8

Qual é a diferença entre os métodos especiais __init__ e __new__ em Python?

7

O __new__ é chamado pelo Python antes do objeto ser efetivamente construído: isso é, ter memória alocada para ele, ponteiros inicializados, e possivelment mais algumas coisas - todas essas coisas são feitas no código nativo, em C, dentro do método __new__ da classe fundamental object.

Quando você faz um override de __new__, em algum ponto você vai ter que (em código normal) chamar o __new__ da superclasse - e isso se repete até que a classe mais alta na hierarquia chame o __new__ de object - esse __new__ devolve a instância do objeto - isso é, o objeto que é passado como self para todos os métodos de instância. O seu método __new__ tem que retornar esse self.

É possível ter um método __new__ que retorne outra coisa - mas nesse caso, é impossível se ter uma instância propriamente dita da classe que tem esse método __new__: o mecanismo de classes do Python é usado para alguma outra coisa. Por exemplo, o mecanismo de interfaces do Zope (pacote zope.interface) não cria objetos propriamente ditos, e apenas usa a sintaxe de classe quando voce herda de zope.interface.Interface.

Depois de chamar o __new__, o método __init__ é chamado. Ele é chamado tecnicamente de "inicializador", e já recebe a instância do objeto no primeiro parâmetro - "self", em geral - com tod a a parte de alocaçã de memória feita - o __init__então pode fazer toda a inicialização de atributos e recursos feita no nível do Python.

Em quase todos os casos só precisamos escrever o método __init__ - é bem raro precisar mexer no __new__. E de qualquer forma, se não existisse o __init__, tudo que é feito nele poderia ser feito dentro do __new__ dessa forma:

class SemInit(object):
     def __new__(cls, param1, param2, **kwargs):
          self = super().__new__(cls)
          # código que iria no __init__ vai aqui:
          ...
          return self

Então, em suma, o passo a passo da instanciação de um objeto é o seguinte:

quando se faz a = MinhaClasse(), o método __call__ da objeto MinhaClasse- em si (isso, em Python classes são elas mesmas objetos e via de regra são instâncias da classe especial type (ela é chamada de "metaclasse"). então, esse método __call__ da classe type é chamado - ele está escrito em C, mas o pseudo código para ele, se fosse em Python seria:

class type:
    def __call__(cls, *args, **kwargs):
         self = cls.__new__(*args, **kwargs)
         result = cls.__init__(self, *args, **kwargs)
         if result is not None:
              raise TypeError("TypeError: __init__() should return None, not '{}'".format(result))
         return self

E sim, em Python é válido o recurso de "metaclasses" que consiste em fazer uma subclasse de type e modificar o mecanismo de criação de classes e instâncias acima - então escrevendo um método __call__ como o acima, desde que ele chame o object.__new__ passando a classe como parâmetrpo em algum ponto, você pode criar classes que não usam o __init__, ou que tem mais de um tipo de __init__, etc...

EU disse que todo mundo tem que chamar o __new__ do object do Python : em, com código em Python puro é a única forma de se criar um objeto.

É possível, no entanto, criar-se código usando uma extensão em C, ou mesmo alocando-se estruturas de dados "na mão" com o módulo "ctypes" que crie um objeto de forma diferente.

atualização: E quando devemos codificar o __new__?

Quando vamos criar uma subclasse de um tipo de dado nativo "imutável" do Python, tal como int ou outro número, str ou tuple. Nesses casos, se queremos alterar o valor do conteúdo, é necessário atuar no __new__ antes de chamar o __new__ original. Depois disso, o valor já está configurado e não pode ser alterado.

Por exemplo, uma sub-classe de string que converta todo o conteúdo pra maiúsculas já na criação, poderia ser:

class StrUpper(str):
    def __new__(cls, value):
         value = value.upper()
         return super().__new__(cls, value)

Note uma outra característica quando se implementa o __new__: na hora de chamar o método __new__ da superclasse, com super(), é necessário colocar o parâmetro cls explícitamente nos argumentos. Para métodos e métodos de classe normais, o super() já faz essa parte. O __new__ é um método especial, por conta de como a linguagem funciona - apesar de se parecer com um método de classe, internamente ele é um método estático, e o cls sempre é adicionado explicitamente, e não pela linguagem.

Em outras palavras: usamos o __new__ apenas para interceptar e alterar parâmetros em classes que consomem esses parâmetros já na criação. Além dos tipos imutáveis, é comum escrever o __new__ quando se cria uma metaclasse - que vai alterar algum comportamento na criação de classes em si. Fora esses casos, mesmo herdando de tipos nativos como dict e list, o basta usar o __init__ mesmo.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.