4

Fiz uma prova de concurso e caiu a seguinte questão:

Assinale a alternativa correspondente ao resultado da execução do método main do programa Java apresentado abaixo:

public class A {

public void ml(){
    mx();
}

public static void main(String[] args){

    A a = ( B) new C(); 
    a.m1();
    B b = (B) new A(); 
    b.m1();
}

public void mdx(){ 
     System.out.print(10);
}
}


class B extends A{
public void mx(){
    System.out.print(30);
}
}

class C extends B {
public void mx(){
    System.out.print(40);
}
}

a) Serão impressos o valor 40 e o valor 10
b) Serão impressos o valor 40 e o valor 30
c) Serão impressos o valor 10 e o valor 10
d) Será impresso o valor 40 e posteriormente será lançada a exceção ClassCastException
e) Será impresso o valor 10 e posteriormente será lançada a exceção ClassCastException

Obs: Vi que existe um espaço em branco em: ( B)

O gabarito diz que a correta é a letra D, mas estou com dúvidas nessa questão. Este gabarito está correto? Se sim, por quê? E se não, também, por quê?

14

Há erros de compilação neste código:

  • Dentro do método ml() de A, o método mx() invocado não existe na classe A. Acho que era para o método mdx ser chamado de mx.

  • No main está sendo invocado um método chamado m1, e não ml. Acho que era para esses nomes serem iguais.

Veja isso não funcionando no ideone:

Main.java:4: error: cannot find symbol
    mx();
    ^
  symbol:   method mx()
  location: class A
Main.java:10: error: cannot find symbol
    a.m1();
     ^
  symbol:   method m1()
  location: variable a of type A
Main.java:12: error: cannot find symbol
    b.m1();
     ^
  symbol:   method m1()
  location: variable b of type B
3 errors

Nota: Esse Main.java é porque estou compilando no ideone (e tive que tirar o public da declaração de A), isso é apenas uma limitação do ideone. Se você for compilar você mesmo, ele vai mostrar A.java ao invés de Main.java.

Corrigindo-se esses erros de compilação, é exibido 40 e então um ClassCastException é lançado, tal como versa a alternativa D.

Na linha A a = ( B) new C();, o cast é válido porque embora C esteja sendo instanciado, temos que C extends B, então o cast para B é válido. Além disso, uma referência a B pode ser atribuída a uma variável do tipo A porque B extends A.

O fato de ter um espaço dentro do cast é irrelevante, pois o processo de tokenização do compilador (o que picota o código-fonte em tokens), irá separar o cast em três tokens: O abre-parênteses, o tipo do cast (B) e o fecha-parênteses. Os espaços não interferem com esse processo.

A chamada a a.m1() vai chamar o método m1 do objeto que está na referência a. Este objeto é aquele do new C(), logo é do tipo C. A classe C sobre-escreve o método m1 herdado de B e de A. Logo, o que vai ser executado é o método m1 da classe C, que imprime 40.

Na linha B b = (B) new A();, temos que não é verdade que A extends B, logo isso vai dar um ClassCastException. O compilador permite isso porque o resultado da subexpressão new A() é do tipo A. Um cast de A para B é permitido pelo compilador porque existe relação de herança entre essas classes.

Veja aqui funcionando no ideone. Neste código, eu fiz as correções sugeridas no começo e adicionei um try-catch dentro do main para que ele possa mostrar a exceção adequadamente.

  • 3
    Portanto dá para pedir impugnação da questão, né? – Maniero 2/02/17 às 13:20
  • 3
    @bigown Supondo que ele a tenha digitado aqui corretamente. – Victor Stafusa 2/02/17 às 13:21
  • 3
    Evidentemente :) – Maniero 2/02/17 às 13:22
2

Se na classe A em

public void m1()
{
    mx();
}

fosse

public void m1()
{
    mdx();
}

Então a letra e seria a resposta certa.

Mas se na classe A, se o método mdx, se chamasse ao invés disso, de mx, então a letra d seria a resposta certa.

Mas do jeito que está digitado atualmente a resposta é "Não compila" porque mx não existe na classe A. Não importa se existe mx nos filhos, a busca pelo método é sempre feita no objeto atual e nos pais, nunca nos filhos.

Segue o código da classe A que faria a letra "d" ser a correta:

package testes;

public class A 
{
    public void m1()
    {
        mx();
    }

    public static void main(String[] args)
    {
        A a = ( B) new C(); 
        a.m1();

        B b = (B) new A(); 
        b.m1();

    }

    public void mx()
    { 
         System.out.print(10);
    }
}

O que se aprende analisando esse exercício especificamente no trecho abaixo?

        A a = ( B) new C(); 
        a.m1();

Aprende-se que o método que será executado é sempre o do objeto em questão, ou seja, o último que sobrescreveu o método, nesse caso foi o do objeto C. Caso não existisse esse método no objeto em questão, tentaria chamar o do pai, que é B, e caso não existisse o método no pai, tentaria chamar o do avô, que é A, subindo na hierarquia até achar o método. Como existe m1 em C, ele executa esse e não os outros.

Lembre-se que o objeto é criado quando se usa a palavra new. C foi armazenado como um B e B foi armazenado como um A, mas na essência continua sendo C. Isto serve para permitir o Polimorfismo, segue um exemplo abaixo retirado do DevMedia:

abstract class Mamífero {
    public abstract double obterCotaDiariaDeLeite();
}

class Elefante extends Mamífero {
    public double obterCotaDiariaDeLeite(){
        return 20.0;
    }
}

class Rato extends Mamifero {
    public double obterCotaDiariaDeLeite() {
        return 0.5;
    }
}

class Aplicativo {
    public static void main(String args[]){
        System.out.println("Polimorfismo\n");
        Mamifero mamifero1 = new Elefante();
        System.out.println("Cota diaria de leite do elefante: " + mamifero1.obterCotaDiariaDeLeite());
        Mamifero mamifero2 = new Rato();
        System.out.println("Cota diaria de leite do rato: " + mamifero2.obterCotaDiariaDeLeite());
    }
}

Referência: Artigo no DevMedia: Encapsulamento, Polimorfismo, Herança em Java

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.