6

O que exatamente é um Access Token?

Pra que serve um Access Token em uma aplicação API?

Gostaria de uma resposta voltada a Node.js, mas acredito que criação de API exista em diversas linguagens, logo, não acho necessário ser apenas para JavaScript (Node.js).

  • Tokens são usados para a validação de usuários ao acessar determinada API ou sistema para garantir a autenticidade de quem acessou, ou esta acessando. – MarceloBoni 24/01/17 às 2:12
  • 3
    Eu respondi sem falar em Node.js, porque não me parece que faça sentido na forma como a pergunta foi feita que tenha alguma relação com essa tecnologia, na verdade nem sei se deveria estar citado isto na pergunta. A não ser que a pergunta fosse outra e desejaria saber como implementar isso em Node.js, mas seria uma pergunta muito diferente. – Maniero 24/01/17 às 11:16
  • @bigown muito obrigado mesmo, você respondeu exatamente o que eu queria saber. Eu só citei Node.js, caso alguém queira dar uma detalhada em como funciona em node, mas não é realmente importante. Eu dei uma editada na pergunta usando o termo Access Token, pra ficar mais específico. Eu não sabia que esse termo existia, teria facilitado tudo. – Asura Khan 25/01/17 às 17:25
7

Essa palavra possui diversos significados em vários contextos da computação. Acho que o que você quer saber de fato é o que é access token? (a pergunta foi editada depois para incluir o termo)

É muito simples, ele é a sua senha de acesso à API (usando seu termo). Normalmente você compra o direito de uso de um serviço, geralmente web. Ele é necessário tanto quanto precisa de uma senha aqui neste site, no Facebook, em um painel de controle de algum serviço, etc. porque precisa:

  • garantir que só a pessoa certa vai usá-la,
  • contabilizar o uso para a pessoa certa se tiver limites,
  • verificar se essa pessoa está usando o serviço adequadamente,
  • permitir que só quem é dono de certos dados possa acessá-los.

Se vai acessar de forma mecânica por um sistema e não interativamente, não tem porque pedir usuário e senha, embora nada impeça que seja assim. Como não será algo que a pessoa terá que ficar lembrando e digitando, pode ser bem grande e bem complexo, daí nem precisa de dois tokens de acesso (usuário e senha), sendo que um deles costuma ser um nome mais óbvio e o outro depende de cada pessoa, mas costumam usar coisas fáceis de lembrar. Faz logo um código virtualmente indecifrável.

Há casos que o token carrega informações extras que podem ajudar na autorização. O mais importante é que ele seja único. Ele é usado em todas as requisições do serviço. Não confundir com token de sessão* ou de segurança.

É óbvio que isso não dá muita segurança, estamos falando de autenticação de acesso e não segurança. Esse código é trafegado pela internet, é colocado em sistemas e vira e mexe o programador incauto posta esse token publicamente na internet. Aqui acontece com frequência. Cada um deve ser responsável por dar segurança para ele não ser acessado indevidamente.

Ele não garante uso indevido, seja porque o "dono" do token passou para outra pessoa usar, seja porque ele não cuidou o suficiente para que ele não fosse roubado.

Não gosto do termo API que todo mundo usa nesse contexto. API é outra coisa. As pessoas acessam um serviço, em geral externo, em geral usando tecnologias web, para ter acesso à dados, fazer certos processamentos, usar certas tecnologias, etc. É verdade que a pessoa está acessando o serviço via uma API, mas o serviço não é uma API, ainda que as pessoas achem que é.

Não existe aplicação API. Existe API para uma aplicação.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.