3

Por exemplo, tenho uma fatura, que posso consultar em uma outra base de dados (mas não de minha propriedade), um exemplo seria o PagSeguro. Armazeno somente o número de identificação da fatura para poder consultar.

Ai vem a dúvida, armazenar esses dados que podem ser consultados entraria em conflito com a normalização de bancos de dados, mais especificamente, com a 1FN - 1ª Forma Normal?

  • No lugar de guardar só numero de identificação vc quer saber se guardar todas as outras informações vai violar a 1FN? – rray 6/01/17 às 12:47
  • Isso mesmo, se armazenar esses dados que podem ser consultados, violaria... – LocalHost 6/01/17 às 12:49
  • 3
    Tópico relevante: pt.stackoverflow.com/q/151323/132 – Victor Stafusa 6/01/17 às 12:55
  • 1
    Imagino que quer guardar tudo para o caso de uma indisponibilidade, não vejo isso violando a 1FN. Uma violação pode ocorrer por dois motivos colunas com informação duplicada ex: uma tabela com 2 ou mais campos para telefones ou emails e ter campos multivalorados. – rray 6/01/17 às 12:56
4

Armazenar em uma tabela separada na sua base de dados não violaria a primeira forma normal. Essa normalização não impõe nada que a informação deva estar em algum lugar externo, ela se refere ao modelo relacional da sua base de dados. Armazenar na mesma tabela será uma violação.

A questão é saber se o resultado será o esperado. Os dados no recurso externo podem mudar? O que acontece se isto ocorrer? Você quer que os dados na sua base de dados sejam atualizados também, ou o ideal é que permaneçam como estavam no momento do uso? Se for esta última opção, como resolve se a informação externa for usada mais uma vez estiver diferente? Duvido que seja o caso de uma fatura, mas sei lá como eles operam.

Independente da resposta, faça o que precisa fazer. Não fique preocupado se está na forma normal ou não. É bom que esteja, mas se tiver motivos para não seguir a forma normal, não siga, ela não é obrigatória. Se começar fazer porque alguém disse que sempre deve fazer assim, estará fazendo errado. Faça o que é adequado para seu projeto. Desnormalizar é interessante também.

Não conheço o caso concreto em detalhes, mas provavelmente eu traria os dados para minha base para não ficar dependendo de recursos externos. Dependendo do caso pode existir a necessidade de um mecanismo de verificação se os dados estão atualizados.

  • Também penso dessa forma, de querer armazenar na própria dada base para não precisar depender de recursos externos. E sobre a mudança de dados do recurso externo, a única informação que pode mudar, é o status de pagamento, que no caso já armazeno a cada mudança (recebendo uma notificação por POST do PagSeguro) – LocalHost 6/01/17 às 13:13
3

Não. A primeira forma normal dita que você não pode ter colunas multivaloradas, e não é isso o que você está tendo. Tópico relevante para maiores esclarecimentos: O que é normalização de banco de dados?

Uma vez que você armazena o número da fatura a ser consultado, isso é o análogo a uma chave estrangeira. Isso não constitui (ao menos não por si só) nenhuma violação de alguma forma normal, muito menos a primeira forma normal. Apesar disso, ainda é possível que você possa estar violando alguma forma normal dependendo de onde ou como você armazena isso.

Além disso, o conceito de normalização se aplica a base de dados relacionais. O seu caso não é uma base de dados relacional, ao menos não puramente, e sim uma base distribuída por serviços web. Assim sendo, você não pode inventar uma consulta SQL que faça joins incluindo dados de tabelas da sua fatura, porque o webservice do PagSeguro não funciona assim, e uma outra abordagem seria necessária. Além disso, uma vez que os dados são mantidos em lugares distintos e controlados por entes distintos, não há garantias prontas de haver integridade referencial.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.