene2, gene3, etc) e com isso populamos uma variável genes.

Até esta parte do código, teremos a variável genes, do tipo dicionário, no seguinte formato:

{
    "gene1": "gene1 C.irapeanum 5.8S rRNA gene\nCGTAACAAGGTTTCCGTAGGTGAACCTGCGGAAGGATCATTGATGAGACCGTGGAATAAACGATCGAGTG\n",
    "gene2": "gene2 C.irapeanum 5.8S rRNA gene\nAATTTCAAGGTTTCCGTAGGTGAACCTGCGGAAGGATCATTGATGAGACCGTGGAATAAACGATCGAGTG\nAATCCGGAGGACCGGTGTACTCAGCTCACCGGGGGCATTGCTCCCGTGGTGACCCTGATTTGTTGTTGGG\n",
    "gene3": "gene3 C.irapeanum 5.8S rRNA gene\nCGTAACAAGGTTTCCGTAGGTGAACCTGCGGAAGGATCATTGATGAGACCGTGGAATAAACGATCGAGTG\n",
    "gene4": "gene4\nTTTTTTTTCCCTTTGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG"
}

Obtendo as listas de genes

Agora iremos iterar sobre os arquivos textos nomeados com o padrão idX.txt dentro da pasta fasta a fim de obter a lista de genes para cada um e, posteriormente, criar o respectivo arquivo idX.fasta. Para isso, utilizamos a função glob. Primeiro, importamos a biblioteca no início do arquivo.

import glob

Com isso, obtemos a lista de arquivos:

for id_file in glob.glob("fasta/id*.txt"):
    print(id_file)

A saída deste trecho deve ser algo do tipo:

fasta/id1.txt
fasta/id2.txt

Gerando os arquivos fasta

Ao invés de imprimir o nome do arquivo, vamos abrí-lo para leitura.

for id_file in glob.glob("fasta/id*.txt"):
    with open(id_file, 'r') as idf:
        id_list = idf.readlines()
        print(id_list)

Neste momento, a saída deverá ser algo do gênero:

["gene1", "gene2"]
["gene4"]

Sendo as listas de genes definidas em cada arquivo. A partir dela, podemos criar o arquivo idX.fasta e escrever o conteúdo referente a cada gene da lista, como subsequente.

for id_file in glob.glob("fasta/id*.txt"):
    with open(id_file, 'r') as idf:
        id_list = idf.readlines()
        idX_name = "{}.fasta".format(id_file.split('.')[0])

        with open(idX_name, "w+") as idX_file:
            for id in id_list:
                idX_file.write(genes[id])

Ou seja, para cada arquivo do tipo fasta/id*.txt, abra como leitura, leia todas as linhas e armazene em id_list, retome o nome do arquivo com a extensão fasta (aqui a variável idX_name terá um valor fasta/id*.fasta). Após, abra o arquivo fasta em modo escrita e para cada id em id_list, escreva o respectivo conteúdo do gene identificado por id.

Desta forma, você já deve ter gerado todos os respectivos arquivos com o conteúdo correto.

Arquivo fasta.py completo

# -*- coding: utf-8 -*-

import glob

with open("fasta/all.fasta", 'r') as f:

    genes = {}

    fasta_content = f.read()
    genes_list = [_ for _ in fasta_content.split('>') if _]

    for gene in genes_list:
        gene_id = (gene.split('\n')[0]).split(' ')[0]
        genes[gene_id] = gene

    for id_file in glob.glob("fasta/id*.txt"):
        with open(id_file, 'r') as idf:
            id_list = idf.readlines()
            idX_name = "{}.fasta".format(id_file.split('.')[0])

            with open(idX_name, "w+") as idX_file:
                for id in id_list:
                    idX_file.write('>' + genes[id[:-1]])

Resultado

Executando o código, são criados dois arquivos: fasta/id1.fasta e fasta/id2.fasta.

fasta/id1.fasta

>gene1 C.irapeanum 5.8S rRNA gene
CGTAACAAGGTTTCCGTAGGTGAACCTGCGGAAGGATCATTGATGAGACCGTGGAATAAACGATCGAGTG
>gene2 C.irapeanum 5.8S rRNA gene
AATTTCAAGGTTTCCGTAGGTGAACCTGCGGAAGGATCATTGATGAGACCGTGGAATAAACGATCGAGTG
AATCCGGAGGACCGGTGTACTCAGCTCACCGGGGGCATTGCTCCCGTGGTGACCCTGATTTGTTGTTGGG

fasta/id2.fasta

>gene4
TTTTTTTTCCCTTTGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG

Que acredito que era o desejado.

  • Muito obrigada Andreson pelas suas explicacoes e tempo. Tentei rodar mas deu erro: " File "./input_fasta.py", line 23, in <module> idX_file.write(genes[id])". Nao sei o que pode ser. – Paul 2/02/17 às 18:09
  • Havia dois erros, pois escrevi todo o código direto aqui e acabei nem testando na prática. Os dois se encontram na última linha: como o formato fasta inicia com o caractere >, precisa escrevê-lo no arquivo também. O outro erro era no índice id. Quando se é lido os índices com readlines, o caractere \n vem junto, então precisamos removê-lo, através de [:-1]. Editei a resposta com as soluções. – Anderson Carlos Woss 2/02/17 às 18:24
  • Sensacional. Muito obrigada pela ajuda! Funcionou perfeitamente. E com suas explicacoes da para entender cada parte e tentar aprender. Estou comecando a aprender python. – Paul 2/02/17 às 19:12
  • Se me permite a pergunta, qual a finalidade do código? Eu desconhecia este padrão até hoje. – Anderson Carlos Woss 2/02/17 às 19:14

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.