1

Estou criando um script .sh que o primeiro passo é entrar em um diretorio.

1.

#!/bin/bash
cd /home/salariosbrasil/consulta-ninja
#git pull
pwd

esse diretório existe e mesmo assim o cd não funciona..

porém seu eu testar o mkdir -p com o mesmo nome do diretorio

#!/bin/bash
mkdir -p /home/salariosbrasil/consulta-ninja
cd /home/salariosbrasil/consulta-ninja
#git pull
pwd

ele cria outro diretório com o mesmo nome. só que com "?" no final.

inserir a descrição da imagem aqui

Minha pergunta é:

  • Como fazer para o cd funcionar?
  • Porque ele cria outro diretório com mesmo nome com "?" no final?
  • Qual mensagem que aparece quando você executa ? Direto na linha de comando funciona ? – Douglas 25/01/17 às 11:46
  • Tem todo o aspecto de o teu ficheiro script.sh conter caracteres estranhos... (faz od .c script e vê se aparece algum caracter estranho (exemplo \r) após o nome do directoria ; já agora: o que dá ls -Q? – JJoao 27/01/17 às 11:42
3

O comando cd dentro do bash (.sh) é executado sob um subshell.

A ação é executada com êxito porém, no shell principal não surte efeito pois foi executado num contexto diferente.

Um truque simples é no momento de invocar o .sh

Normalmente fazemos isso

> ./file.sh

Pois bem, apenas adicione o comando dot com um espaço no começo:

> . ./file.sh

Alternativamente, pode trocar o dot por source

> source ./file.sh

O comando . (dot/period) é um sinônimo para o comando source. Esse comando carrega rotinas/funções de um arquivo para o shell corrente.

Executa num novo shell:
./file.sh

Retorna a execução no shell corrente:
. file.sh

  • Daniel, qual o efeito de se adicionar o ponto no inicio? – Filipe Moraes 25/01/17 às 16:56
  • Editei no final. – Daniel Omine 25/01/17 às 17:07
2

Galera o problema era que eu criava o script no Windows e enviava para a maquina linux para executar o .sh :D :D

Criei o script no vi e funfou perfeitamente.

"Unix uses different line feeds and carriage returns so can't read the file you created on Windows. Hence it is seeing ^M as an illegal character"

0

Talvez possa ser uma questão de nível de segurança...Você já deu uma olhada se o usuário de estra executando o script sem permissão para ler o tal diretório ?

Uso essa rotina na empresa:

#!/bin/bash

make-dir(){
  sudo mkdir /solinftec
  sudo mkdir /solinftec/bin
  sudo mkdir /solinftec/log
  sudo mkdir /solinftec/sgpa-api
}

make-dir

Verifica também como funciona essa flag [-p] em sua distro, uso Fedora, e comigo não acontece isso.

mkdir --help

Usage: mkdir [OPTION]... DIRECTORY...
Create the DIRECTORY(ies), if they do not already exist.

Mandatory arguments to long options are mandatory for short options too.
  -m, --mode=MODE   set file mode (as in chmod), not a=rwx - umask
  -p, --parents     no error if existing, make parent directories as needed
  -v, --verbose     print a message for each created directory
  -Z                   set SELinux security context of each created directory
                         to the default type
      --context[=CTX]  like -Z, or if CTX is specified then set the SELinux
                         or SMACK security context to CTX
      --help     display this help and exit
      --version  output version information and exit

GNU coreutils online help: <http://www.gnu.org/software/coreutils/>
Full documentation at: <http://www.gnu.org/software/coreutils/mkdir>
or available locally via: info '(coreutils) mkdir invocation'

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.