19

Esta pergunta já tem uma resposta aqui:

Estou confuso no uso de dois comandos, o is e o == que até onde eu entendi realizam a mesma coisa que é comparar se dois objetos são iguais.

Existe algum mais performático?

marcada como duplicata por Bacco, Maniero 3/01/17 às 0:12

Esta pergunta foi feita antes e já tem uma resposta. Se essas respostas não abordarem completamente sua pergunta, faça uma nova pergunta.

19

Não, isso não é verdade.

O operador == testa igualdade de valores. Ele testa se os valores de objetos se equivalem.

O operador is testa a identidade dos objetos, então precisa ser o mesmo objeto para ele ser verdadeiro. Obviamente que se for o mesmo objeto eles se equivalerão em valor. Você não encontrará uma situação onde o is retorna True e o == retorna False.

Analise a diferença nesses códigos:

a = [1, 2, 3]
b = a #copia a referência para o objeto
print(b is a) #é o mesmo objeto
print(b == a) #ele possuem o mesmo valor
b = a[:] #copiou o objeto
print(b is a) #são objetos diferentes
print(b == a) #mas os valores são os mesmos
print(1000 is 10**3) #são objetos diferentes
print(1000 == 10**3) #mas o valor é o mesmo
print("a" + "b" + "c" is "abc") #objetos diferentes
print("a" + "b" + "c" == "abc") #valores iguais

Veja funcionando no ideoene e no CodingGround.

Você pode estar pensando o que ocorreu no último exemplo de string em que algo que parece ser outro objeto, mas é o mesmo. Há uma otimização que a concatenação é transforma em string simples. Mas ainda assim deveriam ser objetos diferentes. Mas uma uma coisa chamada interning para economizar memória e se a linguagem puder detectar que é o mesmo valor, ele aponta para o mesmo objeto. Isso funciona bem quando strings são imutáveis, caso do e Python.

  • (Ha casos do == ser falso, com o is sendo True sim - embora sejam exceção,e em geral não sejam úteis - veja abaixo) – jsbueno 29/12/16 às 18:51
  • @jsbueno de fato, tem esse corner case :) Não vou mudar a resposta porque acho que para o caso adequado está correto, fica a ressalva que algum maluco realmente pode fazer isso acontecer. – Maniero 29/12/16 às 19:40
  • Muito obrigado! – Alvaro Camillo Neto 30/12/16 às 0:30
7

Para complementar a resposta do Maniero - o is só compara se os objetos são o mesmo. O == compara se são iguais. Muita gente cai na armadilha de usar is para comparar strings - mas as vezes, por conta de otimizações internas do Python, calha das strings serem o mesmo objeto numa ocasião - e em outra (string maiores, lidas de arquivo, etc...), serem objetos distintos.

Então, mesmo que no prompt interativo o is volte True para duas strings iguais, nunca use isso ao programar. O mesmo vale para números inteiros. Em particular, o Python cria automaticamente uma instância de cada número de 0 a 255 ao se iniciar - e a comparação com is desses números sempre retorna True - mas de novo, isso é só um detalhe de implementação.

Agora - em termos práticos, quando você define uma classe, você pode determinar o comportamento do ==. Por padrão, para qualquer classe nova, a comparação == só retorna verdadeira se você está tratando do mesmo objeto:

In [13]: class A:
    ...:     pass
    ...: 

In [14]: a = b = A()

In [15]: a == b
Out[15]: True

In [16]: c = A()

In [17]: a == c
Out[17]: False

Mas se sua classe definir o método especial __eq__, ele recebe como parâmetros o próprio objeto (self) e o objeto com o qual está sendo comparado - nesse caso, você determina a igualdade para seus próprios objetos. (Já o comportamento de is não pode ser personalizado).

In [18]: class B:
    ...:     value = 0  # Atributo de classe
    ...:     def __eq__(self, other):
    ...:         if hasattr(other, "value"):
    ...:             return self.value == other.value
    ...:         return self.value == other
    ...:     

In [19]: d = B()

In [20]: e = B()

In [21]: d == e
Out[21]: True

In [22]: e.value = 5  # sobrescreve value com um atributo para esta instância

In [23]: d == e
Out[23]: False

É até possível situações em que o is retorna True e o == False sim - basta que o método __eq__ retorne False. Em geral não tem muita utilidade, mas é usado pelo valor especial de ponto flutuante Nan (Not a number)

In [24]: a = float("Nan")

In [25]: b = a

In [26]: b is a
Out[26]: True

In [27]: b == a
Out[27]: False

In [28]: a == a
Out[28]: False

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.