3

Sou desenvolvedor de software a um bom tempo, mas estou sempre buscando aprender “maneiras diferentes de se fazer as coisas”. Estou trabalhando atualmente num novo projeto e decidi basear a arquitetura em propostas sugeridas pela comunidade utilizando uma combinação de DDD, Entity Framework Code First e outras “coisitas” mais. Porém, na prática e devido a algumas particularidades de minhas regras de negócio, sinto um pouco de dificuldade em aplicar alguns conceitos. Eu agradeceria se vocês pudessem me ajudar nessas questões.

Esta é a estrutura resumida de minha solução. Todos os projetos aqui apresentados são do tipo Class Library:

  • Core – Contém funcionalidades básicas para todo o sistema tal como gerenciamento de recursos, globalização, etc.
    References:
    (...)
  • Domain – Contém a definição das entidades e validações.
    References:
    Core (...)
  • Repository – Responsável pela comunicação com a base de dados e mapeamento das entidades através de Fluent API.
    References:
    Core
    Domain
    Entity Framework 6
    (...)
  • Security – Aplica as funcionalidades dos projetos acima para prover funcionalidades de segurança tal como autenticações e criptografias.
    References:
    Core
    Domain
    Repository
    Entity Framework 6
    (...)

O projeto Domain contém uma classe chamada User definida pelo seguinte código (resumido):

namespace Domain.Entities
{
    public class User : EntityBase
    {
        private string _userCode;
        private string _userPassword;
        //outras variáveis....
        private int _customerId;

        [MaxLength(255), Required(AllowEmptyStrings = false)] //Estou utilizando Data Annotations para facilitar os testes de integridade e definir restrições básicas ao modelo.
        public string UserCode
        {
            get { return _userCode; }
            set
            {
                ValidateValue(GetType(), nameof(UserCode), value); //O método ValidadeValue está definido na classe base EntityBase e tem o propósito de validar o valor a ser atribuído à propriedade.
                _userCode = value;
            }
        }

        [MaxLength(255)]
        public string UserPassword
        {
            get { return _userPassword; }
            set
            {
                ValidateValue(GetType(), nameof(UserPassword), value);
                _userPassword = value;
            }
        }

        //outras propriedades...

        public int CustomerId
        {
            get { return _customerId; }
            set
            {
                ValidateValue(GetType(), nameof(CustomerId), value);
                _customerId = value;
            }
        }

        //Propriedades de navegação para outras entidades relacionadas
        public virtual Customer Customer { get; set; }
        public virtual ICollection<Membership> Memberships { get; set; }

        //Construtores
        public User() { }

        public User(string userCode, string userName, string email, Address address = null, bool isAdministrator = false)
        {
            UserCode = userCode;
            UserPassword = "";
            //demais inicializações...
            CustomerId = 0;
        }

        //outros métodos...

        ///<summary>
        ///Retorna as regras da política de senha vigentes ao usuário por meio de seus papéis.
        ///</summary>
        public PasswordRules GetPasswordRules()
        {
            var rules = (from r in Memberships.Select(x => x.Role)
                    where r.RulesPrecedence > 0
                    orderby r.RulesPrecedence
                    select r.PasswordRules).FirstOrDefault();
            return rules;
        }
    }
}

Vou escrever aqui mais uma classe:

namespace Domain.Entities
{
    public class Membership : EntityBase
    {
        public int UserId { get; set; }
        public int RoleId { get; set; }

        public virtual User User { get; set; }
        public virtual Role Role { get; set; }

        public Membership() { }
    }
}

As questões que preciso resolver são:

  1. A classe User expõe a propriedade UserPassword que, apesar de ter seu conteúdo criptografado, eu não gostaria de expô-la aos desenvolvedores finais, de forma que ela fosse uma propriedade interna. Porém, como fazer isto se no projeto Repository preciso ter acesso a esta propriedade para poder mapeá-la à respectiva coluna na tabela da base de dados?

