7

Gostaria que os números não se repetissem e fossem diferentes de zero.

import random


Sort1 = int(60 * random.random())   


Sort2 = int(60 * random.random())


Sort3 = int(60 * random.random())

Sort4 = int(60 * random.random())

Sort5 = int(60 * random.random())

Sort6 = int(60 * random.random())

lista = [Sort1,Sort2,Sort3,Sort4,Sort5,Sort6]

lista.sort()


print (Sort1,Sort2,Sort3,Sort4,Sort5,Sort6)


print (lista)
8

Use random.sample:

>>> random.sample(range(1,61), 6)
[39, 15, 37, 18, 52, 60]

Explicação:

Um método que garante um sorteio justo (i.e. cada elemento tem a mesma chance de ser sorteado) e sem repetição é a geração de uma permutação do espaço de busca - por exemplo pelo algoritmo de Fisher-Yates - da qual se retira apenas os primeiros k elementos que se quer.

Se seu espaço de busca é pequeno, a implementação proposta pelo Luiz Vieira (criar uma lista com todos os elementos e permutá-la) é a maneira mais simples e talvez mais eficiente. Na sua pergunta, os números vão apenas de 1 a 60, então essa solução simples é a que eu usaria. Se você não tiver acesso ao numpy, pode usar também a função random.shuffle:

>>> nums = list(range(1, 61))
>>> random.shuffle(nums)
>>> nums[:6]
[14, 12, 56, 26, 42, 10]

Por outro lado, caso o espaço de busca fosse muito grande (ex.: você quer 10 números de 1 a 1 bilhão) essa implementação ficaria inviável - nem tanto pelo tempo mas pela memória gasta na criação da lista. Nesse caso, uma implementação alternativa seria:

def random_elements(a_sortear, total):
    state = {}
    for i in range(a_sortear):
        # Troca o state[i] com um elemento aleatório
        swap_with = random.randint(i, total - 1)
        state[i], state[swap_with] = state.get(swap_with, swap_with), state.get(i, i)
    return [state[i]+1 for i in range(a_sortear)]

print (random_elements(10, 1000000000))

Fonte (adaptado)

Trata-se de uma aplicação parcial do mesmo algoritmo:

  1. Em vez da lista ser criada explicitamente, fica implícito que o elemento de índice i possui o valor i caso ele esteja ausente do conjunto:

    state.get(swap_with, swap_with) # O valor padrão, se ausente, é o próprio índice
    
  2. Quando dois elementos são trocados (tal qual o algoritmo original), eles são colocados explicitamente no conjunto:

    state[i], state[swap_with] = state.get(swap_with, swap_with), state.get(i, i)
    
  3. O algoritmo para de permutar quando o número de elementos desejado já foi obtido:

    for i in range(a_sortear): # Não vai até total, mas para em a_sortear
        swap_with = random.randint(i, total - 1) # Sorteia de 0 a total-1
        ...
    
  4. Para o resultado ir de 1 a N, em vez de 0 a N-1, desloca todo o conjunto 1 para a direita:

    return [state[i]+1 for i in range(a_sortear)]
    

Ou seja, nessa implementação tanto o tempo quanto a memória gasta são proporcionais ao número de elementos que se quer, em vez do total de elementos disponíveis para serem sorteados.

Por fim, há o algoritmo alternativo em que simplesmente se sorteia vários números e, caso algum venha repetido, o sorteio é feito de novo até que todos os resultados sejam diferentes. Esse método pode ser até mais eficiente que a aplicação parcial do Fisher-Yates, quando o conjunto total é muito grande (já que a chance de colisão é pequena). As respostas do Ícaro Dantas e do Miguel dão exemplos de implementação.

O uso de random.sample - pelo que eu entendi dos fontes - escolhe uma ou outra implementação baseado no que seria mais eficiente conforme os tamanhos do conjunto total e do número de elementos a ser sorteado.

  • Ja tinha upado a do Luiz Vieira, mas estava esperando uma alternativa com F-Y "moderado" mesmo (espero que o pessoal note a sutileza de embaralhar só o numero de ítens necessários). Sendo assim, +1 também! – Bacco 30/12/16 às 14:30
10

Se você deseja números não repetidos em um intervalo ([1, 60], pelo seu exemplo), uma solução bem simples é fazer uma permutação aleatória. Usando o numpy é bem fácil com a função numpy.random.permutation:

import numpy as np
nums = np.random.permutation(np.arange(1, 61))
print(nums)

Esse código funciona assim:

  1. A chamada np.arange(1, 61) gera uma lista com números de 1 a 60 (porque você disse que os números não devem ser 0 - se puder ter o 0, basta passar diretamente o número máximo+1 à chamada de np.random.permutation a seguir).
  2. Essa lista serve de entrada para à chamada np.random.permutation, que apenas pega essa lista e embaralha as posições.

Exemplo de resultado da execução do código:

[ 3 37 59 54 58 16  1 19 36 40 34 31 18 13 25 50 23  9 41 46 27  8 15 47 24
 29 57 43 56 22 11 48 26 39  7 17 55 21 20 42 30 35 32 14 12 28 33 53 38 60
  2 52 44 45  6 49 10  5 51  4]
  • 1
    Boa resposta, mas não é necessário reinventar a roda - há uma função pronta pra isso, na biblioteca padrão do Python mesmo (i.e. sem precisar do numpy). Mais detalhes na minha resposta. – mgibsonbr 28/12/16 às 11:18
  • Show de bola, @mgibsonbr. Eu não sabia dessa função! :) – Luiz Vieira 28/12/16 às 12:08
4

Aqui fica outra alternativa, usando um set, este por default implementado na própria linguagem python já evita duplicados.

No exemplo em baixo n é o número de entradas que queres na tua nova lista, coloquei 6 baseado no código que colocaste na pergunta:

from random import randint

lista = set()
n = 6

while len(lista) < n:
    lista.add(randint(1, 60))

lista = sorted(lista) # transformar em lista e ordenar
print(lista) 

DEMONSTRAÇÃO

Muita atenção, se por acaso colocares número maximo random menor que n, ex: 5, vais ficar em loop infinito, para cobrires essa hipótese podes fazer:

from random import randint

lista = set()
n = 6
max_random = 60

if(max_random > n):
    while len(lista) < n:
        lista.add(randint(1, max_random))
    print(sorted(lista)) # transformar em lista e ordenar
else:
    print('O numero random não pode ser menor que n')
2

Veja se isto resolve seu problema:

from random import randint

lista = []

n = 40

for i in range(n):
    num = randint(1, 60) # Intervalo de 1 a 60.
    while num == 0 or num in lista:
        num = randint(1, 60)
    lista.append(num)

lista.sort()

print lista
  • 1
    Cuidado ao colocar o "n" muito grande, ele pode rodar por muito tempo ou até infinitamente. – Ícaro Dantas 28/12/16 às 0:06
  • 3
    +1 pela boa resposta, mas vc tem toda a razão quanto a ele possivelmente rodar "infinitamente". Por isso o ideal nesses casos é fazer uma permutação aleatória mesmo (pois assim se garante o tempo de execução finito e não se faz laços desnecessários). :) – Luiz Vieira 28/12/16 às 0:18

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.