1

Gostaria de saber se existe diferença em como o bash representa as variáveis com valores nulos

var=

e com strings vazias

var=""

Quais cuidados devo ter ao manipular variáveis como essas?

1

Considere o seguinte:

var1=

var2=""

A variável var1 não tem valor algum, tem seu valor nulo (null). Um valor nulo é exatamente um "NADA"! Diferente do valor da variável var2 que tem uma string em branco.

Imagine que estaremos usando alguma linguagem de objetos (só para ficar mais didático). Usando o exemplo com Python:

$ python
Python 2.7.12 (default, Jun 29 2016, 14:05:02) 
[GCC 4.2.1 Compatible Apple LLVM 7.3.0 (clang-703.0.31)] on darwin
Type "help", "copyright", "credits" or "license" for more information.
>>> var1 = None
>>> var2 = ""
>>> type(var1)
<type 'NoneType'>
>>> type(var2)
<type 'str'>

ps: None em python é a mesma coisa que null em outras linguagens.

A situação da var1 demonstra que a variável não há inicialização de um valor. Logo, um "nada" não poderá receber algum retorno, caso tente... irá receber o famoso erro NullPointerException porque o "nada" não pode receber atributo(s): não recebe valores e aponta para nada.

>>> len(var1)
Traceback (most recent call last):
  File "<stdin>", line 1, in <module>
TypeError: object of type 'NoneType' has no len()

A var2 é uma variável do tipo string vazia. Algo "vazio" tem seu valor de zero porque deste jeito a variável está inicializado. Ou seja, mesmo sendo um "caractere em branco" ele tem seu lugar reservado na memória. Então, quando utilizado o len() (length) será retornado 0:

>>> len(var2)
0

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.