  2. Como pode ver, a classe User tem uma propriedade de navegação para a entidade Membership, num relacionamento um-pra-muitos. Um Membership, por sua vez, tem duas propriedades de navegação (uma para User e outra para Role), de modo que Membership faz um relacionamento muitos-pra-muitos entre User e Role. Através desses relacionamentos e propriedades, um usuário pode conhecer suas regras de política de senha (definidas em Role), como mostra o método User.GetPasswordRules(). Até aí, tudo bem. O problema é que, um determinado usuário não necessariamente vai poder ter acesso ao cadastro de papéis (Roles), da mesma forma que alguém que tem acesso ao cadastro de papéis não necessariamente terá para o de usuários. Por tanto, Membership não deveria expor suas propriedades de navegação. Mas se eu retiro as propriedades de navegação User e Role de Membership, como poderei suprir a funcionalidade do método User.GetPasswordRules() já que o projeto Domain não acessa banco de dados?

Existem algumas outras questões, mais acho que essas duas são as principais. Espero ter sido claro. Obrigado por qualquer ajuda.

  • Olha essa resposta: pt.stackoverflow.com/a/80696/61561 – Renan Carlos 4/01/17 às 17:25
  • Boa tarde, já pensou em utilizar ASP.NET Identity para cuidar da parte de autenticação e autorização na aplicação? – Felipe Deguchi 4/01/17 às 17:25
  • @RenanCarlos, este é realmente uma boa discussão (utilizar ou não Repository Patterns sobre o EF). Porém, não vi como as respostas deste post me ajudariam. Unificar a camada Domain com Repository não é uma possibilidade. – Eric Cordeiro 4/01/17 às 18:18
  • @FelipeDeguchi, A camada Security realiza autenticação e autorização baseado num modelo de negócio já existente e pode ser utilizada em qualquer plataforma (Windows, ASP.NET MVC, WebApi, Console, etc) não se limita a infra web. – Eric Cordeiro 4/01/17 às 18:22
  • Não creio que seria possível deixar a camada de conexão com banco de dados em uma WebAPI e utilizar DTO's (Data Transfer Object) para quando for necessário acessar dados de User, assim os desenvolvedores teriam acesso somente aos dados que você deseja que eles tenham. O mesmo serve para a segunda questão, dentro de uma DTO você teria as regras de Password sem expor o Membership. – Felipe Deguchi 4/01/17 às 18:29
0

RESOLVIDO!!

Consegui resolver minhas duas questões com uma única solução.

De acordo com a resposta obtida por uma outra postagem minha (É possível restringir quem pode utilizar as classes públicas de um assembly?) pude utilizar o atributo de assembly InternalsVisibleToAttribute estabelecendo uma relação de confiança entre Domain e Repository e atribuir o modificador internal aos membros e classes que eu queira ocultar dos demais assemblies.

Por tanto, minhas classes ficaram assim:

Domain.Entities.User

namespace Domain.Entities
{
    public class User : EntityBase
    {
        // código suprimido...

        [MaxLength(255)]
        internal string UserPassword  // modificado para internal
        {
            get { return _userPassword; }
            set
            {
                ValidateValue(GetType(), nameof(UserPassword), value);
                _userPassword = value;
            }
        }

        //outras propriedades...

        internal virtual Customer Customer { get; set; }   // modificado para internal
        public virtual ICollection<Membership> Memberships { get; set; }

        //Construtores
        internal User() { }    // modificado para internal para evitar a possibilidade de uma instância vazia.

        public User(string userCode, string userName, string email, Address address = null, bool isAdministrator = false)
        {
            UserPassword = "";
            //demais inicializações...
        }

        //outros métodos...
    }
}

Domain.Entities.Membership

namespace Domain.Entities
{
    public class Membership : EntityBase
    {
        public int UserId { get; set; }
        public int RoleId { get; set; }

        internal virtual User User { get; set; }  // modificado para internal
        internal virtual Role Role { get; set; }  // modificado para internal

        internal Membership() { }
    }
}

Após definir as propriedades e construtores que quero proteger, incluí o atributo InternalsVisibleToAttibute para Domain:

Domain/Properties/AssemblyInfo.cs

[assembly: InternalsVisibleTo("Repository, PublicKey={chave pública de Repository}")]

Dessa forma, o projeto Repository obtém acesso aos membros internos de Domain como se estes fossem públicos possibilitando, assim, o mapeamento de cada propriedade pelo EF Fluent API sem problema algum.


REFERÊNCIAS

  1. Classe InternalsVisibleToAttribute
  2. Friend Assemblies (C# and Visual Basic)

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.